Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

maria-duenas-billboard

Instagram | Seguir para deixar de ser Seguido

17
Set18

instragram.jpg

Vou comentar em modo de alerta sobre uma situação que há umas semanas tinha detetado mas que não levei a sério, pensando que tinha sido uma situação esporádica, mas entretanto percebi que a mesma peripécia voltou a acontecer comigo e com outras pessoas. 

Todos ou quase todos andamos pelo Instagram, já agora para quem não me segue é só clicar aqui, e existem novos seguidores que até gostamos das suas publicações e também começamos a ver o que vão partilhando pela rede social. Tudo bem, é legitimo, sendo também aceitável que eu possa seguir quem não me segue e vice-versa. O que não percebo é como um grupo tão grande de comunicação social nacional consegue andar a fazer «Seguir» pelas suas várias páginas a bloggers para depois quando têm a mesma resposta deixarem de ser seguidores. Ou seja, a intenção do grupo Impresa é só mesmo Seguir para serem seguidos dentro das várias páginas para depois se desconectarem, ganhando seguidores para virarem costas. 

Esta situação havia acontecido comigo à uns tempos com a página do Jornal Expresso. Seguiram-me, retribui e no mesmo dia deixei de ser seguido. Tudo bem, podiam não ter gostado do que partilhei, pensei na altura. Uns dias depois fui seguido pela página principal da SIC, segui mas fiquei atento e sabem que mais? Deixei de novo de ser seguido. Mais recentemente comecei a ser seguido pela página do programa Fama Show, sabem o que fiz? Nada! Até agora ainda sou seguido mas aposto que assim que os começar a seguir que retiram logo o gosto pelo meu perfil. Esta situação poderia ter acontecido só comigo, mas outros bloggers começaram a queixar-se do mesmo. É o caso da página The Girl Who Reads Books em que lhe aconteceu exatamente o mesmo com o Jornal Expresso e a SIC Notícias. Seguiram para serem seguidos e deixarem de seguir.

O salto de Luísa Barbosa

17
Ago16

luísa barbosa.jpg

Luísa Barbosa nasceu para o mundo televisivo através da MTV mas rapidamente mostrou querer ganhar asas para outros formatos bem mais vistos e onde o seu talento, que estava a ser desenvolvido, iria ganhar destaque. Saltou assim para o programa 5 Para a Meia-Noite na RTP1 onde semanalmente apresentava e colocava o público bem disposto. Uns tempos depois a SIC deu-lhe a oportunidade de integrar a equipa do Fama Show por onde esteve nos últimos anos. Pouco mais de dez anos passaram desde a sua estreia televisiva e agora Luísa Barbosa salta para as manhãs da Rádio Comercial.

De saída da SIC com um «até já», a repórter e apresentadora partilhou pelas redes sociais que «Foram dois anos e meio de trabalho e aprendizagem, durante os quais tive o prazer de conhecer pessoas incríveis e viver experiências únicas. Mas chegou a hora de dizer ‘até já!’ Vêm aí novas experiências e novos desafios.». Desafios esses que são já conhecidos.

Programas da Tarde

21
Set14

Daqui a umas semanas os programas que irão tomar conta das tardes dos três principais canais nacionais já estarão no ar e desta vez é caso para se dizer que a Tarde vai estar em força, pelo menos nos nomes, já os rostos que irão disputar o horário não são assim tão fortes em alguns casos. RTP e SIC estreiam o Há Tarde e o Grande Tardem respetivamente, pelos próximos dias, dois novos programas que irão competir com o já fidelizado A Tarde é Sua de Fátima Lopes. Quem levará a melhor neste novo trio de batalha? A apresentadora, a dupla ou o trio? Se por um lado Fátima Lopes já tem o seu lugar de destaque nas tardes da TVI, tendo sido sempre líder desde que assumiu a condução do programa, agora a apresentadora terá novos concorrentes no horário que poderão beliscar os valores que tem vindo a fazer.

Pela RTP Vanessa Oliveira junta-se a Herman José para relançar as horas do lanche pela televisão pública. A apresentadora deixou a SIC, onde trabalhou durante oito anos, para abraçar este novo projeto, arriscando e fazendo o que já devia ter feito há mais tempo, não para a RTP, mas sair do canal que não lhe dava o destaque merecido. A nova dupla das tardes do canal não irá alcançar a liderança pelos primeiros tempos e penso que a escolha do Herman para este tipo de programas diários pode não ser a melhor, no entanto tudo pode acontecer e o apresentador e humorista é um dos melhores rostos da nossa televisão, já tendo provado que se consegue adaptar a tudo o que lhe é proposto. Será que irão fazer uma boa parceria? Aí acredito que sim, embora não veja o primeiro lugar do lado dos dois apresentadores!

