Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

24
Mai19

Oferta de Tempo

O Informador

«Eu sei que o tempo que não para, o tempo é coisa rara e a gente só repara quando ele já passou», esta é parte da letra que Miguel Gameiro escreveu para ser interpretada por Mariza. E a verdade é que o tempo é mesmo coisa rara que deve ser aproveitado em todos os momentos e com os sentidos no máximo.

No dia-a-dia da nova forma de estar na vida, tempo é preciosidade, vontade e ambição. Quem não pede para tudo acontecer sem pressa ou com uma pitada de verdade por perto? Oferecer tempo, dedicação e boa vontade a quem nos é querido é uma grande preciosidade. O tempo não estanca, não recua e não consegue ser substituído, sendo necessário dar valor a cada segundo que nos é dado para retribuir o que de bom esta vida contém. 

A necessidade é de agradecer a quem nos rodeia, quem nos dedica a sua atenção sem pedir nada em troca e nos mostra como é de bem com tudo que se está nas melhores condições para seguir em frente, vencer e sonhar, podendo estar sempre presente como o melhor estado de gratidão que pode ser oferecido. 

28
Jun14

Bloguista a tempo inteiro

O Informador

Um ano e meio já passou desde que dei o primeiro passo com este blogue e aos poucos tenho percebido como certas personagens deste mundo da escrita e partilha online tiveram que abdicar das suas profissões por verem o seu espaço em crescimento e sem tempo para se poderem dedicar a cem por cento à sua criação, tal como era desejado e já pedido pelo blogue e também pelos leitores que aparecem diariamente para saberem as novidades, as cusquices, lerem os novos textos e verem as imagens publicadas.

O Informador ocupa-me parte do final de tarde e por vezes do serão, isto porque ao longo do dia trabalho e tenho os meus afazeres diários que não me libertam para poder estar mais tempo dedicado ao blogue como gostaria. Neste momento queria ter, pelo menos, mais uma hora por dia livre para poder estar dedicado em exclusivo a este espaço, podendo ter outros destaques, publicando mais textos com pensamentos, opiniões, citações, divagações e por aí fora. Ando a publicar um ou dois textos por dia, estando por vezes a meio gás pela falta de tempo, tendo também algumas reservas para que nos dias em que o tempo escasseia e não me deixa escrever algo tenha sempre um recurso para poder partilhar com quem aparece por aqui diariamente em busca de novidades.

Gostaria que este fosse o meu emprego, poder dizer que trabalhava como blogger em Portugal e que tinha sucesso junto dos leitores, das marcas, dos anunciantes, podendo fazer vida disso, divulgando, anunciando, noticiando, tendo a minha agenda como bloguista, podendo andar pelos eventos para os quais tenho convite, mostrando logo de seguida e quase em cima do acontecimento como tudo aconteceu, sem ter que esperar algumas horas ou mesmo dias para poder contar o que vi e achei sobre determinado tema. Ir aos locais, poder conviver enquanto um rosto que tem um espaço aberto a todos, não ter de dizer que «infelizmente não vou poder estar presente por motivos laborais!». Ter um blogue e querer ter o projeto que tenho em mente para O Informador é ter de abdicar de um emprego de oito horas diárias das nove às dezoito com pausa para almoço. Ser um blogger a tempo inteiro é não ter horas marcadas, é não ter horários definidos para as refeições, é poder estar de manhã em Lisboa e à tarde no Porto, falando do que se está a fazer pelas duas cidades.

Poder partilhar e contar o que se vive, poder ter tempo com dedicação... É isto que eu sonho um dia conseguir com O Informador! Este é o meu projeto online e era daqui que gostaria daqui a uns tempos poder viver, deixando o emprego estável e parado para me dedicar ao que me tem dado prazer fazer e onde não consigo estar como quero por ter tudo em pensamento e poucas horas livres ao longo das vinte e quatro horas diárias!

28
Mar14

Eventos sem promoção

O Informador

Um novo grupo une-se para organizar um evento que se destina a receber pessoas que irão pagar bilhete para poderem assistir ao espetáculo que anda a ser preparado. Tudo muito bonito e é bom ver tais iniciativas com vontade acontecerem, o que não se percebe é como querem ter público no que estão a organizar se depois a promoção ao evento é quase nula e passa ao lado de quem poderia estar presente no local, há hora certa e a pagar pelo seu lugar. Sem uma boa promoção para um lançamento não existem milagres!

Não se sabe se estão a pensar se esta união será algo esporádico ou para continuar, mas o que é certo é que um espetáculo está a surgir para ser mostrado ao longo de alguns dias, parecendo que o mesmo poderá não ter a adesão pretendida, isto porque as pessoas não estão informadas sobre o acontecimento, estando a ser pouco promovido, tanto pelos locais como pelas redes sociais, onde não conseguem explicar o que irá acontecer e do que se trata na realidade.

Como pensam expor um produto teoricamente tão bem preparado para ser apresentado ao público se este não sabe do mesmo e os que sabem não percebem do que se trata na verdade? Parece que nestes eventos sem promoção só mesmo os familiares e amigos devem comparecer porque os restantes optarão por arranjar outros locais para frequentarem naquelas horas e onde saibam com o que contar!

Não basta vontade e dedicação, há que pensar que nesta vida nada acontece de mão beijada!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook