Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

02
Jun20

Regressa a Cultura sem touros

Imagem retirada de https://sol.sapo.pt/

Imagem retirada do portal Sol

 

O início de Junho está a assinalar o retomar de atividade em várias áreas, onde se incluem as atividades culturais, podendo realizar-se a partir de agora concertos, espetáculos teatrais, estando também as salas de cinema abertas, tudo com as novas e necessárias medidas de segurança. O que não ficou com luz verde para poder recomeçar foi a tauromaquia que terá de esperar mais uns tempos para poder iniciar, o que está a gerar descontentamento por parte de cavaleiros, forcados e todos os profissionais envolvidos que na passada Segunda-feira, 01 de Junho, protestaram junto ao Campo Pequeno, com vários rostos conhecidos a acorrentarem-se aos portões da praça. 

Não sou defensor da arte do toureiro, bem pelo contrário, mas mesmo recriminando esta histórica tradição e sua continuação tenho de admitir que neste caso está a existir uma clara discriminação por parte do Ministério da Cultura. Se permitem a retoma de praticamente todas as atividades culturais, como não o fazem com os toureiros?

O que ainda piorou esta situação foi o facto de barrarem o regresso de homens, cavalos e touros à arena quando na praça do Campo Pequeno, transformada em sala de espetáculos, foi realizado o concerto humorístico Deixem o Pimba em Paz, idealizado por Bruno Nogueira, logo no primeiro dia de abertura das salas. Coincidência ou provocação pura?

02
Mai20

Cultivo moderno

jardins verticais.jpg

 

No momento em que todos estamos com uma maior disponibilidade e com um maior número de horas livres, muitos há que se dedicaram ao cultivo por terem em seu redor espaço para tal. No entanto e o que muitos ainda deixam de lado é que mesmo num quintal, na varanda ou terraço é possível fazer muito para cultivar em menor escala os nossos próprios alimentos, com recurso a equipamentos cada vez mais evoluídos e modernos.

E foi por viver numa aldeia com campo e alguns espaços agrícolas que fiquei com curiosidade sobre certos processos, que hoje são possíveis desenvolver em outros espaços, que acabam por ser uma novidade perante as condições de há uns anos para desenvolver a plantação e cuidados para com os produtos da terra. Confesso que desconhecia por completo a existência do sistema hidroponia que consiste numa técnica de cultivar plantas sem solo, recebendo as raízes uma solução nutritiva conjuntamente com água, podendo as mesmas estar suspensas ou em vasos próprios para a sua sobrevivência. Para tal são necessários também vários acessórios, bombas de ar e água, refrigeradores e tubos para hidroponia para que o desenvolvimento desta forma de cultivo dê resultados. Neste ponto não são necessários vastos espaços agrícolas, sendo até possível o cultivo de forma vertical e em pequenas áreas.

Todos estes produtos de cultura inovadora podem ser já encontrados no nosso país, em lojas físicas especializadas e também de forma online, como na Urbicult, onde vasos, sementes, substratos, fertilizantes, iluminação e todos os kits essenciais estão disponíveis com todo o aconselhamento e serviços de apoio essenciais para quem quiser saber um pouco mais sobre este método de cultivar sem precisar de colocar os pés na terra.

09
Dez19

A Terra Lusa com descontos de Natal

cupão terra lusa.png

 

No início do ano iniciei parceria com a Terra Lusa, marca nacional que homenageia o património cultural, onde dei a conhecer este projeto bem português através da realização de passatempos onde consegui premiar seguidores do blog. Agora e para que não exista somente um vencedor, tenho um vale de desconto disponível para todos que sigam o blog e as redes sociais do mesmo e que queiram adquirir os produtos da Terra Lusa, podendo usufruir assim de 10% de desconto em todos os produtos da marca disponíveis na loja online

Com mais de dez anos no mercado, a história da Terra Lusa ligasse com a intenção de divulgar a riqueza do nosso país através de várias áreas com espaço no mercado para crescerem. Numa vertente de destacar o artesanato, a arte, a história e o património, a marca apostou aos poucos numa oferta de produtos que seriam úteis, colecionáveis, acessíveis e fáceis de transportar também a pensar no turismo cada vez mais forte no nosso país. Com diversas coleções disponíveis, que vão de cidades emblemáticas a símbolos patrimoniais, os produtos disponíveis neste projeto com bastante qualidade contam com relógios, capas de livros, caixas de óculos, eco sacos e sacolas, mini guarda chuvas, notebooks e leques. 

Neste Natal oferece produtos Terra Lusa, encomendando na loja online da marca onde podes até ao final do ano usufruir do desconto direto na compra, bastando colocar o código NATAL2019OII no espaço destinado aos vales promocionais. Sei do que falo e acredita que os artigos desta marca portuguesa valem pela sua qualidade, originalidade e por se inspirarem nas nossas raízes. 

