Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

26
Fev15

Assim é que as coisas acontecem!

Pleno Centro Comercial Colombo com pessoas a circular de um lado para o outro, tal como é normal, passo pelo corredor onde se concentram grande parte das lojas de vestuário infantil, aquele que também tem um parque de diversão ao longo do espaço. O que oiço quando vou a passar e me fez parar para perceber onde os adultos iriam depois? Pois, aquilo que muitos pais fazem sem medir o risco que tal atitude envolve!

Uma criança aí com cinco anos sobe para um dos divertimentos e o pai, muito ocupado sabe-se lá com o quê, diz-lhe «Não saia daqui», acrescentando ainda «Fica só aqui que a gente já vem» e foram, deixando o menor por ali a brincar e a correr as atracções mais próximas. Eles, os pais, enfiaram-se dentro de uma loja cuja montra nem dava para ver o local onde o miúdo se encontrava, ficando aquela criança entregue a si própria, podendo ir para onde quisesse e desaparecer com alguém porque quem olha para os milhares de pessoas que entram pelos centros comerciais diariamente não adivinha quem está por detrás de um rosto.

21
Out13

Sala IMAX do Colombo

Já fui à mais recente sala do cinema Lusomundo do Centro Comercial Colombo, o IMAX e gostei! A forma com que o espetador é presenteado com um ecrã maior que o habitual neste sistema digital permite um envolvimento bem maior entre a plateia e o centro de toda a acção!

Este formato é cada vez mais usado nas novas apostas cinematográficas, uma vez que realizadores e produtores optam por usarem o sistema IMAX para deslocarem o público para dentro da história que contam. Com este avanço a interacção entre espetador e filme torna-se muito maior, conseguindo fazer com que quem está sentado perante a tela viva o que está a ver e sinta os movimentos, lute e corra com as várias personagens que vão desfilando ao longo do tempo de exibição do filme.

Embora já tenho usufruído desta experiência, porque pelos anos 90, em Vila Franca de Xira, já o sistema IMAX tinha dado que falar de forma mais reservada e mesmo sem O Informador ter idade para perceber que existia alguma diferença no ecrã daquelas salas de cinema, desta vez é que foi a estreia a valer e posso dizer que gostei da experiência, sentindo-me dentro do filme que estava a passar perante os meus olhos!

Agora parece que esta reentrada no mercado nacional veio para ficar, para mais num dos centros comerciais mais movimentados do país! A coisa promete e eu vou querer voltar a sentir a experiência IMAX com um filme cheio de acção!

Espero que nos próximos tempos a oportunidade de se poder assistir a um bom filme numa sala de cinema IMAX seja possível em outras zonas do país porque vale mesmo a pena, embora o preço do bilhete, 10€, seja superior ao das salas normais!