Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

24
Dez14

A história do Natal a cantar

O Informador
https://www.youtube.com/watch?v=fnBKFNnvloc

A verdadeira história do Natal foi contada este ano pelos animadores da Rádio Comercial! Oh pra eles todos contentes com o que tão bem sabem fazer... Inventar e animar!

Um Bom Natal para todos os que passarem por aqui neste dia em que se comemora o nascimento de Jesus. O menino nasceu nas palhinhas ao lado do burro e da vaca, sendo fruto de um milagre e ainda teve direito a três visitas bem especiais que foram guiadas por uma estrela também ela milagrosa e ainda trouxeram ao rebento um trio de presentes.

Esta é a história que sempre foi contada de forma tão séria e formal a todos nós e que agora ganha uma versão bem remixada feita por Vasco Palmeirim, o mentor, e os seus companheiros de rádio!

Bem, hoje como é um dia especial para muitos, não vos maço mais, como tal...

Um Bom Natal, cada vez mais Comercial para todos!

25
Nov14

Detenção

O Informador
https://www.youtube.com/watch?v=RUNb2vFlG9M

Em 2011 Vasco Palmeirim escreveu o tema Demissão dedicado a José Sócrates. Agora o animador das manhãs da Rádio Comercial voltou a usar o tema dos Lady Antebellum para escrever Detenção.

Um novo tema dedicado ao ex-primeiro ministro. Será o último?!

Segue a letra de Detenção...

DETENÇÃO.Deitado num frio colchãooiço o silêncio das outras celasEstou aqui em MoscavideÀ direita, como quem vai p´ra Odivelas...Sinto-me tão só nesta cela sem condiçõesNem tem wi-fi pró meu Magalhões!

Sexta à noite - dez e meiaAterrei e fui alvo de detençãoNem consegui buscar as malasFui p´ra a PSP só com a bagagem de mãoIsto não é tangaAinda estava na mangaE fui para a prisão.

Diizem que há um esquemade correio do qual eu faço parteTenho um advogado anafado que não quer que o filmemporque diz que fica ridículo a entrar no seu Smart.Quero sair daqui e ir para outro lado qualquerMas prenderam-me o chófér!

Segunda à noite - dez e meiaFui alvo de medida de coacçãoPreso preventivamentedepois de um fim-de-semana passado no TicãoTem nome de sítio de rodízioMas dizem que há indícioE fui para a prisãããão.Alguém que vá dar de comer ao meu cão!Porque eu estou na prisão!

20
Nov14

Parabéns Carlos do Carmo!

O Informador
http://youtu.be/ZmzNeO4ONUg

No dia em que Carlos do Carmo recebeu o «nosso» Grammy Lifetime Achievement Award, a Rádio Comercial prestou à voz nacional uma boa e bem trabalhada homenagem.

Com 35 artistas a cantarem Lisboa Menina e Moça, um poema de José Carlos Ary dos Santos, Fernando Tordo e Joaquim Pessoa e com música de Paulo de Carvalho, cedo este tema se tornou conhecido por todos, celebrizando a cidade de Lisboa pela voz de Carlos do Carmo. Agora e porque um troféu internacional chegou até todos nós a homenagem é feita e as felicitações ao artista chegam de todos os cantos do mundo.

Parabéns Carlos do Carmo e Obrigado à Rádio Comercial por ter unido tantas boas vozes nacionais num só tema celebrizado por um mentor do fado, «o sujeito que se dedicou a isto muito a sério, que leva 51 anos a cantar, mas que não pensou só em si. Carlos do Carmo».

24
Nov13

Febre de Natal

O Informador

A corrida às compras de Natal já começou e os centros comerciais já andam lutados com todos a correrem de um lado para o outro com mil e um pensamentos e com os sacos, geralmente de papel, a deambularem com os passos rápidos e empurrões que vão sendo dados ao longo das horas passadas a pensar na troca de presentes que a época cada vez mais simboliza. 

De semana, e falo mais no período noturno que é quando vou às compras, ainda se consegue andar à vontade, com calma, no passeio para comprar uma coisa ou outra como ao longo de todo o ano. Agora no que toca ao fim-de-semana, ai tudo muda de figura e seja de manhã, tarde ou serão, ir a um centro comercial ao longo dos dois dias em que a maioria das pessoas estão em casa de folga, é mesmo para esquecer.

Fazer compras, sejam pessoais, para os presentes de Natal ou de aniversário, nesta altura do ano, só dá mesmo de semana porque o sábado e domingo são dias terríveis e nem sei quem consegue enfrentar tais desafios com tantas pessoas a terem o mesmo pensamento e a quererem ver tudo e mais alguma coisa, sem conseguirem perceber, com a confusão, o que querem comprar realmente.

A febre de Natal chegou aos centros comerciais! Cuidado porque a confusão está instalada por todo o país e arredores!

18
Out13

Rádio Comercial

O Informador

Novos resultados das audiências de rádio foram tornados públicos e a Rádio Comercial volta-se a destacar perante as suas parceiras e rivais! Eu pertenço ao universo dos ouvintes que têm ajudado a este sucesso da rádio dirigida por Pedro Ribeiro! Parabéns!

Das Manhãs da Comercial ao Todos no Top, eu estou lá! Embora não seja um ouvinte fanático de música e por consequência de rádio, quando estou em viagem, seja rápida ou prolongada, o som é uma das minhas companhias! De manhã à noite, ao almoço ou ao jantar, a Comercial está sempre sintonizada no meu carro e é a principal opção quando me deixo envolver pela rádio.

De entre as opções mais conhecidas das rádios nacionais, a fase em que a CidadeFm ocupou boas horas da minha vida já passou há algum tempo e desde aí que me deixei adoptar pela sua parceira do grupo Media Capital e não larguei mais!

Pedro Ribeiro, Nuno MarklVasco PalmeirimVanda Miranda Ana Isabel Arroja são as minhas preferências da equipa, sendo também as vozes que estão mais tempo no ar nas horas em que me faço acompanhar pela Comercial.

Parabéns por mais uma vitória de um projeto que tem vindo a mudar para melhor em função das preferências dos seus ouvintes! Obrigado!

21
Dez12

Pouco trabalho dá moleza

O Informador

Nos últimos dias, e mesmo trabalhando numa área comercial, o trabalho não tem abundado. Qual a consequência de ter poucos clientes e menos serviço para ser feito? Muito tempo sem fazer nada que se acaba por traduzir num aumento de moleza!

Pois é, com os dias mais parados e com tudo feito, as palavras de ordem são mesmo para não se fazer nada e ficar quieto na conversa, mas o pior é que se chega a um ponto em que nem isso apetece!

Todos os anos é a mesma coisa naquela empresa por esta altura... As vendas descem, já não a pique como em outros anos, porque tudo anda por baixo ao longo de todos os doze meses, mas sempre se desce um pouco. O número de funcionários mantém-se, mas não existe grande coisa para se fazer. Andamos a deambular de um lado para o outro, a inventar trabalho demorado para ser feito, tentando que as oito horas passem mais rapidamente.

Tentamos inventar mil e uma coisas para serem feitas, falamos muito mais que o normal e até paramos para tomar o pequeno-almoço juntos, mas mesmo assim o relógio não acelera os seus ponteiros e as horas de saída custam sempre a chegar.

A manhã ainda se passa bem, mas as últimas horas do dia são mesmo um sacrifício. Demoram, demoram e demoram... Dão moleza até demais!

Podia-me queixar por andar cansado por ter muito trabalho para fazer, mas não... Aqui a queixa é por ter pouca coisa para me ocupar nas minhas horas de expediente!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook