Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

08
Fev15

A imagem é importante?

O Informador
http://youtu.be/NCenFBt0CB0

Nos dias que correm a imagem é importante? Este é o tema central da curta-metragem Nova Vaga, um projeto português realizado por Pedro Cardita e protagonizado por Inês Caeiro. 

O dia-a-dia, os locais e a intercomunicação dão o mote para esta produção que mostra como a nossa imagem acaba por ser um verdadeiro cartão de visita que nos ajudará a estar bem com um eu que a maioria desconhece.

Nova Vaga, um título lógico e que acaba por refletir ao mesmo tempo que existe toda uma nova geração capaz de mexer com a sociedade através do trabalho com novas ideias que acabam por chegar aos outros!

12
Abr14

OOBE

O Informador
https://www.youtube.com/watch?v=QFYatLUm4tM

OOBE é uma curta-metragem final da Licenciatura em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia da Universidade Lusófona de Humanidades em Tecnologias em Lisboa realizada por Joana Maria Sousa e Manuel Carneiro. Por detrás deste projeto de cinema existe um crowfunding onde todos podem contribuir monetariamente para ajudarem o projeto a crescer e a ver a luz do dia.

Muito se podia dizer sobre este projeto que a Joana e o Manuel estão a realizar mas este filme tem a intenção de percorrer um caminho desconhecido, abordando a origem do interior de cada um, entrando no mundo biológico e espiritual de cada ser. Através de uma experiência que os criadores de OOBE querem que seja memorável no mundo cinematográfico, o espetador é convidado a entrar num nível transcendental.

Gui, a personagem central desta curta metragem, procura a saída do Ferro-Velho onde acorda sem perceber como foi parar ao local que não conhecia. Será que o jovem Gui consegue encontrar o caminho para voltar à sua vida ou o local esconde segredos por revelar e afinal a aparência é simplesmente um engano?

Com a paixão pelo cinema, a dupla de jovens realizadores quer partilhar experiências de vida com os espetadores através das personagens de Tiago Dias e João Dias neste projeto onde o que parece não é! Só que para que isso aconteça, a ajuda monetária é necessária e o contributo pode ser dado através do link que se segue... http://ppl.com.pt/pt/prj/oobe

Uma curta intimista sobre o interior misterioso de cada um! Acredito que valerá a pena ver este projeto nas grandes salas de cinema e que isso irá acontecer com a ajuda de todos!

OOBE
08
Abr14

Bobine Rebellis no Teatro Turim

O Informador

Bobine RebellisO Ciclo de Cinema proporcionado pela Bobine Rebellis no Teatro Turim já começou e O Informador marcou presença no primeiro dia, a primeira de quatro quintas-feiras de Abril em que curtas-metragens que não chegam aos grandes circuitos comerciais ganham visibilidade junto do público. Homecoming, de Filipe Coutinho, Embargado, de Leandro Silva, Quando Aprendi a Não Ter Medo da Morte e A Menina com Medo do Escuro, ambas de Maria Reis Andrade e Sementes e Frutos, de Rafael Gonçalves, foram as cinco curtas a que pude assistir e às quais posso dar nota positiva no seu conjunto.

Em Homecoming é retratado um lema humano onde a morte espreita, existindo um amor entre progenitor e filha e uma traição por parte da sua companheira. Tendo uma morte final já esperada, retratando assim os últimos dias de vida de um homem a quem lhe foi diagnosticado um tumor e que deixou de lutar pela vida pela falta de paz interior, esta curta gravada em inglês tem tudo para conseguir conquistar um público mais vasto, sendo o tipo de produto que os amantes do romance e do drama gostam de ver passar numa grande tela de cinema. Inspirado em factos reais e familiares, Filipe Coutinho retratou assim um tema que lhe esteve próximo e fê-lo da melhor maneira.

Com Embargado o seu criador Leandro Silva conseguiu em jeito de making off unir a ficção com a realidade fugindo da tradicional gravação deste género de produtos, deixando os espetadores com o pensamento que tudo o que é visto é mesmo verdade, não existindo ponta de ficção. Uma excelente ideia, que consegue enganar facilmente o público através da sua história que levou seis meses a gravar e que já conseguiu infiltrar-se em dois ou três festivais de curtas desde que foi criada. Um produto que não consegue conquistar todos, mas que tem o seu alvo bem definido, conseguindo cativar.

Maria Reis Andrade criou em casa as suas duas curtas animadas, Quando Aprendi a Não Ter Medo da Morte e A Menina com Medo do Escuro, mostrando assim a sua preferência por uma arte do cinema que não é muito vista. Através de rabiscos onde são criadas personagens a preto e branco, ambas as rápidas histórias contam o medo e os receios que talvez a sua autora também foi sentido ao longo do tempo, com as inseguranças que a vida profissional e o futuro lhe podem dar. A luta para com a morte que pode aparecer a qualquer momento e o medo do escuro bem presente nas crianças foram os temas que inspiraram a Maria nestas suas produções animadas.

Sementes e Frutos, de Rafael Gonçalves, explora um lado mais sensitivo em detrimento do cerebral, mostrando as ideias e vontades do seu criador em determinada altura. Para o seu realizador, autor e produtor, esta curta é uma homenagem à família, mostrando a calma do campo, sem falas e onde a natureza reina, deixando o tempo passar à espera do amanhã. Uma produção simples e pessoal que não consegue lutar com as histórias comerciais.

