Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

ebooks-billboard

Trocar alegria

  Venho agradecer a todas as pessoas que se cruzam comigo pelas primeiras horas do dia e que me conseguem fazer sorrir, mesmo quando ainda estou meio sonolento e com aquela cara de que só apetece voltar para a cama.  Pessoas bem dispostas, que acordam cedo, que já estão com um andamento bem superior ao meu e que ao estarem já bem acordadas conseguem transmitir aqueles bons dias bem sonoros, com meia conversa transmitida de forma generosa e que muitas vezes acaba por ser o (...)

Valor pessoal

  No momento em que recebes um simples elogio pelo que tens feito de quem está de fora sabe sempre bem. Sabes que te entregas e muitas vezes não tens reação de quem devia pelo bom trabalho que acreditas ter levado a cabo, mas depois existem os elogios que surgem de fora e parece que naquele momento tudo faz sentido.  É muito importante perceber que a nossa função quando é bem feita que seja valorizada, que existam as palavras que não têm de ser deixadas por dizer. Por vezes (...)

Não empresto livros

  Leio, tenho centenas de livros em casa que já passaram pela vista e umas quantas dezenas por ler, no entanto quando me pedem emprestado um bom livro a minha resposta é negativa. A razão é simples e direta... Não empresto livros por vários motivos e também porque sou chato, picuinhas e teimoso! Sim, sou, admito e não há volta a dar! Uma das razões pelas quais não empresto os livros que já li é simples, sou controlador com as minhas coisas, podendo emprestar muita coisa, mas (...)

Oferta de Tempo

«Eu sei que o tempo que não para, o tempo é coisa rara e a gente só repara quando ele já passou», esta é parte da letra que Miguel Gameiro escreveu para ser interpretada por Mariza. E a verdade é que o tempo é mesmo coisa rara que deve ser aproveitado em todos os momentos e com os sentidos no máximo. No dia-a-dia da nova forma de estar na vida, tempo é preciosidade, vontade e ambição. Quem não pede para tudo acontecer sem pressa ou com uma pitada de verdade por perto? (...)