Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

29
Ago20

Pégaso | Danielle Steel

Bertrand Editora

pégaso.jpg

 

Título: Pégaso

Título original: Pegasus

Autor: Danielle Steel

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Agosto de 2020

Páginas: 360

ISBN: 978-972-25-3590-8

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: No auge da Segunda Guerra Mundial, na Europa, Nicolas e Alex são dois homens viúvos que criam os filhos sozinhos. Levam uma vida pacata e feliz, até que um segredo há muito enterrado sobre os antepassados de Nicolas ameaça a segurança da sua família...

Para sobreviver, têm de fugir para a América. Os únicos bens que Nicolas e os filhos podem levar são oito cavalos de raça pura, dois deles deslumbrantes Lipizanos oferecidos por Alex. Essas criaturas magníficas permitem o acesso a uma nova vida, garantindo a Nicolas um emprego no famoso circo Ringling Brothers. Ele e o seu famoso cavalo branco, Pégaso, tornam-se a peça central do espetáculo e não tarda a que uma jovem e graciosa trapezista lhe roube o coração.

Com o passar dos anos de guerra, Nicolas esforça-se por se adaptar à sua nova vida, ao passo que Alex e a filha enfrentam um perigo crescente na Europa. Enquanto a tragédia se alastra, o que acontecerá a cada família quando a sua felicidade estiver nas mãos do destino?

Uma belíssima história sobre o destino de duas famílias que nunca deviam ter-se separado e cujo poderoso vínculo as manterá unidas para sempre.

 

Opinião: Iniciado pela época de 1930 num seio aristocrático na Alemanha, o leitor de Pégaso é convidado a conhecer os amigos Alex e Nick, que vivem em duas belas propriedades vizinhas e onde a criação e ensino de cavalos é um dos fortes de Alex, principalmente de lipizzan, a raça de cavalos que nasce preta e se torna magnificamente branca como flocos de neve. 

Tudo corre bem quando Nick descobre que em plena época em que Hitler começa a liderar a Alemanha, a sua mãe, que não conheceu e que pensou ter falecido no parto, tem origem judia, o que faz com que este jovem com dois pequenos filhos, órfãos, tenha de deixar o seu pai e amigos e as suas terras para não correr o risco de ser enviado pelos nazis para um campo de concentração. Sem futuro certo e sem capacidade de reação por também não saber fazer nada, é Alex que ajuda o seu amigo de vida a definir o futuro e fuga do país. Com a excelente e bem vistosa raça de cavalos lipizzan com bons exemplares na sua propriedade, Alex decide encaminhar e organizar a partida de Nick, dos seus dois filhos e de dois dos seus lipizzan para um circo nos EUA. 

15
Abr20

O Filho Pródigo | Danielle Steel

Bertrand Editora

o filho pródigo.jpg

 

Título: O Filho Pródigo

Título Original: Prodigal Son

Autor: Danielle Steel

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Janeiro de 2020

Páginas: 320

ISBN: 978-972-25-3592-2

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Um regresso a casa e um reencontro de irmãos… Que verdades serão reveladas?

No caso dos irmãos gémeos McDowell, o rosto é o mesmo… só a personalidade os separa. Peter trabalha na alta finança, prospera. Michael ficou pela cidade natal e tornou-se um respeitado médico. A relação de ambos sempre foi tensa, e quando Peter regressa à casa dos pais tudo parece mais sereno e amistoso. Ao descobrir os diários da mãe, é obrigado a voltar atrás no tempo e a enfrentar a verdade sobre a sua morte. Um poderoso e acutilante romance, de complexas e imprevisíveis personalidades, que Danielle Steel orquestra com a sua habitual maestria emotiva. «Neste romance, quis olhar o mal nos olhos, porque existe», diz a autora, e é preciso conhecê-lo para o derrotar.

