Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Habituava-me

Sol areia

Habituava-me a estar de férias por uns bons tempos sem precisar de preocupações com horários e afazeres.

Que bem que me adaptava a esta vida de acordar, dar meia volta e despachar o pequeno almoço para pensar na saída para a praia ou piscina no período da manhã, voltar para preparar o almoço e de tarde regressar para desfrutar do bom tempo exterior. Não ter de pensar na rotina do dia a dia de trabalho e ter que aproveitar mal e porcamente as folgas semanais onde parece que existe sempre algo para ter de ser feito.

Descanso merecido

descanso

Hoje é aquele dia em que consegues anular os comportamentos negativos de algumas pessoas somente porque sabes de antemão que irás ficar fora da tua rotina habitual por cinco dias seguidos, numa pausa laboral entre folgas e horas já trabalhadas, que te ajudam a deixar espaços e ciclos para partires para outras paragens a pensar no descanso longe do mais do mesmo e dos comportamentos de uns e outros que de tão obsoletos e descabidos acabam por cansar e levar a ter de controlar o pensamento para que os atos não reflitam o que por vezes pensas.

Hoje é dia de trabalho e após aquelas oito horas de obrigação porque é necessário ganhar a vida de alguma fora ficas em modo pausa, olhando para este quinteto de vinte e quatro horas como se tivesses pela frente umas mini férias a condizer com o mês que atravessas, também o mais pequeno do ano, por sinal.

Férias finais

 

loading-bar-wallpapers_27845_1280x720-620x3481.jpg

O ano avançou e o último período de férias de 2021 chegou! A primeira semana de Outubro é já uma tradição para gozar os últimos dias de pausa do ano e carregar assim baterias para os meses que se avizinham sem paragens prolongadas. As férias com direito em 2021 estão assim a serem gozadas com descanso e pensamento que quanto mais devagar a semana passar melhor.

Precisava!

pausa.png

No passado fim-de-semana consegui ficar os dois dias de pausa, o que já não acontecia há algum tempo e como vinha a sentir, que bem me soube estar de pausa nos dias em que a maioria das pessoas também estão, podendo seguir viagem para terras alentejanas, ficando afastado do dia-a-dia e da rotina por dois dias, que sabem sempre a pouco mas que acabaram por ser melhor que o nada dos últimos meses. 

Seguimos viagem logo ao final da tarde de Sexta-feira, para não se perder tempo, o jantar foi feito pelo caminho, já que a vontade das famosas bifanas de Vendas Novas acontecia, e lá se seguiu. Longe do mundo, no sossego de terras quentes e calmas, lá consegui acalmar durante os dois dias e duas noites a ansiedade e o stress que tenho vindo a acumular nos últimos tempos. Precisava de me distanciar, continuo a perceber que algo tem de mudar no meu futuro profissional para me ajudar a alterar o rumo pessoal também e são esses caminhos pensados que me têm deixado a matutar, por vezes deixando que aquele toque de mau humor surja por perceber que não estou mal mas que também já estive melhor que atualmente. 

Férias terminadas

unnamed-2.jpg

Já se passaram duas semanas perante o início das férias em terras alentejanas e hoje é dia de regressar a casa. Descansei, consegui desfrutar de bons dias de calor na piscina e em passeio e agora está na hora de regressar para mais uma temporada de trabalho e rotina diária dentro do mais do mesmo.

Os horários voltam a existir, embora mesmo em férias tenha mantido diversos hábitos que nunca vou perder, o vai e vem regressa, os rostos habituais avizinham-se e a necessidade de recomeçar após o período de férias existe para que a sociedade funcione e todos tenhamos o seu lugar definido com rotinas enquanto não nos calha na sorte aquele prémio tão desejado do grande sorteio semanal dos milhões. 

 

 

Ir e Vir e nada Mudar

Questão

Os meses vão passando e vais percebendo que com o passar do tempo precisas de férias, de sair, deixar a rotina diária para trás e quem sabe quando tiveres para regressar mudar. Quando o período de pausa desejada surge tentas desaparecer e consegues deslocar, não desligas por completo, mas aproveitas os dias fora, só que esqueces que tens em mente procurar algo diferente. O pior é quando dás por isso e metade dos dias de férias já passaram e logo estás de regresso para nova temporada de trabalho. Não te apetece voltar, pensaste antes da pausa em reorganizar e atualizar o teu curriculum para acreditares que vais pensar em mudar, alterar o rumo, poder afirmar que o próximo período de férias já vai ser atribuído por outra empresa empregadora. Com os dias de férias a passarem percebes então que estás mesmo a voltar, não pegaste sequer no documento e muito menos procuraste ofertas de emprego que te atraem para pensares concorrer com a ideia de alterares o teu futuro. No final, pensaste, foste e vieste, e nada fizeste sobre a ideia que tinhas para colocar sequer a hipótese de tentar mudar. Assim não te consegues sentir válido! 

Férias à vista!

férias.jpeg

Arranco a última semana de Junho de folga mas já a pensar que daqui a uns dias, mais precisamente no Sábado ao final da tarde, arranco para duas semanas de férias. A contagem começa em dia de pausa para que tudo corra pelo melhor nos próximos dias de trabalho onde cada dia contará com uma aproximação desejada para o período de descanso.

E terminaram...

CGD-seguranca-ferias-covid-1600x500.jpg

Hoje, terça-feira, 11 de Maio, terminam as minhas primeiras férias de 2021. Se passou rápido? Claro que sim, mas quais são as férias que não passam num ápice que mal as iniciámos e já estamos a sentir os últimos cartuchos a baterem à porta com uma total pressa que não acontece em períodos laborais.

Hoje as duas semanas completas, de Quarta a Quarta, terminam e deixam para trás dias de descanso, alguma praia fluvial, boa comida, horas de dormida acima do normal, convívio com os amigos, compras inesperadas e espontâneas, inspeção da viatura, e por aí fora, numa quantidade de acontecimentos que agora ficam para trás porque a necessidade de voltar ao dia-a-dia rotineiro surge e o regresso ao trabalho tem de acontecer. 

Regressos

regressar férias.jpg

É bom ir e voltar de férias bem, mas sabes um pequeno pormenor que me irrita no regresso? Conduzir durante horas, mesmo com paragens, de regresso a casa e sabendo que novo período de férias só daqui a uns meses.

Para lá tudo vai bem, mesmo que o cansaço apareça, o caminho parece fazer-se porque a vontade de chegar ao destino surge e o tempo percorrido acaba por ser compensado por se saber que se irá usufruir de uns dias de pausa, descanso e sossego longe do dia-a-dia. Para cá, quando as últimas horas de férias se aproximam, a vontade nunca é a mesma. O caminho parece longo e cansativo, as paragens servem para reforçar o café para que se siga em frente e mesmo assim a moleza surge a certo ponto do trajeto e o corpo só parece querer descansar e deixar-se levar para um sofá ou cama.