Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

10
Mar20

Cunhas e pedidos nacionais

cunha emprego.jpg

 

Vivemos claramente num país onde a cunha é um ponto forte dentro de variadíssimas áreas e as coisas são feitas de forma tão descarada em certos casos que nem é possível disfarçar. Hoje apetece-me falar de um caso tornado público pela própria protagonista e que em poucas semanas se transformou de um desabafo a um pedido de cunha com resultado.

Lembram-se da fadista Raquel Tavares que foi para a televisão dar uma entrevista emocionante e que na altura foi aplaudida por dizer que estava cansada da profissão que tinha e que queria mudar? Dando até a dica que podia ficar a trabalhar nos bastidores ou a fazer qualquer outra coisa para não estar em destaque nos palcos pelo cansaço de cantar e pelo mundo envolvente da fama. Pois é, quem uns dias depois logo fez participação especial como atriz numa série de outro canal televisivo para logo ser chamada pela direção onde a partilha aconteceu para também integrar a ficção do canal? Como se não bastasse agora virou repórter de um programa semanal. 

Vamos lá ver então o que aconteceu... Senti na altura que tudo era um desabafo mas um claro pedido de ajuda para uma pequena cunha dentro de outro campo, sem que deixasse a fama pelo estatuto, embora tenha sido revelado o contrário. A entrevista foi bem vista mas poucos suspeitaram que aquele disfarçado pedido desse frutos. Não é que agora o choradinho funcionou mesmo e o cansaço demonstrado pelo que fazia abriu-lhe outras portas graças a uma choradeira comovente e grandes cunhas que lhe deram a mão pela amizade?

25
Ago18

Curtas e Diretas | 138 | Maria Rita

maria rita cartaz.jpg

Já vos disse que fui ver ao Casino Estoril o concerto da brasileira Maria Rita e que gostei? Não conhecia quase nada sobre o seu trabalho, mas no final sai com o gosto do samba através deste concerto que começou calmo e terminou com o público de pé a aplaudir um espetáculo que vale a pena!

05
Fev18

O cancro na Cristina

cristina rebeca.jpg

Muitas capas que marcaram a revista Cristina já foram para as bancas, mas esta, a que a partir do próximo dia 7 de Fevereiro irá estar disponível em todo o país, é para mim a capa das capas. A cantor Rebeca, de 38 anos de idade, volta a enfrentar o cancro pela segunda vez e é com a doença que decidiu ser capa da publicação mensal. 

Cristina Ferreira revelou pelas redes sociais a capa do mês de Fevereiro da sua revista, deixando um pequeno texto que vos passo a citar a acompanhar a imagem. «Fiquei sem chão. Era o último dia do ano e abri o meu email. Tinha uma mensagem da Rebeca, a cantora portuguesa. "Como é possível ter outro cancro? Ainda agora comecei a quimioterapia e, se estar sem cabelo é doloroso, os outros efeitos secundários são horríveis. As únicas pessoas que sabem são a minha família, alguns amigos próximos e agora tu."».

Tal como a apresentadora disse, fiquei também sem chão quando vi, de um momento para o outro, a imagem de capa, a fotografia que irá mostrar que o cancro tem um rosto entre tantos outros que sofrem diariamente para ultrapassarem uma doença que continua a prevalecer com grande peso na sociedade atual. Rebeca é o rosto do cancro e foi na revista Cristina que a cantora quis desabafar e contar a todos o que enfrenta atualmente. 

Depois de muitas capas que deram que falar, polémicas e ousadas, a equipa da revista volta a surpreender e para mim, esta é a capa mais tocante e que me deixou a pensar durante o primeiro impacto. Acredito que este tema seja dos mais fortes que poderiam ter destaque na capa da publicação e ainda agora, uns minutos após ter sido apanhado de surpresa por esta imagem e consequente notícia, sinto-me meio a leste, como se a Rebeca fizesse parte do meu grupo mais próximo de amigos. Uma sensação estranha, talvez pela forma como fui apanhado de surpresa, tal como deverá estar a acontecer a muitos neste momento!

28
Dez17

Gémeas de Luciana ganham novos nomes

luciana abreu e daniel souza.jpg

As gémeas de Luciana Abreu e Daniel Souza nasceram no passado fim-de-semana como um presente de Natal para o casal e os nomes das pequenas foram revelados pela imprensa logo depois. Mas agora o casal revela que afinal Lamour e Lavie têm outros nomes, semelhantes e com a mesma originalidade que os primeiramente conhecidos, mas com nova entoação.

Amoor Viktória e Valentine Viktória são assim os nomes oficiais das gémeas da cantora que já se encontram registadas. As novas manas Viktória juntam-se assim a Lyoncé e Lyannii, frutos do casamento com o jogador Yannick Djaló.

Luciana mostra-se irritada com os nomes que a imprensa revelou primeiramente por não serem os corretos, mas a mim mais me parece que Lamour e Lavie poderão não ter sido aceites no momento do registo das crianças e por isso a alteração para Amoor e Valentine. 

25
Dez17

Lamour e Lavie de Luciana Abreu

luciana abreu e daniel.jpg

As gémeas de Luciana Abreu, resultantes da relação que já deu em casamento com Daniel, nasceram no passado Sábado, umas semanas antes do tempo. A receberem cuidados hospitalares por serem prematuras pelos próximos dias, tal como a cantora avançou pelas suas redes sociais, «ficarão por algum tempo nas incubadoras, a lutar pela vida, com o apoio dos médicos que a elas se vão dedicar», as bebés ficarão para já distantes do mundo real e longe dos holofotes da imprensa. 

No entanto o casal já revelou o nome das irmãs de Lyonce e Lyannii. Como não podia deixar de ser com Luciana Abreu, eis que mais uma vez as suas filhas nascem e os seus nomes só por si voltam a ser bem surpreendentes. As gémeas chamam-se Lamour e Lavie, seguindo a tradição do L de Luciana e dos nomes originais e com significado para a artista. 

Após Lyonce surgiu Lyannii, pensando que os nomes derivavam também das ideias de Yannick Djaló, pai das duas filhas mais velhas de Luciana. Mas afinal estas ideias parecem nascer mesmo da cantora que volta assim a seguir a mesma linha de pensamento com a escolha dos nomes das gémeas que nasceram como um presente de Natal.