Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

23
Ago18

Os nervos de Cláudio Ramos

| O Informador

claudio ramos.jpg

Cláudio Ramos voltou a protagonizar um momento menos bom no programa Passadeira Vermelha, da SIC Caras, com direito a repetição no pós horário nobre da SIC. Desta vez o comentador criticou a imprensa nacional e as suas colegas de painel por darem tanto destaque à festa de aniversário da Madonna, quando em Portugal existem artistas que festejam os seus anos e ninguém lhes dá «canal».

O comentador social chegou mesmo a gritar, tendo Liliana Campos pedido para se acalmar, e acabou por atirar as placas de emojis que utilizam para atribuírem a algumas notícias para o chão de forma menos simpática com os supostos nervos. 

Da primeira vez que estes comportamentos aconteceram parecem ter ocorrido de forma natural, mas com o tempo e com a continuação destas atitudes começa a chegar ao ponto em que fico a pensar sobre a veracidade destes atos. Será tudo feito de forma sincera ou a pedido de uma direção que quer criar polémica para que o programa suba os seus valores? É que ter comportamentos menos bons uma vez é uma coisa, mas quando esses mesmos comportamentos começam a ganhar alguma regularidade não existe assim tanta desculpa, mesmo que depois surjam notícias sobre «puxões de orelhas» da direção e cansaço do comentador. 

30
Jun18

Cláudio Ramos frita da pipoca

| O Informador

Não gostava do Cláudio Ramos por achar que tudo era levado ao extremo nas suas aparições televisivas mas com o tempo a forma de ver o comentador e apresentador da SIC alterou. Olho neste momento para o Cláudio como um bom profissional que diz o que pensa mas que se sabe colocar em cada posição para onde é chamado pela direção do canal, conseguindo estar sério quando assim é necessário, entrar em modo tertúliano quando é pedido e por aí fora. 

Há uns dias um novo caso no Passadeira Vermelha levou que a pipoca do comentador voltasse a fritar. Os companheiros de programa comentavam as fotos de Fátima Lopes em biquíni partilhadas pelas redes sociais, estando o painel um pouco contra as tais publicações, o que revoltou Cláudio, amigo de Fátima. Cláudio defende os amigos mas quando tem de dizer mal diz e neste caso as "muitas fotos" que diziam terem sido publicadas eram cinco, que o comentador contou. Tudo foi dito até que estava farto de estar ali e que quem não o quisesse naquele lugar que o podia mandar para casa porque só estava a dizer a verdade que não ia de encontro ao que os restantes diziam.

28
Fev16

Vencedora de Equilíbrio

| O Informador

Da autoria de Cláudio Ramos, autor também do blog Eu, Cláudio, Equilíbrio é o mais recente livro do rosto da SIC que numa só obra reúne dicas para o dia-a-dia, truques para uma relação feliz, conselhos para o conhecimento do próprio corpo e para o bem-estar e ainda segredos do próprio autor. Num só livro Cláudio Ramos une vários pontos que os seus leitores e seguidores deverão querer saber para seguirem os seus conselhos.

O Informador teve um exemplar desta obra lançada recentemente pela Guerra e Paz Editores em passatempo e agora revela o nome da vencedora seleccionada através do sistema aleatório random.org. A Daniela Gonçalves, de Castelo Branco, foi a sorteada como a eleita para receber o livro Equilíbrio pelos próximos dias na morada indica pela própria no ato da participação. Parabéns! 

17
Fev16

Ganha... Equilíbrio, o novo livro de Cláudio Ramos

| O Informador

Capa_Equilibrio_300dpi.jpg

Cláudio Ramos dispensa apresentações por ser um dos rostos com presença diária marcada no pequeno ecrã. Agora o colaborador do programa Queridas Manhãs e também de vários programas do universo de canais SIC voltou a dedicar-se à escrita, acabando de lançar Equilíbrio, uma obra do Clube do Livro SIC e pensada expressamente para o público feminino. 

Dividido em quatro partes onde a organização do dia-a-dia, o bem-estar pessoal e com os outros, o exercício físico e os segredos de uma relação marcam presença, este é o livro que relata de certa forma a vida de Cláudio Ramos, vida essa que é assim partilhada para que todos possam ter ao seu dispor as dicas, sugestões e comentários do apresentador e comentador.

Família, amigos, colegas de trabalho e conhecidos, como conviver com cada ser que se nos cruza no caminho e saber ser feliz contrariando por vezes as amarguras da vida. Equilíbrio promete ser um retrato íntimo, pessoal e confidencial de Cláudio Ramos que baseia-se na sua experiência para de forma pessoal a relatar a todos. 

