Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Regatear valores

07
Out19

dinheiro.jpg

 

As pessoas habituadas aos velhos mercados em que os preços podem sempre baixar com uma conversa da treta continuam a achar que as superficies comerciais têm a obrigação de seguir costumes como outrora, sem faturas, com baixa de preços «para o café» e afins. Não sei se será de mim, mas os olhares que faço quando começo a perceber que este tipo de conversas de fraude vêm a caminho existem e opto logo por colocar um risco no que poderia ser um bom entendimento. Quando as pessoas explicam o um mais um e do outro lado continuam a insistir que se fica pelo um e meio não há nada a fazer, a não ser deixar que falem sozinhos, mostrando um sorriso meio azedo de não concordância e despachar o que se está a fazer porque o dia é longo e existem pessoas sãs e com capacidade de raciocínio em espera.

Pessoas, estamos no século XXI, se não quiserem pagar os preços estipulados e que estão marcados mudem de loja e procurem outros produtos. Façam simplesmente o favor de não chatear com conversas de merda que gostam de ter em alto e bom som porque não irão chegar a bom porto. Experimentam, pagam e ficam com novidades em casa. Se não quiserem, o que não falta é concorrência por ai com preços baixos e altos, à vontade do freguês, que só verá os preços serem regateados se for mesmo ao mercado mensal da vila onde o fisco não circula com clientes mistério para apanhar quem pratica tanta ilegalidade e não paga por isso. 

Cartões de Crédito, Débito e Pré-Pagos: O que são e as principais diferenças?

03
Jul19

cartão multibanco.jpg

 

Quantas vezes usas o cartão para pagares as tuas compras, os serviços ou, apenas, fazer o levantamento de dinheiro da conta? Esta é uma prática comum e o uso de cartões de débito tem subido, existindo cada vez mais portugueses a fazer pagamentos através dos TPAs.

Os serviços descritos acima, regra geral, são feitos com os cartões de débito, mas existem mais dois tipos de cartões que podem fazer parte do nosso quotidiano: os cartões de crédito e os cartões pré-pagos.

Conhece a diferença entre os três cartões mais usados em Portugal e sabe mais informações sobre cada um destes.

 

Cartões de Débito

Os cartões de débito são os mais comuns e, regra geral, os primeiros feitos por qualquer português. Estes cartões permitem efetuar o levantamento, pagamento de serviços ou produtos, consultar o saldo de conta, entre outros, tudo relacionado à conta na qual se é titular.

As operações feitas com este cartão implicam uma subtração do saldo da conta de forma imediata, ou seja, se a conta não tiver saldo disponível, as operações não podem ser realizadas. Algumas das operações podem ter custos associados. Este cartão, recentemente, melhorou a sua tecnologia, adicionado a tecnologia Contactless que permite o pagamento de compras até 20€, usando apenas a proximidade do cartão ao TPA. Para que seja possível o seu uso, o TPA deve ter implementado este sistema tecnológico.

Nos cartões de débito existe, ainda, o cartão de débito diferido que é muito útil para pagamento de contas enquanto o saldo da conta não está disponível. Resumindo rapidamente, nestes cartões o pagamento pode ser realizado e o débito será feito posteriormente, numa data que será acordada entre o consumidor e o banco.

Existem, ainda, os cartões mistos que permitem, por exemplo, a opção de débito e de crédito com um mesmo cartão. Nestes cartões, aquando o pagamento, devemos escolher qual a opção que pretendemos – débito ou crédito.

 

Cartões de Crédito

Ao contrário dos cartões de débito, os cartões de crédito permitem fazer pagamentos através de um plafond previamente contratado, ou seja, um crédito. Sendo assim, não necessitas de ter dinheiro na conta bancária, o valor usado será pago posteriormente.

Dependendo do valor contratado, o reembolso à instituição pode ser feito numa determinada data na totalidade ou a prestações. Todas estas informações serão acordadas antes de usar o valor. Lembra-te que o não pagamento dentro do prazo acordado pode levar à implementação de juros.