 

Opinião: Uma família afastada onde dois irmãos gémeos cresceram em guerra e separaram-se quando um partiu em busca do sucesso que nunca lhe foi reconhecido pelos pais que aparentemente tinham no que ficou a grande preferência, muito por influência deste em ajudar a alimentar as ideias negativas contra o irmão. Os anos passaram, o que ficou tornou-se num médico conceituado da região, seguindo a carreira do pai, e o considerado de bastardo alcançou grandes feitos pela banca. Como em todas as vidas, existem sempre desaires que podem destruir sonhos e objetivos, de um momento para o outro a economia cai, as empresas começam a abrir falência nos grandes centros urbanos e a alta banca sofre um grande abanão, fazendo com que Peter perca a boa vida que estava habituado a ter, veja com isso o surgimento do divórcio por viver num casamento de interesses e perca todos os seus alicerces alcançados ao longo dos últimos anos com a ajuda da grande banca.

17
Mar20

Águas de Tempestade | Danielle Steel

Círculo de Leitores

águas de tempestade o informador.jpg

 

Título: Águas de Tempestade

Título Original: Rushing Waters

Autor: Danielle Steel

Editora: Círculo de Leitores

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Janeiro de 2020

Páginas: 314

ISBN: 978-972-42-5249-0

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: À medida que o furacão Ofélia se abate sobre Nova Iorque, milhões de pessoas são apanhadas pelas terríveis inundações que a tempestade desencadeia. Ellen Wharton, uma designer de interiores de sucesso, apanha um avião de Londres para Nova Iorque, decidida a visitar a mãe; Charles Williams, britânico e banqueiro de investimento, está ansioso por ver as filhas, que vivem com a sua ex-mulher em Nova Iorque; Juliette Dubois, médica do serviço de urgência, luta para salvar vidas; e Peter Holbrook e Ben Weiss, estudantes universitários curiosos com o desastre natural que se aproxima, recusam-se a abandonar o edifício onde vivem. Seis pessoas, seis destinos que se vão cruzar num dia marcado por uma catástrofe de proporções épicas que revelará quem são os verdadeiros heróis.

 

Opinião: Os romances de Danielle Steel já são habituais por estes lados por estarem sempre disponíveis para me fazerem companhia sempre que é necessário descansar de leituras chatas e pesadas. Com Águas de Tempestade a leitura aconteceu de forma rápida e a prova de que a autora ainda consegue agarrar o leitor pelos três c's é real. Criar, cativar e conjugar na perfeição histórias que se cruzam através de um só desastre faz de Steel a autora que consegue surpreender, relatando vidas desconhecidas e a necessitarem de um novo rumo em desenlaces felizes que podem levar o leitor mais distraído e a precisar de força para voltar a acreditar num autêntico sonho. 

28
Jan20

Uma Vida Perfeita | Danielle Steel

Bertrand Editora

uma vida perfeita capa.jpg

 

Título: Uma Vida Perfeita

Título Original: A Perfect Life

Autor: Danielle Steel

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Novembro de 2019

Páginas: 296

ISBN: 978-972-25-3595-3

Classificação: 2 em 5

 

Sinopse: Aos 47 anos, Blaise McCarthy é uma brilhante jornalista televisiva que parece ter tudo: beleza, inteligência e coragem. Mas, por trás desta imagem triunfante, há outras coisas que guarda consigo… Do seu segundo casamento, teve uma filha, Salima, que ficou cega por causa da diabetes. Esta vive durante todo o ano numa instituição especializada, o que permite a Blaise concentrar-se na sua carreira. Porém, um imprevisto determina que Salima tenha de voltar para casa da mãe. Os mundos, pessoal e profissional, de Blaise colidem e os seus segredos mais bem guardados ficam expostos. De repente, a sua vida deixa de ser perfeita e torna-se real. Mãe e filha juntas serão capazes de enfrentar um mundo que não conseguem controlar?

 

Opinião: Várias foram as obras de Danielle Steel lidas ao longo dos últimos anos e geralmente com uma boa avaliação pelas histórias elaboradas, mesmo que a base seja muitas vezes o romance entre duas pessoas teoricamente de mundos distantes e com ideias futuras também diferentes. Desta vez a fórmula não funcionou como na maioria dos casos e Uma Vida Perfeita acaba por ter um enredo cansativo, repetitivo e bastante previsível desde o primeiro momento. 

