Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

02
Jun20

Regressa a Cultura sem touros

Imagem retirada de https://sol.sapo.pt/

Imagem retirada do portal Sol

 

O início de Junho está a assinalar o retomar de atividade em várias áreas, onde se incluem as atividades culturais, podendo realizar-se a partir de agora concertos, espetáculos teatrais, estando também as salas de cinema abertas, tudo com as novas e necessárias medidas de segurança. O que não ficou com luz verde para poder recomeçar foi a tauromaquia que terá de esperar mais uns tempos para poder iniciar, o que está a gerar descontentamento por parte de cavaleiros, forcados e todos os profissionais envolvidos que na passada Segunda-feira, 01 de Junho, protestaram junto ao Campo Pequeno, com vários rostos conhecidos a acorrentarem-se aos portões da praça. 

Não sou defensor da arte do toureiro, bem pelo contrário, mas mesmo recriminando esta histórica tradição e sua continuação tenho de admitir que neste caso está a existir uma clara discriminação por parte do Ministério da Cultura. Se permitem a retoma de praticamente todas as atividades culturais, como não o fazem com os toureiros?

O que ainda piorou esta situação foi o facto de barrarem o regresso de homens, cavalos e touros à arena quando na praça do Campo Pequeno, transformada em sala de espetáculos, foi realizado o concerto humorístico Deixem o Pimba em Paz, idealizado por Bruno Nogueira, logo no primeiro dia de abertura das salas. Coincidência ou provocação pura?

26
Abr15

Meo Fan Event no Campo Pequeno

IMG_3737.JPG

 

A exposição de Lego voltou ao Campo Pequeno para mais um bom evento onde pequenos e graúdos soltam os seus comentários de espanto ao verem cada obra de arte feita ao longo de meses ou mesmo anos pelos apaixonados por estas pequenas peças. 

Foi a primeira vez que visitei esta exposição internacional que já teve várias edições anuais pelo nosso país e confesso que adorei! Os verdadeiros fãs da conhecida marca de brinquedos montram trabalhos que vão desde os principais monumentos nacionais aos grandes projetos de arquitetura mundial. Sem esquecer o mundo cinematográfico e o futebol, no Meo Fan Event a magia acontece com os mundos cruzados entre a representação da realidade e a imaginação. 

De 25 de Abril a 3 de Maio, das 10h às 21h e com preços de 4€ para as crianças e 6€ nos adultos, o Campo Pequeno está recheado de pequenas e grandes obras Lego idealizadas e concebidas por quem passa horas em torno de mesas onde o sonho é real. 

O que aqui é uma verdadeira pena é este evento não ter o apoio da marca oficial, sendo somente idealizado e concebido pelos amantes da Lego que não contam com qualquer patrocinio da marca que representam. Horas a fio em torno de pequenas peças para grandes construções sem a parceria ideal e que poderia ajudar a que este Fan Event tivesse uma maior visibilidade junto de todos!

IMG_3728.JPG

01
Dez14

Mercado de Natal

Mercado de Natal 2O Mercado de Natal está de volta ao Campo Pequeno e de 4 a 8 de Dezembro será possível ver e comprar produtos nacionais nas áreas do artesanato, design, vintage, livros, brinquedos, gourmet, bio, artes plásticas, miniaturas, cerâmica e joalharia, sem esquecer a solidariedade.

O Campo Pequeno recria uma vez mais o espírito dos mercados antigos onde é possível encontrar de tudo um pouco numa época onde o consumo aumenta. Com produtos 100% nacionais, este ano a iniciativa conta ainda com um espaço dedicado a petiscos e tapas de renome, confeccionados com produtos à venda pelo recinto, dando assim primazia à divulgação das várias áreas em exposição.

Neste evento contribui-se para a divulgação, estímulo e sustentabilidade dos pequenos artesãos, ofícios e recentes atividades produtivas do nosso país, dando assim a oportunidade de se apresentarem perante o público. Além de ajudar a divulgar o que é nacional e está a dar os primeiros passos, no Mercado de Natal é ainda possível adquirir produtos a baixo preço, trazendo consigo assim várias vantagens de aquisição. A par de tudo isto, esta iniciativa tem uma componente solidária, ajudando a angariar receitas para mais tarde repartir pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social. 

