Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Harry e Meghan abdicam da família real

Publicado por O Informador, 10.01.20

harry meghan.jpg

 

O já esperado aconteceu mesmo e a família real britânica vê Harry e Meghan Markle deixarem todo o circulo mediático da monarquia para fazerem a sua vida e serem independentes financeiramente, sem dependerem dos orçamentos destinados à família, embora pretendam «continuar a apoiar totalmente Sua Majestade, a Rainha».

Foi através da rede social Instagram que o jovem casal anunciou o afastamento do núcleo da família real com uma mensagem bem esclarecedora para o futuro. 

“Após muitos meses de reflexão e discussões internas, optamos por fazer uma transição este ano, começando a desempenhar um novo papel progressivo dentro desta instituição. Pretendemos dar um passo atrás como membros "seniores" da Família Real e trabalhar para nos tornar financeiramente independentes, enquanto continuamos a apoiar totalmente Sua Majestade a Rainha. É com o vosso apoio, particularmente nos últimos anos, que nos sentimos preparados para fazer este ajuste. Planeamos agora equilibrar o nosso tema entre o Reino Unido e a América do Norte, enquanto honramos os nossos deveres para com a Rainha, a Commonwealth, os nossos patronos. Este equilíbrio geográfico vai permitir-nos criar o nosso filho com uma apreciação para com a tradição real na qual ele veio ao mundo, enquanto damos à nossa família o espaço para nos focarmos no próximo capítulo, incluindo o lançamento da nossa entidade de caridade. Esperamos compartilhar todos os detalhes deste emocionante próximo passo no devido tempo, enquanto continuamos a colaborar com Sua Majestade, a Rainha, o Príncipe de Gales, o Duque de Cambridge e todas as partes relevantes. Até lá, aceitem os nossos mais profundos agradecimentos pelo apoio contínuo. ”

O duque e a duquesa de Sussex

Mudando-se assim para a América do Norte, os duques de Sussex, pretendem afastar-se da vida real e dos afazeres monárquicos, protegendo e pretendendo dar ao filho uma outra educação.

Quem parece não concordar com toda esta situação é a Casa Real britânica que vê assim um dos seus importantes membros sair da formatura para se dedicar à sua nova família e ser independente, sem as obrigações e compromissos para o qual nasceu destinado. Acredito que a decisão tenha sido tomada de forma refletida e contra o aconselhamento da família real, que neste momento deverá estar a tentar resolver a situação para que a mudança não seja total.

Nos últimos tempos o casal já havia dado sinais de cansaço perante a vida real e também para com tudo o que tem sido publicado pela imprensa, sendo agora esta revelação nada surpreendente por existir vontade de afastamento por tudo o que tem sido escrito, dito e publicado sobre quem só já quer seguir o seu rumo sem todos os problemas da família real mais conhecida do Mundo e que parece estar a passar por uma fase de comunhão menos boa. 

 

 

MasterChef

Publicado por O Informador, 17.05.14

MasterChef, o programa do ano! Não é uma novidade para muitos que já assistem há anos às versões internacionais do formato, mas para a maioria a aposta da TVI foi uma estreia, tal como foi para mim que já tinha visto um ou outro momento das versões australianas mas que nunca tinha seguido uma edição do início ao fim. Agora chegou a Portugal, foi excelentemente bem aceite e todos os Sábados lá gravo o episódio do dia para ver ao Domingo, quando tenho mais tempo livre.

Adoro os três jurados, cada um com as suas características, uma tripla bem escolhida e que está em acordo em todas as decisões, não existindo conflitos de preferências pelos pratos que provam. Os concorrentes foram seleccionados num casting realizado a nível nacional, podem não ter sido escolhidos os melhores porque não é com um ou dois pratos que se percebe que a pessoa pode ser o primeiro MasterChef Portugal, no entanto no geral o grupo é forte e com o andar do programa os melhores estão mesmo a prevalecer no jogo, mostrando aprendizagem com as MasterClass que têm obtido e que só estão disponíveis no site do canal, o que não concordo. Não defendo que as aulas com chefs e especialistas de cozinha tivessem que ser encaixadas no programa que é transmitido nos serões de Sábado, no entanto podiam perfeitamente transmitir tais aulas pelo final de tarde do mesmo dia. O programa tem feito sucesso e as aulas iriam também ter impacto junto do público, algo que espero que seja revisto na próxima edição do formato que já está certa acontecer ainda este ano.

Tenho visto todos os programas desde a estreia, nem sempre estou de acordo com certas saídas, porém percebo que os mais fracos têm deixado o jogo, prevalecendo os melhores e os que serão capazes de levar o troféu para casa.

Agora a crítica, não à TVI e à produção, mas sim a quem deixou fugir a informação sobre o nome do vencedor! Então não é que algumas semanas antes da grande final a imprensa já revelou quem se consagrou vencedor do MasterChef, deixando assim a curiosidade de todos desvanecida quando ainda faltam exibir alguns programas?

Sabe-se, revelado por Manuel Luís Goucha no programa Você na Tv!, que jurados, concorrentes e elementos da produção tiveram que assinar um contrato que os proibia de revelar informações sobre as expulsões e o vencedor antes que tais imagem fossem para o ar no ecrã do canal. Agora as revistas fazem destaque de tal informação, mostrando que tal segredo foi quebrado por alguém, deixando assim o suspense e curiosidade desvendados.

Um bom programa mundial, uma excelente edição nacional, jurados de peso e concorrentes que mostram que são os futuros cozinheiros nacionais. O Filipe já anda por Budapeste a estagiar no restaurante do chef Miguel Rocha Vieira, percebendo-se assim que existe talento nas mãos destes concorrentes que já estão a ganhar propostas profissionais para colocarem em prática o gosto pela cozinha.