24
Out19

Ganha | Terra Lusa | Mini Guarda-chuva bordado de Castelo Branco

terra lusa chapeu 34.png

 

Finalmente chegou a chuva e com este tempo instável é necessário estar preparado para enfrentar todas as frentes, sempre com um chapéu e um casaco por perto, não vá ser necessária proteção com as mudanças de tempo repentinas. A pensar nos próximos meses, a Terra Lusa tem agora uma coleção de mini guarda-chuvas com vários temas de destaque e aqui pelo blog iremos sortear um dos modelos já lançados, cujo tema são os bordados de Castelo Branco. 

Este mini guarda-chuva inspirado nos bordados de Castelo Branco tem a sua base na Árvore da Vida dentro do lote conhecido dos célebres bordados de Castelo Branco que têm caraterísticas que os distinguem de outros bordados nacionais, gerando uma grande intensidade de cores e luz através dos fios de seda, bordados sobre a base de linho artesanal cru.

No entanto, antes de avançar deixem-me apresentar-vos a marca e projeto Terra Lusa, onde a homenagem ao património cultural ganha destaque. Com mais de dez anos no mercado, a Terra Lusa surgiu com a intenção de divulgar a riqueza do nosso país através de várias áreas com espaço no mercado para crescerem. Numa vertente de destacar o artesanato, a arte, a história e o património, a marca apostou aos poucos numa oferta de produtos que seriam úteis, colecionáveis, acessíveis e fáceis de transportar também a pensar no turismo cada vez mais forte no nosso país. E se foram poucas as referências disponíveis no ponto de partida, agora são mais de oitenta produtos que se encontram à disposição de todos, destacando as tradições portuguesas. Os símbolos lisboetas, os lenços dos namorados, os azulejos, o fado e as rendas de bilros são somente alguns dos exemplos disponíveis entre os vários produtos disponíveis junto do público, que vão de relógios, a capas de livros, caixas de óculos, eco sacos, mini guarda chuvas, notebooks e leques. Num projeto nacional com inspiração em mais de oitocentos anos de História, a Terra Lusa alia a tradição às novas tecnologias para entregar aos consumidores uma boa qualidade nos seus produtos que contam com um design contemporâneo que pode ser encontrado na loja online da marca, mas também em museus, lojas de artesanato e aeroportos. 

Agora e para destacar aqui pelo blog o trabalho da Terra Lusa, tenho, como referi, dois mini guarda-chuva bordado de Castelo Branco disponível para sortear, tal como o da imagem. Este passatempo irá estar disponível até às 20h00 de dia 03 de Novembro, Domingo, e nesse dia será revelado o nome do vencedor nesta mesma publicação, sendo o sorteio feito através do sistema automático random.org. O premiado será contactado via email para ter conhecimento de que irá receber na morada indicada no ato da participação o seu prémio. Para a participação ser válida tens de seguir os passos que se seguem...

07
Jul19

Ganha | Terra Lusa | Caixa para Óculos em Cortiça

20170810_183954.jpg

 

O Verão está ai e com este tempo quente as idas à praia também chegaram, quer se esteja em período de férias ou não, porque os fins-de-semana e pausas laborais também servem para dar um pulinho até perto do mar. Para quem usa óculos é necessário precaver sobre o local onde os podem deixar quando vão até à água, como tal e para vos ajudar nessa situação, a Terra Lusa tem agora uma coleção de caixas para óculos com diferentes temas de destaque e aqui pelo blog iremos sortear um dos modelos já lançados. 

No entanto, antes de avançar deixem-me apresentar-vos a marca e projeto Terra Lusa, onde a homenagem ao património cultural ganha destaque. Com mais de dez anos no mercado, a Terra Lusa surgiu com a intenção de divulgar a riqueza do nosso país através de várias áreas com espaço no mercado para crescerem. Numa vertente de destacar o artesanato, a arte, a história e o património, a marca apostou aos poucos numa oferta de produtos que seriam úteis, colecionáveis, acessíveis e fáceis de transportar também a pensar no turismo cada vez mais forte no nosso país. E se foram poucas as referências disponíveis no ponto de partida, agora são mais de oitenta produtos que se encontram à disposição de todos, destacando as tradições portuguesas. Os símbolos lisboetas, os lenços dos namorados, os azulejos, o fado e as rendas de bilros são somente alguns dos exemplos disponíveis entre os vários produtos disponíveis junto do público, que vão de relógios, a capas de livros, caixas de óculos, eco sacos, mini guarda chuvas, notebooks e leques. Num projeto nacional com inspiração em mais de oitocentos anos de História, a Terra Lusa alia a tradição às novas tecnologias para entregar aos consumidores uma boa qualidade nos seus produtos que contam com um design contemporâneo que pode ser encontrado na loja online da marca, mas também em museus, lojas de artesanato e aeroportos.