Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

15
Mai19

Crepúsculo cansado

offline.png

É inevitável e por vezes complicado de contornar. Existem dias em que chego a casa tão cansado que a vontade é só mesmo ficar esticado na cama, com silêncio total em volta e deixar que corpo e mente se unam num percurso perante o descanso que é necessário. 

No final de alguns dias, alguns consideráveis até, a vontade de desligar é cada vez maior. Começar o dia, esticar a vontade para que o mesmo chegue rapidamente ao fim e com a hora de saída à vista a vontade é de entrar no modo desligado e ficar assim até voltar a amanhecer. A mente aguenta, mas o corpo parece pesado em determinados momentos, não deixando que a vontade de agir faça das suas. Ficar quieto num canto sem que ninguém dê conta, ausente de tudo, em silêncio e em comunhão com a pausa desejada é o fruto do desejo dos tempos que correm, principalmente quando horários ficam trocados, o ritmo acelera, as obrigações desorientam os gostos e estes acabam por ceder e deixar que o tempo passe sem que façam parte dos dias de cada um. 

11
Abr19

Triste dia

tristeza.jpg

O acordar matinal nem sempre acontece como desejado e muitas vezes esse mau momento logo pelos primeiros minutos do dia, em que os olhos começam a perceber o que se passa à sua volta, acabam por definir o resto do dia. Ontem senti-me um pouco assim. Acho mesmo que na véspera já tinha adormecido um pouco «de mal com o mundo» e a noite, sem acordar e sem sonhar, parece que de nada serviu para melhorar a situação.

Aparentemente não tenho qualquer justificação plausível para poder perceber o mal estar com que fiquei ao longo de todo o dia. Parece que estava cansado, mesmo em dia de folga, que tinha o cérebro todo queimado e sem capacidade para refletir e dedicar breves momentos para tentar perceber a razão de ter acordado de mal com a vida e sem reação de agir e virar o jogo. O dia nem estava assim tão mau, com sol, ao contrário dos anteriores, a pausa do trabalho existia, mas mesmo assim o bem-estar diário não surgiu, sentindo-me mesmo triste, cansado e ausente de pensamento. 

19
Jun18

Negativismo diário

mau pensamento.jpg

Um dia que começa com o pensamento de que valho pouco ou nada nesta vida dificilmente consegue terminar com um raciocínio correto, uma vez que a disposição predefinida para as horas em que me encontro acordado não altera de ânimo leve.

Há dias e dias e quando acordo com os pés de fora, de mal com o Mundo e acima de tudo contra o ego que habita por aqui é o desastre total. Abrir os olhos após uma má noite de sono, pensar no que de mau sou, deixando para trás as coisas boas que sei que possuo e assim começa um dia que ao ser iniciado com pensamentos negativos por esse modo continua.

Sair de casa de mau humor, disfarçando porque não sou de deixar que os outros detetem assim tão facilmente o meu mau estado de espírito e ficar a remoer no quanto mau eu sou, talvez mesmo um espantalho, daqueles mal cheiroso que não valem um tusto e que deambulam por ai como quem não quer a coisa. Duvido que seja o único a ter maus dias onde tudo parece tão horrível na vida que a vontade é desaparecer, terminar com tudo e recomeçar algo novo, num outro ponto e longe de tudo o que conquistamos e temos ao nosso redor. A maldade interior é real e embora existam seres que se achem imaculados, quem não tem os seus podres e não tem dias de merda na sua história de vida?

24
Ago16

As noites já não são o que eram!

De há uns dias para cá que os serões já não estão como estavam há umas semanas atrás! O tempo quente continua a fazer-se sentir ao longo do dia e o sol a convidar para umas belas horas de praia ou piscina, no entanto quando o final de tarde começa a surgir e o crepúsculo aos poucos se vai aproximando as temperaturas começam a alterar-se e mostram que esta segunda quinze de Agosto já não faz parte da época alta que decorria ao longo de vinte e quatro horas sempre com temperaturas altas, seja dia ou noite. 

As noites já não são o que eram há uns dias atrás e quanto a isso não nos podemos opor porque quando nos deitávamos só surgiam queixas sobre o calor, agora que chegou o fresco ao serão aguentamos e não resmungamos.