Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

mw-billboard
01
Dez19

Travão do avanço

 

Pensamos de que é necessário alterar algum ponto da nossa vida, mas algo nos deixa ficar estáticos sem que o primeiro passo para mudar seja dado. Um travão, como se entrássemos no encantado reino do gelo da famosa animação da Disney. Estáticos, congelados e sem a capacidade para verter uma situação que queremos ver alterada mas perante a qual nada fazemos de contrário.

A vontade é de virar num cruzamento e seguir num caminho diferente do que está aparentemente estabelecido, no entanto depois paramos e resolvemos seguir mais uns tempos na estrada por onde já andamos sem conseguir fazer a manobra de inversão e voltar ao cruzamento para virar por outro sentido. Por vezes a sensação com que ficamos é a de que o travão surge e as vontades fluem, no entanto continuamos a arrancar sempre na mesma direção mesmo quando as coisas deixam de fazer sentido como anteriormente. 

O que nos faz ficar em espera que as coisas venham ao nosso encontro? Nada nos cai do céu e é complicado as oportunidades surgirem assim do nada, embora aconteça. Quando isso se dá e não existe a coragem de mudar, alterar o rumo porque o avançar nem sempre é sinónimo de vontade de agarrar as transformações por falta de poder e com medo que o futuro não corra tão bem, dentro dos vários prismas, como o presente, a frustração acaba por aparecer. 

10
Jan19

Em 2019 sigo os Caminhos de Paulo Coelho

paulo coelho agenda caminhos.jpg

Pela primeira vez na vida irei usar uma agenda física ao longo do ano! 2019 assim o exige pelos horários mais desorganizados em termos de trabalho por não ter um regime exato ao longo da semana para entrar e sair no emprego. Cada dia é um horário e por isso a exigência de organização torna-se bem maior, sendo necessário não perder as horas de entradas e saídas, as combinações, as vontades de estar em algum local a determinada hora, eventos marcados e afins. Quem melhor para me ajudar a organizar o dia-a-dia que Paulo Coelho com a sua agenda que todos os anos me pisca o olho e que acaba por ficar nas prateleiras das livrarias?

Este ano e pela necessidade de me organizar sem nada poder escapar do esquema para que não falhe e cumpra todos os compromissos sem atrasos optei por me fazer acompanhar assim pela agenda Caminhos onde além dos tópicos base de todas as agendas ainda são dadas várias premissas e dicas a ter em atenção sobre cada mês, com fortes mensagens de otimismo, perseverança, confiança, expetativas... Mensagens pessoais transmitidas por Paulo Coelho que com as suas filosofias de vida consegue incentivar os seus leitores e seguidores a seguirem uma linha de tranquilidade e acima de tudo de procura pessoal para um bem-estar que começa no interior de cada um para que o entendimento com o próximo possa ser atingido.

05
Set18

Novidades Grupo BertrandCírculo | Este vício de ler

este vício de ler.jpg

O Grupo BertrandCírculo reuniu amigos, imprensa especializada e bloggers para anunciar os lançamentos literários que serão feitos dentro das suas várias chancelas - Bertrand, Quetzal, Temas e Debates, Círculo de Leitores, Contraponto, Pergaminho, ArtePlural, GestãoPlus e 11x17 - até ao final do ano. E antes de avançarem de forma corrida na leitura deste texto, posso-vos dizer que existem novidades para todos os gostos e várias surpresas já esperadas há algum tempo. No total serão mais de 80 publicações que irão ficar disponíveis pelos próximos meses, também a pensar no Natal e nos bons amantes de literatura. 

Começando pela Bertrand Editora, no espaço de ficção, posso revelar que os apreciadores da série Alias Grace poderão ter também a obra que inspirou a produção. Chamavam-lhe Grace, da autoria de Margaret Atwood, é finalmente publicado em Portugal. Numa história de crime, mistério e sexo, esta narrativa gira em torno da vida de uma das mulheres mais célebres e enigmáticas do seu tempo, Grace Marks, que se viu envolvida no homicídio do patrão e da governata. Nos lançamentos da Bertrand surge também o novo livro da coleção Mitologias de Gonçalo M. Tavares, Cinco Meninos, Cinco Ratos. Cinco crianças perdidas na floresta perdem a mais nova e a partir daí as crenças e os mundos imaginários fazem das suas entre encontros, mau olhado, perigos e mitologias. Um nome desconhecido surge no catálogo da editora a partir de agora. Susi Fox, a autora de Meu, uma narrativa onde a mãe de um recém nascido não o aceita como seu. Um verdadeiro pesadelo que vai para além de depressão pós-parto. Uma Educação, de Tara Westover, um dos livros que Barack Obama gostou de ler, surgirá nas livrarias pelas próximas semanas, sendo uma obra que acompanha a vida da autora, numa ficção não-narrativa. A partir das suas experiências, Tara debate a educação e o que de bom e mau podemos tirar partido da mesma. Acredito que A Coisa, de Stephen King, seja o grande lançamento destes últimos meses de 2018. Dividido em duas partes pelo seu volume, A Coisa vive da história de um grupo de crianças que percebe que por baixo da cidade algo de errado se passa. Anos mais tarde terão de se reunir e regressar ao local para enfrentarem de novo pesadelos de outros tempos. Dentro dos lançamentos próximos da Bertrand ficção existe ainda a destacar A Nossa Vida em Sete Dias, de Francesca Hornak, Fica Comigo Este Dia e Esta Noite, de Belén Gopegui, A Bela Adormecida Assassina, de Mary Higgins Clark e Alafair Burke, Amigos Para Sempre, de Danielle Steel, Cara ou Coroa, de Jeffrey Archer, Olha Por Mim, de Daniela Sacerdoti, A Herança de Judas, de James Rollins, A Fraude, de John Grisham e Uso da Força, de Brad Thor.