Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

sveva-casati-billboard

Despertador corporal

01
Jul19

despertador telemóvel.jpg

 

Os horários, despertadores e nascer do sol parecem por vezes pesados para quem quer dormir só mais um pouco. No entanto por vezes existem situações inexplicáveis como a que me tem acontecido recentemente com alguma regularidade. Falo do facto de acordar uns minutos, poucos até, antes que o despertador do telemóvel comece a soar em alto e bom som para que me levante e comece a despachar. 

Esta situação acontece há alguns dias, estando em dia de trabalho ou folga sem horários. Naquela hora, ou no aproximar daquele horário, começo a acordar e quando calho em olhar para o ecrã do telemóvel percebo que o ter acordado naquele momento só significa que estou somente uns minutos à frente do ensurdecedor toque que por vezes consegue irritar a valer. O corpo parece já estar formatado para cumprir aquele horário de sono, sabendo quando tem de começar a despertar para começar mais um dia. Mesmo que adormeça em horas distintas, o acordar não foge muito do prazo, o que nem sempre é agradável, principalmente em dias de pausa em que se pode aproveitar um pouco mais a cama mas a mente faz das suas e leva a que se acorde. 

Por outro lado e também numa situação que aconteceu há uns dias, este acordar vespertino sem ajuda acabou por me salvar o dia para não chegar atrasado. É que após uma noite em que me deitei bem tarde e sabia que teria de acordar cedo, o telemóvel acabou por ficar sem bateria e consequentemente não tocou na hora prevista. Como estava mesmo pregado de sono por me ter deitado com horas de atraso precisava mesmo do despertador que não funcionou neste caso, no entanto acabei mesmo por acordar ainda a tempo, despachei-me e não cheguei atrasado graças ao horário corporal que vive dentro de mim.

Ai, que me custa!

16
Abr19

despertador.jpg

Uma verdade é esta! Ir trabalhar cedo é bom porque também mais cedo consigo regressar para casa, mas habituar-me a não entrar logo às 09h00 tem feito com que acorde sem despertador e muito mais bem disposto. Quando é necessário acordar cedo e com o telemóvel a servir de alarme, eis que a má disposição matinal ataca para ficar em modo Gru, o Maldisposto. 

Eu, que até gosto, de chegar cedo a casa, estou a ficar cada vez mais habituado a aproveitar a manhã, acordando sem horário certo, fazendo o que tenho a fazer com calma e depois seguir para o trabalho mas já bem acordado. Entro mais tarde mas saio também mais tarde, o que me prende a fazer alguma coisa ao serão, mas não se pode ter tudo não é?

Acordar devagar

28
Nov17

despertador.jpg

De há umas semanas para cá que o despertador toca e o corpo parece colado à cama, não querendo dar sinais para se erguer. Agora quando o telemóvel começa a tocar pelas 07h00, a mão vai até ao Parar e os olhos voltam a fechar-se por uns ligeiros, mas que parecem lentos, minutos. Volto a pegar no telemóvel mais tarde e percebo que ainda posso ficar deitado, no quente da cama mais um pouco e assim acontece.

Após levantar, despachar e comer mas antes de me vestir para sair ainda consigo voltar a enfiar-me dentro dos cobertores, umas vezes deitado outras sentado, mas volto a aquecer um pouco para tomar coragem e mudar de roupa para finalmente sair de casa. O frio matinal que se faz sentir fora de portas e o facto de não apetecer nada acordar tão cedo andam-me a deixar mole e sem vontade de obedecer ao toque do despertador logo quando este faz o seu alarido na hora certa e que deveria ser para me levantar obedientemente com a finalidade de fazer tudo com calma e sem andar depois um pouco mais apressado.

Despertar

16
Nov17

despertar.jpg

O meu acordar nunca foi fácil, mas agora vai de mal a pior! Embora não acorde mal disposto como por outros tempos, ouvir o despertador é sinal de que tenho uma hora para me levantar, despachar, comer de forma rápida, embora muito vagarosamente quando comparado com os restantes tempos para me alimentar do dia e sair de casa para quem em cinco minutos chegue ao trabalho para começar mais um dia. 

Quero contar-vos um pouco sobre o estado de demora que passa a partir do momento em que acordo uns minutos antes do despertador do telemóvel dar sinal de vida, ficando nesse curto período de tempo num estado semi consciente, como se quisesse adiar o momento em que a campainha toca e que terei de levantar o braço, pegar no telemóvel para que se cale um pouco e voltar a fechar os olhos. É verdade, o meu cérebro, comandado pelo corpo, não obedece ao toque do despertador assim tão rapidamente de há uns tempos para cá. Prefiro ficar mais uns dez minutos na ronha, quase adormecendo de novo para voltar a abrir os olhos em modo assustado por perceber que o que tem de ser é mais forte que a vontade. Com isto lá me levanto, fico sentado um ligeiro minuto a pensar em alguma coisa sobre a qual nunca me lembro e depois disso tomo balanço para começar o dia. 

Despertador, para que te quero?!

08
Set17

despertador.jpg

De há uns dias para cá, porque talvez tenha andado a descansar o suficiente, o despertador do telemóvel quase que pode ser desativado. A razão? Uns minutos antes do seu toque já a minha mente faz o favor de acordar, começar a trabalhar, bater à porta das pálpebras para que acorde e fique quieto, em «modo avião», à espera que as 07h00 cheguem com a ajuda do irritante toque do alarme que me faça levantar para que a partir daí exista a noção que é tempo de despachar e me pôr a andar. 

Ando a acordar antes do toque do despertador, o que por um lado é bom porque ao abrir os olhos e olhar para o ecrã do telemóvel percebo que ainda posso ficar mais uns minutos deitado há espera que a hora exata chegue para começar o dia. Por outro não é assim tão aceitável perceber que posso dormir mais um pouco e acabar por ficar acordado na ronha, desperdiçando uns valiosos minutos de sono. 

A par de tudo isto existe um fenómeno meio estranho que só acontece num dos dias de descanso, o Sábado. Então não é que no primeiro dia do fim-de-semana também acordo por volta das 07h00 e nesse dia nem tenho um despertador prestes a tocar logo de seguida? Deito-me normalmente na Sexta e depois ando a acordar cedo como se o cérebro me quisesse obrigar a ir trabalhar, o que já não acontece com os Domingos, onde consigo dormir até mais tarde sem qualquer tentativa para acordar.