Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

21
Abr19

Chegou o Livro Vadio

O Informador

livro vadio.jpg

No próximo dia 23 de Abril, comemora-se o Dia Mundial do Livro e para assinalar a data, as lojas Note! lançam a iniciativa Livro Vadio, pretendendo promover o gosto pela leitura, ao mesmo tempo que criam a oportunidade aos leitores para partilharem as suas leituras com os outros. 

A partir de então, e numa primeira fase em Lisboa e Porto, as lojas Note! convidam os seus clientes a levarem um livro que já tenham para o colocarem na Estante do Livro Vadio onde será possível depois levarem outra publicação que esteja disponível no local, ajudando a uma rotatividade literária. Depois de lerem a escolha, podem regressar à loja Note! e voltar a trocar de livro.

Todos os livros que estiverem inseridos na iniciativa Livro Vadio irão contar com um folha própria, onde cada leitor irá partilhar as suas ideias e opiniões com os leitores que se seguirão, criando assim um género de clube literário dentro do próprio livro. 

Com a ajuda do grupo Leya e da VASP, que disponibilizam centenas de livros para ajudar no arranque do Livro Vadio, esta iniciativa pretende assim de forma a dar o exemplo a criação de uma rentabilização literária e também de momentos de partilha entre os sucessivos leitores. 

01
Jul15

A pedido de muitas famílias...

O Informador

Eis que depois da publicação do texto em que revelei que tinha andado a arrumar as prateleiras literárias aqui de casa surgiram várias famílias com os pedidos para que publicasse fotos sobre as ditas arrumações. Como não posso deixar passar os pedidos dos blogs deste charco inundado de sapos, eis que aqui estão...

image.jpg 

21
Abr14

Estante da Fnac

O Informador

EstanteA Fnac Portugal pegou no que de bom tem pelas suas lojas e partiu à aventura de uma revista literária com publicação trimestral, tendo surgido assim a Estante. Com o custo de 1,5€ a partir do seu número 2, já que a primeira edição está disponível nas lojas de forma gratuita, surgiu assim um produto «para apaixonados por livros». O Informador já conta com a sua aqui por casa!

Valter Hugo Mãe, Mia Couto, José Saramago, João Miguel Tavares, Ricardo Araújo Pereira, Fernando Alvim, Lídia Jorge e João Tordo são apenas alguns dos nomes literários presentes pela primeira Estante da Fnac, sendo as páginas desta revista ainda compostas por artigos sobre a série e obra A Guerra dos Tronos, dando também destaque ao 25 de Abril, entre outros temas.

Da literatura nacional à internacional, dos clássicos aos contemporâneos, dos livros infantis aos que atingem o público sénior, a Estante acaba por ser uma revista publicitária sobre as novidades que podem ser encontradas pelas prateleiras da Fnac, valorizando o trabalho de cada autor e editora e percorrendo a literatura desde os seus primórdios à atualidade.

Com o tema «português» como destaque no número 1 da Estante, a quinta língua mais falada do mundo sai assim valorizada com artigos que mostram o quanto importante é!

A Estante já está na minha Estante e na tua?!

21
Ago13

Goodreads atualizado

O Informador

Pode-se dizer que não foi uma tarefa fácil chegar ao modo do Goodreads em que posso dizer que está a lista de livros completa, mas enfim... Consegui!

Mais de três horas depois, repartidas em várias fases, de ter iniciado a minha vida nesta rede social que destaca a leitura que cada um faz, eis que consegui ter a minha estante virtual completa com praticamente todos os livros que me fizeram companhia mais ou menos desde os meus quinze anos.

O mais complicado de ser feito no Goodreads, que é o início com toda a atualização, já está feito! Agora basta atualizar consoante a leitura que me anda a fazer companhia, através de comentários, notas e datas. Uma tarefa que não me parece nada difícil!

23
Abr13

Dia Mundial do Livro

O Informador

LivrosAntes de mais tenho que dizer que esta imagem é da estante aqui d' O Informador, mas que não mostra todos os meus livros, mas sim talvez metade deles, já que os outros estão em outro móvel e o modo da sua exposição não facilita uma boa imagem. 