Um livro que está a partir de agora disponível para aquisição nas livrarias e locais habituais e que está também em passatempo aqui pelo blog. Ah pois é! Quem quiser habilitar-se a vencer um exemplar do mais recente projeto literário de Cláudio Ramos que continue a ler este texto...

De que equilíbrio nos fala Cláudio Ramos?

Num livro dividido em quatro partes, Cláudio Ramos começa por nos ajudar a organizar o dia-a-dia. Com coisas simples como horários, rotinas e hábitos saudáveis. Com coisas agradáveis como receitas, que vão do pequeno-almoço ao jantar, até a alguns chás milagrosos.

Neste livro, Cláudio Ramos mostra-nos que para nos sentirmos bem temos de gostar do nosso próprio corpo. Precisamos de reaprender a respirar, de tomar gosto aos exercícios, de nos cuidarmos e valorizarmos a nossa beleza. Temos de gostar de nos vermos ao espelho se queremos gostar das pessoas que, depois, encontramos na rua e no trabalho.

Essa é a terceira lição: como viver consigo e com os outros, no emprego, com os amigos e com a família.

E, por fim, o quarto pilar para o nosso equilíbrio, a relação feliz que podemos ter com o nosso parceiro. Cláudio Ramos conta segredos que nunca tinha contado a ninguém e que as mulheres portuguesas têm de saber.

Este passatempo vai decorrer até às 20h00 do dia 28 de Fevereiro e para se habilitarem a um exemplar do livro só têm de:

  • Fazer Gosto nas páginas de Facebook d' O Informador e da Guerra e Paz.
  • Partilhar este post, mencionando dois amigos nessa mesma partilha.
  • Preencher o formulário que se segue onde só é permitida uma participação por endereço de e-mail.

27
Jun14

O Amor Não É Isto

| O Informador

O Amor Não É IstoO Amor Não É Isto, o primeiro romance que li da autoria de Cláudio Ramos, e que me conseguiu conquistar a ponto de perceber e ver de outra forma o apresentador da SIC que se revela através das personagens que criou para este livro. Numa história ágil onde várias personagens se cruzam em busca do amor perfeito, António e Joana são os protagonistas!

Neste romance as histórias têm um início e fim, enfrentando as vicissitudes da vida e as amarguras dos complicados argumentos individuais que tanto caracterizam a sociedade dos nossos dias. O ego de cada um, a insistência em relações sem futuro e a falta de carácter e respeito pelo próximo são vários dos motivos base desta narrativa.

Duas pessoas cruzam-se e acabam por caminhar para um romance que por algum tempo é mais que meros momentos de cama, como anteriormente acontecia, só que a insistência de uns nem sempre é aceite pelos outros e aí tudo começa a desmoronar. As diferenças de ideias acabam por levar uma relação que vive com alguns picos pelas laterais a terminar por talvez vários mal entendidos e porque o que se mostra ao parceiro não é amor, é estar com alguém como companheiro de viagem numa aventura que pode terminar ao virar da esquina. 

O Amor Não É Isto que Cláudio escreveu numa altura menos boa da sua vida. O Amor Não são estas histórias descomplexas do passado que marcam o presente e que acabam por arruinar um futuro de solidão indesejada mas feito pelas escolhas partilhadas.

Um romance verdadeiro, sentido e corrido que me deixou bem convencido acerca da convicção como é contado por uma pessoa de quem não esperava poder sair literalmente conquistado. Aqui conta-se o que o Amor não é, mas também se pode dizer que amar não dói por ser uma coisa boa, logo não pode doer!

Um trabalho que poderá não receber os aplausos da crítica das estrelas literárias, mas que conseguirá agarrar os leitores que se deixarem levar pelas palavras narradas e contadas na primeira pessoa sobre tantos Zés e Marias desta terra!

22
Jun14

Quem ganhou o livro O Amor Não É Isto?!

| O Informador

Cláudio Ramos, o apresentador da SIC e colunista pela imprensa nacional, lançou através da editora Guerra e Paz um novo romance, O Amor Não É Isto, e O Informador não quis deixar de presentear os leitores do blogue com um exemplar do mesmo, igual ao que estou quase a terminar de ler. Para que alguém pudesse ganhar este novo livro de Cláudio lancei um passatempo onde queria saber «o que é amor?». Agora chegou a altura de revelar o autor e o texto que seleccionei como sendo o melhor de entre os vários comentários de participação sobre a questão colocada!