Uma mulher com uma vida estável e corrida, a viver sozinha e com uma filha a viver num colégio para ter apoio devido a uma cegueira que surgiu com os diabetes, o leitor é convidado assim a conhecer de forma rápida o ponto de partida da vida de Blaise e do que a rodeia. Uma jornalista e apresentadora de sucesso de um canal televisivo, com estabilidade mas que logo me desilude pelo facto de deixar a filha num colégio pela doença. Afinal de contas o que interessa a Blaise, a família ou a carreira? Um ponto negativo que é raro acontecer nos romances de Steel que costumam estar muito corretos nestes pontos onde a família é o mais importante e que neste caso mostra uma profissional de sucesso que só se preocupa com as aparências e audiências a desfavor de uma filha doente e que não sente o apoio e presença da própria mãe. 

A história desenvolve-se e de início percebe-se a alteração, uma vez que de um momento para o outro Blaise terá de receber a filha em casa por uns meses devido a um incidente no colégio. Com Salima para cuidar e sem tempo, surge um educador para a ajudar e a partir daqui e de forma bastante óbvia, nem preciso contar o que vai acontecer em menos de trezentas páginas.

 

06
Set19

A Casa de Charles Street | Danielle Steel

a casa de charles street.jpg

 

Título: A Casa de Charles Street

Título Original: 44 Charles Street

Autor: Danielle Steel

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Junho de 2019

Páginas: 280

ISBN: 978-972-25-3587-8

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: De desconhecidos a amigos, de amigos a família...

Na sequência do seu divórcio e dos problemas financeiros que se seguiram, Francesca sente-se desesperada. Sozinha, teme não ser capaz de suportar a casa encantadora onde vive e, como solução de recurso decide alugar uma parte dela. Pouco a pouco, a casa vai readquirindo vida: primeiro com Eileen, uma jovem professora da Califórnia, depois com Chris, um pai divorciado, e, finalmente, com Marya, uma cozinheira notável que perdeu o marido. Rapidamente, uma feliz cumplicidade instala-se entre os companheiros da casa. Contagiada por esta nova energia, Francesca volta a sentir-se com forças para reabrir o coração e procurar o amor...

Ao longo de um ano assombroso, inesquecível e que, em última análise, vai alterar muitas vidas, a casa do número 44 de Charles Street enche-se de risos, de mágoas e, sempre, de esperança.

 

Opinião: A Casa de Charles Street é mais um romance de Danielle Street entre tantos outros que destacam a perda, a conquista e o amor. Mas como várias das histórias da autora que me foram conquistando ao longo dos anos, esta narrativa não é exceção e em pleno período de férias acabou por se tornar numa boa e rápida companhia literária através da sua veracidade, simplicidade e capacidade de conquistar o leitor ao longo de tudo o que vai sendo relatado.

Primeiramente é apresentada ao leitor Francesca, uma mulher de 35 anos cuja relação de cinco anos terminou de forma amigável e por decisão mútua. No entanto, existe uma grande casa e uma galeria de arte que Francesca quer manter e para isso decisões e mudanças têm de ser tomadas para suportar os custos. Como tal e após o pai se tornar sócio para ajudar a aguentar os custos com a galeria de arte para que o espaço ganhe o seu rumo, esta mulher decide receber em casa um conjunto bem heterogéneo de pessoas que não conhece e que lhe vão alugando quartos. Num ambiente que se vai tornando familiar, Francesca recebe Eileen, uma jovem professora vinda da Califórnia, Chris, um arquiteto com um filho que está ao seu encargo ao fim-de-semana, e Marya, uma prestigiada cozinheira. Após distintos percursos, estas quatro pessoas unem-se num só local, criando laços com o tempo, protegendo-se como amigos que passam a ser praticamente uma família.