Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Judite Sousa deixa TVI num bom momento

Publicado por O Informador, 07.11.19

judite sousa.jpg

 

Após algumas semanas longe dos ecrãs, a gozar um período de férias, Judite Sousa anunciou através das redes sociais a sua saída da TVI. 

Foi através de uma partilha pelo Instagram, que a diretora-adjunta da TVI e TVI24 comunicou que estava de saída do canal onde estava desde 2011, após uma longa carreira pela RTP. 

Depois de uma longa e serena ponderação, decidi terminar a minha relação profissional com a TVI. Foram oito anos que me permitiram, em total liberdade, vivenciar a paixão pelo jornalismo com sentido de dever e responsabilidade ao serviço de uma empresa privada. Este é o momento para expressar gratidão a todos os meus companheiros de trabalho das diferentes áreas da empresa. Os últimos anos foram particularmente difíceis, mas em palavras ou na reserva do silêncio, entendi sinais de conforto. Quero expressar o meu agradecimento ao José Alberto Carvalho que me desafiou para esta viagem, com amizade, em 2011. Quero igualmente agradecer ao Sérgio Figueiredo as oportunidades profissionais que me proporcionou nestes últimos quatro anos e que me ajudaram a ultrapassar momentos mais difíceis da minha existência. Finalmente, uma palavra aos espectadores da TVI cujo carinho e apoio nunca me faltaram.

Mostrando-se tranquila numa decisão que foi sua e perante a qual a empresa entrou em mútuo-acordo, Judite revelou entretanto à imprensa que esta «era uma decisão que vinha a ponderar desde o início do ano» e que agora foi tomada. Revelando que tem vários projetos a que se quer dedicar pelos próximos tempos, a jornalista pensa agora em descansar para depois agarrar o futuro que será bem mais calmo e longe dos grandes estúdios televisivos. 

Alguma imprensa revela que esta decisão de Judite esteja também a acompanhar a cada vez mais próxima entrada da Cofina na compra da Media Capital, indo de encontro às notícias de que vários rostos seriam afastados. Na verdade não vejo isso como uma possibilidade por parte da empresa, mas sim da jornalista que após vários anos a dar a cara pela informação, assumindo cargos de direção e entrando em cena como repórter em grandes acontecimentos nacionais e internacionais, se vê cansada e sem vontade de entrar num novo ciclo onde além de uma nova empresa será também tempo de recuperar a liderança perdida no início de 2019, tanto no entretenimento como na informação.

O Dioguinho e a CMTV

Publicado por O Informador, 06.04.18

diogunho cmtv.jpg

O Dioguinho e a CMTV são dois monumentos da informação portuguesa. Com eles podemos saber tudo. Todos os detalhes sobre qualquer facada ou atropelamento que tenha acontecido em qualquer parte do país. Todos os detalhes sobre a opinião de Joana Latino sobre a roupa que Rita Pereira vestiu no Portugal Fashion. Tudo sobre as críticas que as redes sociais estão a fazer a Carolina Patrocínio pela forma como está a divulgar o nascimento da terceira filha. Bem dizia o Ricardo Araújo Pereira que agora temos interesse em saber a opinião das redes sociais mas antigamente ninguém queria saber a opinião dos snack-bares.

 

A notícia perfeita: quando a CMTV é notícia no Dioguinho

Quando os dois se juntam, é perfeito! É quase como jogar no NetBet Casino ou noutra plataforma de casino online e ganhar um jackpot nas “slot machines” virtuais. Tudo o que temos na CMTV é maximizado de forma magistral pela “pena” do Dioguinho.

Foi o que aconteceu há poucos dias, no final de Março, quando o divórcio do comediante e apresentador João Paulo Rodrigues deu azo a peixeirada na CMTV. Um programa de fofocas da televisão resolveu apontar baterias ao apresentador da SIC e à sua vida privada e o Dioguinho não podia deixar passar isso em claro – ele está sempre atento ao que vai passando na televisão do Correio da Manhã.

À facada no Correio da Manhã

Publicado por O Informador, 23.03.18

correio da manhã faca.jpg

A imprensa por vezes lança notícias tão boas como os títulos que lhes dá, o que não acontece assim tanta vez é colocar na mesma linha de visão uma manchete sobre um ataque à facada a um jogador de futebol e bem perto promover que com o jornal do dia oferecem uma faca. 

Isto aconteceu e «nós por cá» conseguimos não ter o melhor, mas sim o mais lido e o mais sensacionalista jornal que tanto gosta de dar notícias sobre crimes como os acaba por promover, dando até a ideia de que ao oferecerem uma faca, uma mente mais assassina pode usa-la para esfaquear quem encontrar pela frente. 

Uma coincidência que de certo foi detetada por alguém dentro do diário imprenso mas que passou, não fosse o jornal gostar de focar os crimes nacionais e internacionais que vão acontecendo a todo o momento. 

Criminosos e assassinos deste país deixo-vos um conselho... Se querem ter ideias para os vossos atos coloquem os olhos neste jornal porque os incentivos existem e embora tentem passar que são meros erros de colocação dos vários espaços sem se terem dado conta, cá para mim, isto não passa mesmo de uma estratégia para serem falados, como o estou a fazer. 

Os abusos sexuais no Correio da Manhã

Publicado por O Informador, 17.05.17

correio da manhã.jpg

O Correio da Manhã enquanto jornal e canal televisivo deixa mesmo muito a desejar enquanto órgão de comunicação social. A última e marcante que fizeram foi o de terem divulgado imagens de uma «alegada violação num autocarro do Porto» que de acordo com «testemunhos e comentários que circulam em várias redes sociais, se terá passado durante a Queima das Fitas, que decorreu entre 7 e 14 de Maio», segundo o destaque da publicação.

O jornal noticiou, o canal transmitiu e ainda foi publicado no site do grupo Correio da Manhã um vídeo da alegada violação de uma jovem e logo os comentários e criticas surgiram, não sendo para menos. Que direção informativa resolve mostrar um ato violento e sancionado como notícia sem quaisquer restrições, somente para fazer, mais uma vez, uma notícia sensacionalista e polémica, tal como tantas vezes o fazem. Existem limites para tudo e neste campo o Correio da Manhã desce muito baixo e desta vez conseguiu tocar no fosso do que tem feito ao longo dos anos. Para mais e como eles tanto gostam de não fazer, parece não ter existido o mínimo de investigação no caso, baseando-se numa denúncia anónima por email junto da PSP do Porto para fazerem uma notícia que pode nem o ser. 

Neste momento a Entidade Reguladora para a Comunicação Social encontra-se a analisar a situação e já informou que «tornará oportunamente pública a decisão que venha a adotar» sobre este tema. Também o Sindicato dos Jornalistas já condenou a divulgação do vídeo que «atenta contra todas as regras do jornalismo e deve, por isso, ser retirado do site», tal como não deve «ser exibido na emissão televisiva» do canal. 

Escolha do Eiró

Publicado por O Informador, 22.12.16

O Nuno Graciano foi dispensado da CMTV por proferir comentários menos próprios sobre a direcção da entidade patronal. Agora surge outro Nuno para o seu lugar, o Eiró, que salta assim do Somos Portugal da TVI para o canal de informação (?) com a finalidade de animar as manhãs de entretenimento ao lado da tia Maya. 

O canal do Correio da Manhã atirou a cana e acertou e o Eiró também fez uma boa escolha. Ganha agora um programa fixo na grelha de um canal que pode não ser bom mas que lhe dará um futuro para quiçá um dia voltar a uma das principais estações televisivas nacionais para assumir um programa seu e diário, não sendo mais um rosto do 760 dominical. Perde visibilidade junto do público, no entanto irá ganhar estabilidade, já que agora tem um contrato fixo, além de que um talk show é um talk show e forma apresentadores de maior. A experiência que leva da TVI por estar horas e horas em direto e sempre com conversa desfiada em monólogos ou não e o que irá agora fazer com entrevistas e num tom por vezes mais sério, irão fazer com que se possa transformar num apresentador que daqui a uns anos se possa voltar a juntar aos principais rostos do canal de onde agora sai para ser um dos destaques e não apenas mais um. 

Milionário roubado pelo Estado

Publicado por O Informador, 22.11.16

Herança milionária.png

O francês herdou uma casa perto de Paris e o que lá encontrou como um grande extra? 100 quilos de ouro escondidos pelos móveis, casa de banho e caixas. 

Ou seja, de uma casa conseguiu ainda sacar para si perto de 3,5 milhões de euros graças ao ouro comprado pelo antigo proprietário da moradia pelos anos 50 e 60 e onde ainda existiam os certificados de autenticidade do metal precioso. 

O que acontece nesta história francesa que até parece ter sido passada em Portugal? O Estado francês tem uma lei que estabelece um imposto em que tem direito a 45% do valor do ouro encontrado. Isto é que é roubar!