Momento «sem aumento»

03
Fev18

euros.jpeg

Janeiro terminou e os ordenados caíram nas respetivas contas bancárias automaticamente com a chegada de Fevereiro, só que ao contrário do que a maioria idealizou, sem existirem certezas, não existiram aumentos para ninguém. Se já tinha vontade de arranjar novo emprego onde me sinta bem e a fazer algo que goste, agora ainda mais me ajudaram a querer deixar o barco.

Nem todos acreditavam num aumento, no entanto e como o ordenado mínimo subiu, acabamos por pensar que todos iriamos ver mais alguns euros nas respetivas contas ao final do mês. Mas tal não passou mesmo de uma crença sem resultado final positivo. 

Na altura em que procurei emprego, após dez anos na que encerrou e me deixou desempregado, acreditei que me iria facilmente deixar conquistar pela nova área, mas aos poucos tenho percebido que isso não aconteceu. Quero voltar ao que gosto de fazer, lidando com pessoas diferentes todos os dias, saber vender, mostrando o que vale e não vale a pena adquirir. Gosto de secretariado mas é no campo comercial que me sinto bem, no entanto se pudesse aliar as duas coisas seria perfeito. 

Mudanças no Euromilhões

30
Jul16

Setembro irá ficar marcado na história do Euromilhões por ser o mês escolhido para que várias alterações aconteçam no principal jogo de apostas em Portugal. Mais caro, mais uma estrela e mais prémios são para já as principais novidades!

Primeiramente a aposta simples passará de dois para dois euros e meio, incluindo, para compensar, um novo jogo exclusivo para Portugal. Este novo jogo, que para já tem como nome provisório TotoSorteio irá atribuir semanalmente um milhão de euros a um apostador, além de que duas vezes por ano serão atribuídos vinte e cinco milhões de euros a distribuir por vinte e cinco apostadores. No aumento da aposta trinta cêntimos são para o TotoSorteio e os outros vinte são de imposto estadual. 

Além disto, o boletim contará com nova estrela, passando a ter doze à disposição na hora de jogar e existe a promessa de que serão atribuídos mais milhões a dividir pelos prémios mínimos, tudo a partir de Setembro. 

Se os prémios mais baixos irão subir, também os lugares cimeiros ganharão novos valores base. O primeiro prémio garantido passará de quinze para dezassete milhões de euros e os Super Jackposts Mínimos Garantidos passarão de cem para cento e trinta milhões. 

Do NIB para o IBAN

01
Fev16

Não te esqueças que a partir de hoje foi-se o NIB para que o IBAN ganhe destaque entre nós. São somente duas letras e dois números a mais naquele grande número bancário que irão fazer toda a diferença a partir de agora. Transferências e depósitos a partir de hoje só com o IBAN, não se esqueçam, só com o IBAN! O velhinho NIB já era!

Daqui a uns anos poderemos dizer que «ainda sou do tempo do NIB»!

As 52 semanas...

05
Jan16

1555316_643783582352117_1856807988_n.jpg

Andava eu pelas leituras dos blogs dos sapinhos e visitei o espaço da Cocó na Fralda, onde encontrei uma sugestão já com raízes mas que acaba por ser uma excelente e sempre atual ideia para poupar. Esta sugestão de poupança consiste em poupar de forma gradual, começando na primeira semana com 1€ e terminando a última semana do ano, a quinquagésima segunda, a colocar de lado 52€. Ou seja, no final do ano 1378€ estão colocados de parte e não é necessário fazer um esforço assim tão grande para o conseguir.

Uma ideia de poupança gradual e anual!

Multibanco falido

27
Dez15

Quatro dias com o espírito do Natal no ar e com a maioria das pessoas de descanso e o que aconteceu às caixas de multibanco? Ficaram falidas!

Pelo final da tarde e antes de entrar no quentinho do lar, parei em quatro caixas de multibanco, sim quatro, e só na última consegui levantar dinheiro. Parece que a sociedade saiu à rua, colocou-se a levantar as suas economias e subsídios de Natal para oferecem aos familiares e gastarem neste fim-de-semana prolongado, deixando os cofres das caixas depenados.