Joaquim Silva partilhou comigo e com os leitores do blogue a sua história de amor que o levou de Portugal a França em busca da verdadeira paixão, tendo conquistado a minha preferência. Gostei particularmente de outras duas participações no passatempo mas como só tenho um exemplar para oferecer desta vez e como foi o texto que se segue que mais me chegou ao coração, não hesitei em eleger o vencedor assim que coloquei a leitura de todos os comentários de participação em prática.

O amor para mim significa tudo. É a expressão máxima da felicidade e aquilo por que todos devemos sempre lutar. Vou exemplificar o que para mim é o amor a partir de uma história de amor que vivi há alguns anos atrás. A minha história de amor começou há sete anos atrás quando conheci a minha esposa e posteriormente fiz a maior loucura em toda a minha vida, a qual resultou numa surpresa incrível. Um dia respondi a um anúncio na internet e após entrevista acabei seleccionado para um estágio de RH no Porto e foi nesse estágio que conheci a minha esposa. Primeiro tornámo-nos amigos e depois passado quase um ano começamos a namorar. Entretanto o estágio acabou para ambos e continuamos a nossa relação. Passados uns meses eu arranjei trabalho em Braga e a minha esposa um tempo depois em Paris e ela lá foi. Os primeiros meses foram tempos muito difíceis e a distância era muito difícil de suportar até que achamos melhor colocar um ponto final na relação. Sofri imenso e sei que ela também sofreu. Até que nas minhas férias decidi cometer uma loucura e mostrar que queria reatar a nossa relação e o quão ela era importante para mim e fui a Paris ter de surpresa com ela e passo de seguida a explicar todo o processo dessa autêntica loucura.

Marquei as viagens sem ela saber e na data prevista lá embarquei eu no Aeroporto Francisco de Sá Carneiro no Porto. Quando cheguei ao Aeroporto de Orly apanhei o comboio para o centro da cidade (onde ela trabalhava e residia) e fui directo ao local de trabalho dela para a surpreender lá. Antes de entrar no edifício reparei numa banca de flores e comprei um ramo de rosas vermelhas (flores que ela tanto aprecia) e dirigi-me ao interior da clínica. Lá chegado perguntei por ela e expliquei no meu “franguês” (a mistura que faço entre português e francês quando tento falar a língua do país de Napoleão Bonaparte) o que pretendia fazer e a recepcionista muito simpática e prestável acedeu ao meu pedido. Chamaram a Fátima (minha esposa) à recepção e pediram para ela ir a uma sala buscar uns documentos e ela assim fez e quando lá chegou…tchanam!!! Eu surgi do nada com o ramo de rosas e ela chorou tanto de alegria e ficou tão envergonhada que nem sabia onde havia de se meter. Do lado de fora, alguns colegas aplaudiram este gesto o que fez a Fátima ficar ainda mais corada. Beijámo-nos apaixonadamente e aí soubemos que o nosso amor era forte e resolvemos reatar a relação, a qual perdura até hoje, já casados. Foi a maior loucura e ao mesmo tempo o melhor momento que vivi em toda a minha vida.

Com isto digo que a minha história de amor foi algo tumultuosa mas serve para ilustrar que o amor vence qualquer barreira e qualquer adversidade, pois se não fosse aquele anúncio nunca iria conhecer a minha esposa e nunca poderia ter uma experiência igual aquela que vivi com ela em Paris e nunca viveria um amor tão forte como aquele que ainda hoje vivo. Casámo-nos dois anos depois e já temos um filho, o Gabriel que tem um ano e meio. Vivemos os dois em Portugal onde também trabalhamos e agora a distância já não existe. O amor se for forte, tudo vence e nós somos a prova viva disso, pois se não fosse o destino e a persistência não teria conhecido a MULHER DA MINHA VIDA e nem seria tão feliz quanto sou. Por isso, façam o favor de ser felizes e lutem pelo vosso amor como eu lutei pelo meu e assim serão felizes!

Um muito obrigado a todos os participantes e parabéns ao Joaquim Silva que irá receber o exemplar de O Amor Não É Isto em sua casa pelos próximos dias!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • O Informador

    Não vi A Mentira ainda, existindo horário mais ráp...

  • Cristina Gaspar

    Acabei por ir ver A verdade depois da sessão de Do...

  • O Informador

    Enquanto caminho é que não dá. Não vá tropeçar em ...

  • Anónimo

    Boa noite."Hábitos de Leitura: Portugal na cauda d...

  • marta-omeucanto

    Eu leio onde calhar, seja em casa, na rua, ou em s...

Mensagens

Pesquisar