Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Convites duplos | Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos

04 de Agosto | Teatro Politeama

mulheres à beira de um ataque de nervos.jpg

Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos é o atual musical que Filipe La Féria preparou para conquistar o público por mais uma temporada do Teatro Politeama. Inspirado no sucesso internacional de Pedro Almodóvar com o mesmo nome, nesta versão portuguesa, o produtor português conta no elenco com os atores Paula Sá, Rita Ribeiro, Carlos Quintas, Filipa Cardoso, Bruna Andrade, João Frizza, Filipe de Albuquerque, Élia Gonzalez, Fernando Gomes, Rosa Areia, Samuel de Albuquerque, Paulo Miguel Ferreira, Jonas Cardoso, Paula Marcelo que cantam ao vivo e também com oito bailarinos coreografados por Marco Mercier, e uma orquestra ao vivo dirigida pelo maestro Miguel Teixeira com direção vocal de Tiago Isidro. Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos é uma comédia musical passada nos anos 80 em Madrid, mas podes ficar a saber mais sobre este espetáculo no artigo que publiquei sobre o mesmo, aqui.

Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos no Teatro Politeama

mulheres à beira de um ataque de nervos

«Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos, da Broadway para Lisboa», é assim que Filipe La Féria anuncia o seu mais recente musical em cena no Teatro Politeama. Inspirado no sucesso internacional de Pedro Almodóvar, o produtor português trouxe até nós o musical que tem corrido vários palcos mundiais e que conta internacionalmente com alguns prémios, tanto pelo texto a cargo de Jeffrey Lane e música original de David Yazbek como pela prestação de algumas atrizes entre os vários elencos. Em Portugal o espetáculo estreou este ano com o elenco composto pelos atores Paula Sá, Rita Ribeiro, Carlos Quintas, Filipa Cardoso, Bruna Andrade, João Frizza, Filipe de Albuquerque, Élia Gonzalez, Fernando Gomes, Rosa Areia, Samuel de Albuquerque, Paulo Miguel Ferreira, Jonas Cardoso, Paula Marcelo que cantam ao vivo e também oito bailarinos coreografados por Marco Mercier, e uma orquestra ao vivo dirigida pelo maestro Miguel Teixeira com direção vocal de Tiago Isidro.

Mulheres à Beira de Um Ataque de Nervos é um comédia musical onde todas as mulheres olham para o amor de forma diferente, mas com esse mesmo amor têm consigo autênticos estados de desespero, trazendo alegria e alguns embaraços quando os nervos de uma se cruzam com as arrelias das restantes, estando o palco lisboeta em rota de colisão quando todas elas se encontram com os seus problemas, todos derivados aos sentimentos que nutrem pelos homens que se atravessam nas suas vidas. 

Numa história que decorre em Madrid dos anos 80 o público é convidado a conhecer Pepa, a protagonista diva do estrelato mas que vê o seu amante, o também ele famoso Ivan, terminar com a relação através de uma chamada telefónica. O drama, o horror e o desespero pela procura de explicações acontece a partir daqui. Só que ao mesmo tempo, Candela, a modelo amiga de Pepa, descobre que o seu amigo de cama dos últimos dias é um terrorista procurado internacionalmente. Candela recorre à sua grande amiga para se desenvencilhar dos seus problemas, quando Pepa já tem preocupações que cheguem, não fosse contar também com a ex-mulher tresloucada de Ivan, que vinte anos depois deixa o hospital psiquiátrico, e agora ronda a atual vida do marido, do filho e de quem os rodeia. 

Severa - O Musical | Teatro Politeama

severa.jpg

O Teatro Politeama volta aos grandes musicais!

Filipe La Féria apresenta, "Severa - O Musical", sobre a mítica fundadora da Canção Nacional, a fadista que ficou na História como a primeira cantadeira de Fado narrativa imortal de amor e paixão entre o Conde de Marialva e a célebre fadista.

"Severa - O Musical" transporta-nos ao século XIX em Portugal, às esperas de touros, às tabernas da Mouraria, aos salões da aristocracia, à guerra entre liberais e absolutistas e à vida da criadora do Fado, num espetáculo glamoroso, romântico e pleno de emoção e aventura.

"Severa - O Musica" é a alegoria perfeita do labirinto de paixões e conflitos que marcou o Fado.

Com um grande elenco de artistas, protagonizado por Anabela, Filipa Cardoso, Carlos Quintas, Fernando Gomes, Yola Dinis, Filipe de Albuquerque, Bruno Xavier, Cristina Oliveira, João Frizza, Francisco Sobral, Dora, Ricardo Soler, Rosa Areia, Carina Leitão, Carla Vasconcelos, Rui Vaz, David Gomes, Paulo Miguel Ferreira, Catarina Pereira, João Albuquerque Alves e fabulosos bailarinos coreografados por Marco Mercier, com música original de Miguel Amorim, Jorge Fernando e Filipe La Féria que além do Fado, criaram melodias que englobam todos os géneros numa partitura de um grande musical, a direção vocal de Tiago Isidro. Os figurinos requintados de Mestre José Costa Reis e os cenários deslumbrantes fazem de "Severa" o regresso do Teatro Politeama aos grandes musicais.

"Severa - O Musical" é um tema português que fala da nossa História, do nosso país, num espetáculo emocionante e forte, em que o Teatro, a Música, a Dança, a cenografia e a beleza dos figurinos, contribuem decisivamente para La Féria realizar o seu mais ambicioso espetáculo de sempre - mágico e comovente, cómico e emocionante, humano e profundo - sobre a vida da verdadeira criadora do Fado Português.

Severa, a criadora do fado é agora celebrada no palco do Teatro Politeama através do mais recente musical de Filipe La Féria. Voltando aos grandes espetáculos musicais, o produtor volta a surpreender com uma história que vai para além da vida de uma mulher guerreira. Severa passa sobretudo por um retrato social de Portugal no século XIX onde a guerra, os bairrismos, o crime e a vida alheia são retratados perante uma sociedade que se confunde entre ruas de pecados, amores confundidos com interesses e vicissitudes da vida. 

Com um forte elenco com vários rostos de destaque dos últimos anos das produções de La Féria, como é o caso de Anabela, Carlos Quintas, Filipe Albuquerque e João Frizza, Severa estreou como o promissor musical que quer suplantar o sucesso de Amália. Com o retrato social estampado do início ao fim ao mesmo tempo que o fado é contado entre tabernas, cubículos e grandes festas, Severa é a mulher do povo que todos enfrenta pelo bem em que acredita. Uma verdadeira heroína de outros tempos, num espetáculo que por vezes remete para o universo de Os Miseráveis e onde um elenco excelentemente coordenado nas grandes cenas gerais em que todos estão em palco e não falham. Dos papéis principais ao mais secundário dos papéis de Severa, Filipe La Féria pensou, coordenou e apresenta agora um espetáculo que foi feito para agradar.