Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desconfinar com menos café

A dias de voltar a desconfinar e regressar ao trabalho um dos objetivos é não voltar a consumir mais que três cafés diários. Ao longo destes três meses de pausa consegui reduzir de cinco ou seis cafés diários para três - manhã, almoço e jantar. Agora a ideia é manter este regime para que não volte a estar viciado em cafeína que pode ter os seus pontos positivos mas também tem aspetos menos bons para o seu consumo em excesso. Sei que devia até reduzir somente para um ou (...)

Faltou o café

  A noite passada acordei inesperadamente pouco depois das 05h00 com o barulho do camião de recolha do lixo. Como me tinha deitado mais cedo que o habitual aquele barulho entuou no quarto e deixou-me desperto. Acabei por me levantar e comer para voltar à cama e ficar a ler ao longo de aproximadamente uma hora, tendo depois forçado para conseguir adormecer de novo.  Quando voltei a acordar despachei-me rapidamente porque tinha coisas a fazer fora de casa e sem me aperceber esqueci-me (...)

Cromo da máscara

  Lá fui eu rebuscar uma imagem ao Pinterest para que pudesse conjugar com a pequena partilha que tenho para fazer hoje e em modo descarado não podia ter escolhido imagem mais direta que esta. Agora que fiz o reparo da foto escolhida e roubada na rede, eis que te tenho que dizer que ontem, após a saída para o passeio higiénico da tarde, cheguei a casa com vontade de café. Se tenho vontade vou tirar o (...)

Lixo dos cafés ao postigo

  "Ah e tal os cafés já podem servir ao postigo!", e que bom que isso é para os seus proprietários e também para quem não resiste a tomar café fora de casa, nem que seja para arejar um pouco após meses de confinamento forçado. O que não é nada bom é mesmo perceber que por servirem cafés e acompanhamentos ao postigo certos proprietários esquecem-se que têm de prevenir os locais para os clientes colocarem o lixo quando consomem as suas compras perto do postigo. Existem (...)

Vício do café

  Não escondo que sou viciado em café e que mesmo em tempos de confinamento não o dispenso por nada, sabendo que o da manhã, logo em cima do primeiro pequeno-almoço entra no meu sistema como uma vitamina para a boa disposição diária e de forma a ajudar a acordar com maior rapidez evitando uma futura dor de cabeça umas horas depois. E foi por não conseguir deixar as cápsulas de café chegarem ao fim, que na primeira quarentena que passamos em 2020 que pesquisei e encontrei a MultiCoffee (...)

Sem grandes confinamentos

  Primeiro dia de confinamento a meio gás em Portugal continental e eu, que fui para o último dia de trabalho antes de entrar de lay-off, constatei pelas estradas e por passar pelo interior de localidades na deslocação casa/trabalho e trabalho/casa e também pelas imagens que fui vendo ao longo do dia, tanto nas redes sociais como na televisão, que de confinamento pouco existiu nesta Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2021. Alunos nas escolas, com pais a deslocarem-se para deixarem os (...)

Café derramado nos livros

  Infelizmente no momento não me veio à lembrança o de fotografar o momento posterior ao acontecimento, mas hoje revelo, mesmo que a imagem não seja minha e não mostre assim a realidade, o meu acidente caseiro, querendo contar-te que um dia destes, após o jantar, tirei um café e fui, como quase que habitualmente, desfrutar da quente bebida sentado na cama do quarto. Só que o inesperado aconteceu e no momento de pousar o copo, eis que o mesmo, de forma inusitada, deslizou para o (...)

Diminuí o consumo de café

  França pode e tem muita coisa boa, mas existem apontamentos que em Portugal acabam por sair valorizados quando percebemos que em terras francesas não são tão bons como por cá. Falo da gastronomia mas quero ainda mais refletir no café! Eu, viciado e apreciador de cafeína, andava por terras nacionais a consumir cerca de cinco cafés expresso de forma diária. Sei que não o devia fazer, tentei várias vezes controlar este ato de tirar café após cada refeição mas as tentativas (...)

Fiquei sem Café

  Nunca, mas mesmo nunca ou quase raramente, deixo que as cápsulas de café atinjam aqui por casa o estado de stock limitado. Só que este quase nunca desta vez foi ultrapassado, tudo porque recuso-me a comprar café sem ser em promoção.  Nas últimas semanas as minhas idas ao supermercado têm acontecido com a normalidade do costume, o problema é que a passagem pelas estantes onde a cafeína abunda aconteceram como sempre mas os preços mais baixos não têm existido. O que se (...)

Irritações de esplanada

Sabem quando existem pessoas um pouco irritantes que não sabem levar a vida com calma e ficam em filas de espera a falarem mal de tudo e todos para causar mal estar em quem está ao seu redor? Assisti há uns dias a dois grupos distintos a fazerem conversa de ocasião sobre quem estava sentado e enquanto esperavam por mesas numa esplanada. Sozinho estava a beber café sentado no muro de uma fonte na pausa do trabalho, mas mesmo ao lado da esplanada que estava cheia. Enquanto estava no (...)