O Dia Mundial do Livro diz-me muito, isto porque os meus livros percorrem cada vez mais quilómetros comigo, fazem-me estar atento às novidades que poderão estar a aparecer, entrar nas livrarias quando passo pelas mesmas e desafiar-me a mim próprio a não trazer mais uns exemplares comigo. Eu tento resistir, mas não é assim tão fácil como parece, mas estas coisas só são percebidas por quem ama livros e não pelos maus leitores que dão exclusividade a revistas e jornais. 

Gosto de ter sempre um bom livro por perto, embora nem sempre faça as escolhas mais acertadas, mas isso é como em tudo na vida, e por gostar de ler, não percebo como a maioria das pessoas não consegue dedicar uns míseros dez minutos diários à leitura, mesmo que seja de um autor que escreve porque sabe que vende e não faz assim um trabalho tão árduo e que conquiste o público mais exigente. Ter um livro do meu lado faz-me sentir bem, sempre foi assim desde que descobri a leitura e quando dei o salto para a literatura de adulto, mais ou menos aos quinze anos de idade e através da leitura de O Mundo de Sofia, da autoria de Jostein Gaarder, o amor pelos livros não mais me abandonou até aos dias que correm. Um livro faz-me esquecer por momentos os problemas do dia-a-dia, relaxar, reflectir, pensar, opinar e, acima de tudo, passar uns bons momentos com um bom amigo que se disfarça através de várias páginas escritas por alguém.

Em Portugal o incentivo à leitura nunca foi muito forte e contínua a não o ser, embora veja as mudanças para melhor acontecerem. Mas depois existem factos que mostram que a nossa cultura só não se transforma porque a sociedade prefere correr contra o que está certo. Hoje, no Dia Mundial do Livro várias foram as entidades importantes que deixaram passar esta data completamente ao lado, sendo esquecida por vários meios de comunicação social que conseguem chegar mais perto da população que eu, por exemplo. Têm que existir mais acções de incentivo à leitura e não deixar que tudo aconteça devagar e nestes dias isso não pode faltar.

Eu adoro ler e tenho sempre um livro a fazer-me companhia pela mesa de cabeceira, na mochila, no carro, em viagem... Não custa nada os não leitores fazerem um teste e se quiserem uma ajuda na escolha falem aqui com O Informador e juntos escolheremos a primeira ou próxima leitura que irá ser feita!

Bons livros!

16
Nov12

A preguiça acontece...

O Informador

Os dias passam e as ideias de que se tem que fazer isto ou aquilo acontecem. Lembro-me constantemente que quero fazer uma coisa, mas como é algo que não exige pressa, deixo que a preguiça me continue a atacar. Já lá vai um mês e a estante dos livros continua sem ser arrumada.

Em Setembro andaram-se com pinturas e arrumações cá por casa, tarefas em que não participei porque andava a trabalhar. Tiraram os meus livros do sítio e voltaram a colocá-los, mas... Não ficaram como estavam! No dia chateei-me logo por terem mexido e não terem deixado como estava antes, mas já não havia nada a fazer, teria que ser eu a arrumar como queria. Mas essa arrumação ainda não aconteceu!

Estou a escrever este texto com todos os livros aqui mesmo à minha frente, escrevo sobre eles e penso que no próximo Domingo terei mesmo que os tirar dos seus novos lugares e voltar a colocar tudo como estava antes... Por autor, por colecção, por editora, por tema. Tudo como estava antes, porque quero que estejam todos organizados, não por um motivo em particular, mas porque sim, simplesmente.

Sou comichoso, gosto de ter tudo arrumado à minha maneira, sentir que está tudo como eu deixei e que é assim que tem que ser. Gosto de ter tudo alinhado e acredito que sou irritantemente chato por ser assim, mas o meu feitio é este, já não dá para mudar!

Etapa marcada para Domingo: Arrumar os livros pela ordem devida e não deixar nem um fora do seu local habitual. Vamos lá ver se a preguiça não me vai voltar a atacar, como em todos estes dias!

30-a-50-nobel-literatura-mrec

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook