Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Outubro de Natal

18
Out19

natal 1.jpg

 

Estamos em Outubro e o certo é que neste momento as superfícies comerciais já se estão a antecipar à grande época natalícia que por aí está para chegar. Anteriormente, e não assim há tantos anos, Dezembro é o mês de todas as compras, os primeiros dias para embelezar a casa, começar a pensar nos presentes, correr para as lojas, preparar a lista de compras para as refeições dos dias natalícios e a noite de 24 chegava, a família se unia e o 25 seria sempre um prolongamento da noite mais tradicional e familiar.

Os tempos foram-se alterado, a lei da concorrência comercial adensou-se e o Dezembro esticou para Novembro e este ano, não me lembro bem se será o primeiro, em pleno meio mês de Outubro encontrei decoração de Natal já a fazer parte de grandes lojas de decoração. Os supermercados também já começaram com as grandes promoções de brinquedos que ficaram do ano passado para que depois nas semanas derradeiras de Natal as novidades possam encher prateleiras com preços mais elevados. 

Portugal começa a vibrar com a época natalícia cada vez mais cedo, faltam mais de dois meses para que o bacalhau e o peru sejam servidos como reis da mesa e os presentes sejam abertos antes de seguir para a Missa do Galo mas o comércio não perdoa e se é necessário vender e antecipar o que a concorrência está a preparar, então que comece o Natal.

Vamos abrir um negócio?

15
Out19

EQUIPAMENTOS HOTELEIROS.jpg

 

Enquanto assistia ao final do serviço noticioso num dos canais generalistas em que os destaques vão geralmente de encontro à promoção de eventos e sobre boas referências de produtos e do país, era dado a conhecer ao telespetador que nos últimos meses foram pedidas autorizações para abertura de mais de uma centena de novos espaços hoteleiros, o que sucedeu também com a área da restauração e todo o comércio que pode estar ligado ao consumo e cada vez mais ao turismo em Portugal. Algo que me deixou a pensar sobre toda a parafernália que é necessária para abrir, por exemplo, um restaurante ou mesmo um café, com todas as condições legalmente exigidas e os equipamentos necessários para que nada falhe, mesmo com recurso a equipamentos hoteleiros usados e em perfeito estado para ajudar nos primeiros tempos de qualquer negócio.

Com isto cheguei à conclusão que pelo nosso país, fazendo uma viagem por diversas lojas com serviços online, a ajuda para sonhar, acreditar e concretizar começa desde o primeiro ponto. Existem empresas com capacidade para apresentarem, através de profissionais especializados, as melhores ideias e soluções de mercado para tornarem um projeto viável e com capacidade de financiamento, o que ajuda a colmatar os gastos iniciais que qualquer novo negócio acarreta e que nem sempre tem o retorno inicial que é necessário para se aguentarem com as despesas. Um bom sistema de refrigeração é um dos pontos fundamentais para um espaço de restauração que se queira competitivo e pronto para as épocas altas e baixas onde a clientela pode oscilar bastante. Um ponto fulcral também é o uso de um bom fogão industrial, deixando de lado a ideia que um restaurante para ter sucesso se consegue aguentar com os serviços mínimos na cozinha. Isso já não acontece e tudo tem de estar preparado no mais ínfimo pormenor porque a concorrência aperta e só os melhores e mais rápidos a servirem conseguem atrair o cliente para futuras visitas.

Os olhos também comem

11
Out19

restauração prato copos.png

 

Os formatos televisivos sobre cozinha chegaram a Portugal de forma mais séria nos últimos anos e com este boom sobre o bom, o belo e o fazer bem que é visto em televisão, os consumidores nacionais também ficaram mais exigentes para com a área da restauração que é procurada. Neste momento já não chega simplesmente cozinhar bem, sendo necessário fazer um bom empratamento que consiga conquistar logo pelo olhar.

A moda das belas mesas bem decoradas, com pratos a fugirem do estilo tradicional pegou no nosso país e é cada vez mais um ponto fulcral chegar a um restaurante moderno ou mais rústico e perceber que cada prato disponível no menu é servido de forma diferente, com recurso a louça que não tem de seguir aquela linha do prato redondo ou da travessa do tempo dos Afonsinhos. A aposta num moderno equipamento hoteleiro que consiga agradar a novos e conhecidos clientes é fundamental para uma inovação sem estabilidade num mercado cada vez mais competitivo. Agora e com todas as linhas modernas, é essencial saber fazer e mostrar a diferença, agradar pelo olhar e não só pelo paladar, encontrar a solução para transformar uma entrada numa degustação que é servida como um produto instagramável.

Regatear valores

07
Out19

dinheiro.jpg

 

As pessoas habituadas aos velhos mercados em que os preços podem sempre baixar com uma conversa da treta continuam a achar que as superficies comerciais têm a obrigação de seguir costumes como outrora, sem faturas, com baixa de preços «para o café» e afins. Não sei se será de mim, mas os olhares que faço quando começo a perceber que este tipo de conversas de fraude vêm a caminho existem e opto logo por colocar um risco no que poderia ser um bom entendimento. Quando as pessoas explicam o um mais um e do outro lado continuam a insistir que se fica pelo um e meio não há nada a fazer, a não ser deixar que falem sozinhos, mostrando um sorriso meio azedo de não concordância e despachar o que se está a fazer porque o dia é longo e existem pessoas sãs e com capacidade de raciocínio em espera.