Mudando para SIC, ai a conversa é a três e a João Baião irão juntar-se a atriz Luciana Abreu e Andreia Rodrigues. João mudou-se para o canal de Carnaxide como uma grande contratação, pensando-se que iria assumir o horário das tardes a solo e não com duas companheiras de apresentação que não encaixam. Não vejo Luciana Abreu como apresentadora de um formato diário, sendo uma estrela que gosta de dar nas vistas e sem grande jeito para a conversa. Com tantas apresentadoras nos magazines semanais e nos canais temáticos da empresa, qual a necessidade de recorrer a um rosto que é na representação e música que está bem, não tendo que andar a saltitar por áreas que não são as suas, tirando o lugar de alguém que sabe realmente o que é apresentar um programa de conversas e entretenimento? Um erro a escolha da Luciana, como tal não admira a saída da Vanessa para a RTP, quando a sua anterior direcção não aposta em quem deve em detrimento das vedetas da imprensa! Além da Luciana existe a Andreia Rodrigues que volta a ser chamada pela SIC para mais um programa! A apresentadora e namorada de Daniel Oliveira tem sido convocada para vários formatos depois do sucesso da primeira temporada de Gosto Disto, mas o que é certo é que depois do programa que apresentou ao lado de César Mourão, nada mais lhe tem corrido assim tão bem em termos audiométricos para voltar a ser chamada. Não percebo a razão de uma Ana Rita Clara estar somente dedicada ao programa no SIC Mulher quando é uma das melhores da sua geração e do canal, não entendendo também o que leva ao não recrutamento dos outros rostos do Fama Show para outras coisas, sendo sempre a Andreia, a Andreia e a Andreia! Até Merche Romero, que voltou a ser recentemente uma aposta da estação, merecia mais este lugar, mas quando se tem um bom relacionamento com as direcções tudo é possível, não é bem verdade?!

Se na RTP existe uma dupla que entendo e que vai correr bem, já na SIC vejo um trio imperfeito e que parece ter sido feito para um programa especial e que se ficará por aí mesmo. No entanto é a tripla de Carnaxide que acredito que possa fazer maior estragos na sua fase inicial na liderança das tardes da TVI! Será que em Queluz se vão deixar ficar se as novas apostas dos concorrentes correrem melhor que o esperado? Sou defensor que Nuno Eiró já devia estar há algum tempo ao lado de Fátima Lopes na condução do A Tarde é Sua, mas a direcção do canal ainda não percebeu essa parte!

Pelas próximas semanas os novos e o antigo formato já estarão todos em confronto e aí sim, a guerra das audiências nas tardes da televisão portuguesa vai recomeçar!

Portugal em Festa, um erro!

25
Jun13

Eu já tinha avisado antes da estreia de Portugal em Festa ter acontecido que esta aposta não era nada boa ideia e agora, após dois programas terem ido para o ar chega a confirmação de que a direcção da SIC deu um tiro no pé em ter retirado o programa Fama Show, as séries e o cinema das tardes de Domingo. Rita Ferro Rodrigues e José Figueiras não têm culpa, mas neste momento apresentam uma aposta flop nas tardes dominicais do canal.

A direcção do canal de Carnaxide quis apresentar nas suas tardes de Domingo um programa semelhante ao sucesso da TVI, Somos Portugal, no entanto é claramente visível que o seu público não é o mesmo do canal concorrente e que se por um lado os telespetadores da quatro gostam deste tipo de formatos em directo com animação, música e prémios, quem sintoniza habitualmente a três não vai na mesma onda e prefere ver ao fim-de-semana um bom filme ou um formato mais internacional.

É certo que na SIC luta-se para se conseguir roubar público à TVI, mas o que está a acabar por acontecer com este tipo de estratégia é que não rouba quem vê o Somos Portugal e ainda perde o público que tinha com as séries e cinema.

O Portugal em Festa teve a sua primeira emissão a 16 de Junho e perdeu para o concorrente mais directo, tendo até ficado atrás da oferta da RTP, agora e com a segunda edição do programa a ser transmitido os valores foram ainda piores e nem metade do resultado do programa apresentado por Iva Domingues e Nuno Eiró a Rita e o José conseguiram fazer.

E agora? Será que esta aposta furada vai mesmo continuar no ar até ao final de Agosto? É que os valores só estão a ficar piores do que um bom filme andava a fazer. Será mesmo necessário ser tão casmurro e continuar a querer dar festa aos portugueses quando estes não a querem ver?

A SIC tem um público que não gosta da cópia do Somos Portugal, eu percebi isso logo quando soube que este programa ia arrancar, mas quem gere a programação do canal só quer derrubar os outros e não pensa em quem está em casa diariamente a sintonizar a sua estação. Depois dá asneira!