De 4 a 8 de Dezembro, a partir das 11h, o recinto do Campo Pequeno abre ao público pelo preço de 1€ cada entrada, sendo esse valor dedutível em compras superiores a 8€.

Quem ainda não fez as suas compras natalícias está mesmo à espera de quê para marcar na sua agenda este evento?

17
Nov13

Talvez Um Dia...

ADN_Poster__Dia14_2_2Arrebatador e emocionante são as duas palavras que melhor caracterizam o filme Any Day Now - Talvez Um Dia... Um casal homossexual que se apaixona no momento em que um rapaz com síndroma de Down também entra nas suas vidas e assim surgem relações de amor, entre pessoas que querem fazer a sua vida em comum e terem do seu lado um miúdo que os conquistou pela diferença! Eu fiquei rendido a este drama inspirado em factos reais dos anos 70.

Talvez Um Dia não é um filme com grande produção nem com atores de topo, no entanto, tudo isso é deixado de lado quando a história começa a desenrolar-se e a conquistar os espetadores. Um rapaz a precisar de apoio e que acaba por ser abandonado pela mãe toxicodependente é recolhido por Rudy e desde aí tudo começa a acontecer, com a tentativa de protecção do menor e com as autoridades e o tribunal a puxarem o jovem Marco para instituições onde não existe felicidade.

O amor entre duas pessoas do mesmo sexo por um rapaz com síndroma de Down que se desenvolve intelectualmente com a ajuda e estímulo de ambos.

Este foi um dos melhores filmes que vi nos últimos tempos por vários motivos e tenho que confessar que se um dia tivesse estudado educação, o ensino especial teria sido a minha opção final e mais uma vez percebi as razões que me levam a pensar assim. O Marco não é um jovem qualquer, é alguém com muito para dar e que tem tanto para aprender com quem o rodeia e está do seu lado. ♥

Sinopse do filme: Rudy Donatello é músico e Paul Fleiger advogado. Os dois estão apaixonados e, apesar dos preconceitos da sociedade em que se inserem, são felizes e vivem como casal.

Certo dia, ao voltar para casa, Rudy encontra Marco, um rapaz de 14 anos com síndroma de Down, que ficou sozinho em casa depois de a sua mãe, toxicodependente, ter sido presa.

Decidido a fazer algo pelo rapaz, Rudy decide visitar a mãe e pedir-lhe que assine os documentos que permitam uma guarda temporária. Tudo corre como esperado e Rudy torna-se o seu guardião legal. Porém, quando a relação homossexual entre Rudy e Paul é levada a tribunal, os dois vêem-se a braços com uma batalha inesperada e injusta, cujos preconceitos parecem ter um peso maior do que o bem-estar daquela criança.

Um drama comovente, realizado por Travis Fine, que se inspira em factos verídicos ocorridos no fim dos anos 1970, nos EUA.

05
Jul13

Olé! na SIC

E mais um programa flop está a ser preparado pela direcção da SIC para ser apresentado aos seus telespetadores no serão de Sábado, dia 13. Está a chegar o Olé!

Depois de Querida Júlia e Boa Tarde andarem há mais de dois anos a penarem nas manhãs e tardes do canal e depois de se terem inventado as Sextas Mágicas que não mudam nada ao panorama semanal, surgiu para as tardes de Domingo a dupla José Figueiras e Rita Ferro Rodrigues com o Portugal em Festa. Agora e como se não bastasse o Figueiras andar a carregar com seis horas dominicais de pouco público e com um terceiro lugar nas audiências por cima, a direcção da SIC ainda lhe deu um novo formato especial e com Bárbara Guimarães ao seu lado, a mais recente ideia estonteante, o Olé!, o programa que vai colocar famosos a fazerem pegas na Praça de Touros do Campo Pequeno.

As piscinas meteram água depois da curiosidade inicial das primeiras semanas e como com água não se vai lá, então recorre-se aos bois de serviço e toca a enviar alguns famosos a enfrentarem as feras na mais emblemática praça de touros do nosso país. Quem é que inventou esta ideia mesmo? Mais um flop a caminho, para mais quando já se sabe que as touradas e coisas do género não resultam nos canais generalistas que só perdem espetadores aquando destas transmissões.

O que vale é que parece que será só um programa que irá para o ar na fase inicial, porque caso contrário o grupo Imprensa terá que rever a direcção que tem à frente do seu canal televisivo. Tantos erros seguidos deve ser de loucos, não?