Pessoas, estamos no século XXI, se não quiserem pagar os preços estipulados e que estão marcados mudem de loja e procurem outros produtos. Façam simplesmente o favor de não chatear com conversas de merda que gostam de ter em alto e bom som porque não irão chegar a bom porto. Experimentam, pagam e ficam com novidades em casa. Se não quiserem, o que não falta é concorrência por ai com preços baixos e altos, à vontade do freguês, que só verá os preços serem regateados se for mesmo ao mercado mensal da vila onde o fisco não circula com clientes mistério para apanhar quem pratica tanta ilegalidade e não paga por isso. 

Do elefante para o pássaro

De Jumbo para Auchan

22
Set19

auchan.jpg

 

O grupo Auchan resolveu deixar cair recentemente as marcas Jumbo, Jumbo Box e Pão de Açúcar para tornar todas as lojas Auchan. E o engraçado disto tudo é perceber que o grupo, que não é líder, estando somente na preferência dos portugueses atrás do Continente (Sonae) e Pingo Doce (Jerónimo Martins), deixou de ter como imagem de marca o forte elefante com o trevo de quatro folhas na tromba para ter um pequeno e frágil pássaro. Passaram de reis a voadores sem rumo?

Será com uma imagem que reduz o poder e porte da anterior que mostrarão a força que querem impor no mercado? A Jerónimo Martins aboliu a certa altura a marca Feira Nova para juntar tudo com a forte insígnia Pingo Doce, a Sonae deixou o Modelo e Bonjour para só existir a grande marca Continente. O grupo Auchan deixou agora tudo de lado para deixar as suas lojas com o nome da própria empresa mãe que não é assim tão influente.

Qual será o objetivo se tudo continuou igual, agora com um nome mais internacional, um slogan pouco apelativo - «Militantes do Bom, São e Local» - e a figura de um animal sensível para deixar cair a força da imagem anterior que podia ser perfeitamente renovada para os tempos modernos?

Mentiras das redes sociais

28
Ago19

máscaras redes sociais.jpg

 

Eu partilho, tu partilhas, ele partilha, nós partilhamos, vós partilhais e eles partilham! Aqui está o verbo partilhar no presente do indicativo a iniciar um pensamento sobre o que vai sendo mostrado pelas redes sociais. A questão que levanto é, a realidade que é partilhada é assim tão verdadeira?

Será que todas as partilhas são assim tão reais sobre o dia-a-dia de cada um? Não, ninguém mostra a verdade, no entanto se uns são livres e partilham o que querem e bem entendem e se aproximam com ou sem filtros, à primeira ou com sucessivas tentativas, outros elaboram tanto que só acabam por mostrar que a vida que querem anunciar ao mundo não passa de um rascunho mal elaborado que com o tempo acaba por não funcionar. 

Aquelas selfies que não o são com todos os cuidados do mundo, com a roupa emprestada, a paisagem onde estiveram de passagem é vista sim, mas com o tempo alguém acredita que aquilo é assim tão real e que a vida daquelas pessoas acontece somente entre hotéis de luxo, praias e festas? Será que quem está a partilhar vidas de fachada tem noção que é notório que as vidas não são assim tão belas como as querem fazer pintar para passar aos outros? Vocês trabalham, acordam sem maquilhagem, cozinham, depilam-se, dizem asneiras quando se aleijam e até podem ter uma unha encravada, no entanto tudo é tão belo que até parece que não precisam do emprego onde ganham pouco mais que o ordenado mínimo nacional, visitam lojas da moda mais baratas e dividem o menu do almoço com a cara metade porque não têm fome para mais. Isso é a realidade de quem só mostra o novo fato de banho ao longe para não se ver a marca porque foi comprado numa loja online diretamente da China mas que parece igualzinho ao da Calzedonia, os ténis da Primark que são uma boa imitação de lado mas de forma disfarçada dos da Nike, o chinelo da Lefties que parece os da Havaianas. Tudo mostrado ao longe, de forma a não mostrar diretamente o local das marcas, num estudo de mercado bem conseguido para se mostrar o que não se é. Meus caros, quem vos conhece depois percebe que não têm nada a não ser demonstrações de grandeza quando na realidade se percebe que de grande nada têm à vista, só se for a imaginação para se fazerem passar pelo que não são. 

Literatura | Compras online

23
Ago19

WOOK - www.wook.pt

Hoje apetece-me falar sobre o facto de todos poderem encomendar de forma totalmente segura livros nas livrarias online que se encontram disponíveis. Neste momento e em modo a falar das livrarias perante as quais sou afiliado, aconselho-te a visitar a Wook e a Bertrand Livreiros para procurares as últimas novidades, aquele livro que já estás para comprar à algum tempo ou o destaque do momento. Geralmente e com bastante regularidade, as livrarias online vão tendo descontos variados, entre os vários estilos literários, do romance ao terror, do fantástico ao histórico, das viagens à gastronomia, existindo também diversas promoções sobre determinados autores, sendo estas oportunidades únicas para se fazerem aquelas compras que estão em lista de espera pelo melhor preço. 

Com as tuas compras não pagas mais, obténs descontos exclusivos das lojas online, recebes rapidamente os teus livros e eu, como afiliado que sou enquanto blogger, ainda obtenho uma comissão perante as compras que são feitas. Não pagas mais por isso e eu poderei adquirir novos livros com a tua ajuda para continuar a mostrar as minhas leituras com as partilhas que sempre vou fazendo com a opinião sobre o que vou lendo.