Cinco curtas-metragens, quatro autores e quatro estilos bem diferentes... O drama, a comédia, a animação e o relaxamento são as formas com que consigo identificar estes cinco produtos de autores nacionais que não têm conseguido mostrar o seu trabalho pelos grandes festivais cinematográficos que têm tido destaque por todo o país.

Quanto ao Bobine Rebellis é uma excelente ideia, mostrando que em Portugal existe muito por onde explorar no que toca ao cinema não patrocinado e que são precisos apoios para tais produções poderem ter destaque nas grandes salas. Uma união que nasceu e que tem pernas para continuar a mostrar horas e horas de pequenos filmes que mostram a ambição dos seus criadores para conseguirem vingar no mercado com as suas ideias.

Todas as quintas-feiras de Abril, no Teatro Turim, pelas 21h30 e pelo preço de 3€. Vale a pena ver estas e outras curtas que recebem depois os comentários de Gonçalo M. Tavares, Nuno Galopim, Teresa Tavares e Fernando Alvim, um em cada sessão e pela ordem mencionada!

01
Abr14

Ciclo de Cinema - Bobine Rebellis

O Informador

bobine-cartazAbril está aí e este mês um ciclo de cinema de novos cineastas portugueses acontece no Teatro Turim. Com a finalidade de mostrar ao público a quantidade de jovens que escrevem, produzem e filmam centenas de curtas-metragens por ano, sem conseguirem alcançar o público pretendido e os festivais e circuitos comerciais, chega agora esta iniciativa da Bobine Rebellis, com uma nova forma de passar cinema português!

A cada Quinta-Feira de Abril - dias 3, 10, 17, 24 -, será projectada cerca de uma hora de cinema português praticamente inédito, na presença dos autores e de comentadores, entre eles, Gonçalo M. Tavares e Fernando Alvim que, com o público presente, criarão um espaço de diálogo e opinião longe das pontuações nos jornais, dos prémios e cerimónias, e do preconceito de ouvir falar português no grande ecrã. Com esta montra pretende-se mostrar a energia, a iniciativa, a guerrilha, a paixão e a diversidade de obras despreocupadas com paradigmas estéticos e com a aflicção da crise. Com este evento, o Teatro Turim une a ida ao cinema com um espaço de experimentação, risco e liberdade artísticas dos novos criadores, sempre a pensar no compromisso da comunicação com o público.

Ao longo do mês de Abril existe assim uma montra onde o desejo de ver o cinema português crescer pela mão de uma geração que pode ser muito maior do que aquela que é eleita pelos festivais de cinema em Portugal tem um lugar. O público pode assim encontrar-se com os jovens criadores que marcarão o futuro do país, apoiando e incentivando estas produções para que amanhã possam existir bons portugueses pelo mundo cinematográfico.

Programa

02
Jan13

Your Story - A Sua História

O Informador

Uma amiga abraçou há poucos dias um novo projeto pessoal e como a missão de todos nós é partilhar as coisas boas que acontecem pelo mundo, deixo aqui o convite para espreitarem a sua ideia, o Your Story - A Sua História.

O projeto desta jovem atriz e realizadora estudante é convidar todas as pessoas que passam pela sua página a deixarem as suas histórias, criarem um conto, um enredo, para quem sabe poder ver a sua criação transformar-se numa curta-metragem daqui a uns tempos.

Como sempre se diz que não há nada melhor que as próprias pessoas para falarem dos seus projetos, deixo aqui as palavras da J, a menina do Your Story - A Sua História que ainda vai dar que falar com esta sua iniciativa...

AJUDE-ME NESTA EPOPEIA!

Hoje acordei e sabia que tinha de iniciar esta aventura, tenho como missão ler a sua história e inspirar-me nela! Quem sabe não virá a ser o protagonista do meu próximo filme? Ou a sua história servirá de enredo para um outro?Agradeço desde já a todos os AVENTUREIROS que embarcarem nesta aventura comigo. Nada me irá dar mais prazer do que esta partilha de histórias!Quem quiser permanecer anónimo publicarei a história sem nomes ou se quiser apenas partilhar comigo não partilharei com mais ninguém. Basta enviar mensagem ou email!Quero conhecer a sua história! Pequena, média ou grande, romântica, dramática ou hilariante o que interessa é partilhar!

PROCURO HISTÓRIAS REAIS: dramáticas, assustadoras, românticas, tristes, hilariantes, místicas, espirituais...Qualquer história/experiência pessoal que considere suficientemente importante para partilhar.

Acho que o desafio é fácil para quem gosta de escrever, imaginar e criar! A sugestão está feita, agora é só passarem pela página e deixarem as vossas ideias! A sua história pode ser a história de todos nós!

guerra-dos-tronos-mrec

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

  • Cláudia C Silva

    Tive exactamente o mesmo pensamento que tu: deixa...

  • Anónimo

    Votos de umas boas férias numa bela cidade de Amor...

  • Anónimo

    Eu também ando assim! Ainda hoje de manhã estava a...

  • O Informador

    Desenhos animados também choro, e até te digo que ...

  • Anónimo

    Este seu texto podia ter sido escrito por mim de t...

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook