Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

26
Nov17

Desgosto de bulldog

O Informador

bulldog capa chuva.jpg

A chuva regressa e o Tomé, o bulldog francês aqui de casa, logo começa certamente a pensar que lá terá de ser obrigado a vestir a sua capa para se proteger da chuva quando vai à rua fazer as suas necessidades. 

Desde pequeno que o tentamos habituar a ter roupa nos dias mais frios para ir dar as suas voltas diárias mas é complicado. Não as consegue tirar, no entanto assim que vê uma das ditas capas logo foge para um canto da casa numa tentativa de se esconder para não se ter de vestir. Obrigado a colocar a roupa especial anti-chuva, eis que se deita, amuado, com aquela típica cara que os bulldogs fazem quando estão tristes e assim fica, não se querendo levantar por teimosia, notando-se mesmo que não gosta de se sentir meio apertado. 

É sempre uma guerra para colocar a capa para poder ir à rua numa tentativa de se molhar o menos possível, fugindo e guerreando com as patas e a boca para não se enfiar dentro da vestimenta. 

05
Out17

Cama de Cão

O Informador

Há uns dias compramos cama nova para o Tomé, mas mais uma vez a alegria do canito é dar pulos e mais pulos na novidade que lhe colocamos no local onde costuma dormir, a par disso e como sabe que aquele produto novo é seu, acha que tem de andar de cama na boca a passear pela casa como se houvesse necessidade de exibir a sua nova estadia ao Mundo.

Pois é, o Tomé tem destas coisas, parecendo uma autêntica criança quando tem algo novo. Já com os brinquedos faz o mesmo, andando sempre depois com a novidade na boca e não deixando quase mexer e com as camas, que destinam-se a ficarem só num sítio acha que tem de fazer exatamente a mesma coisa. Dá pulos em torno da cama, mete-se em cima e vem em modo de querer morder, mas a brincar porque não morde, se tentamos mexer na sua aquisição e depois faz-se passear pela casa para mostrar o que acabou de ganhar. Um bulldog francês bem tolo, guloso e que só falta falar que nos calhou na rifa. 

Agora vou espreitar onde está tão sossegado com os seus amigos de borracha, se dentro ou fora do novo acolhimento. 

17
Ago17

Animais abandonados

O Informador

cachorros.jpg

Meio da tarde, tudo a decorrer dentro do normal, duas colegas começam a falar alto porque na rua um casal numa auto-caravana acabava de abandonar dois cachorros junto à entrada da empresa. 

Um casal asiático, que estaria certamente de passagem pela zona, deixou estes pequenos cachorros, com pulgas e carraças, junto ao portão da empresa. Quando os fomos buscar, tivemos de os tirar debaixo dos carros porque ficaram com medo e fugiram, mas rapidamente vieram ao chamamento e lá os levamos para o interior da empresa. Água numa caixa, comida «e agora» o que lhes fazemos?

Estava fora de questão ficarem no pátio e tornarem-se os animais de estimação, perguntamos se alguém os queria e ninguém se mostrou interessado na adoção. Tínhamos que arranjar uma solução e a mais rápida foi a de ligar para o canil de onde afirmaram que não recebiam mais animais por estarem lotados. Ligou-se à GNR que deslocou ao local uma patrulha que recolheu os dois irmãos caninos e lá os levou. Disseram-nos que os iriam levar ao canil e que ao serem pequenos acreditavam que fossem facilmente adotados. 

Esperemos que estes pequenos cachorros abandonados em plena época de Verão tenham a sorte de arranjarem uns donos que os estimem. Mas também existe sempre a hipótese negativa de um dia serem abatidos como tantos outros. Esperemos que não!

21
Abr17

Dia do Bulldog na Comercial

O Informador

bulldog dia.png

A Rádio Comercial tem sempre algo a celebrar dia após dia e hoje, Sexta-feira, 21 de Abril de 2017, e porque estão na Disneyland Paris a celebrar os 25 anos do espaço com emissão especial, decidiram celebrar o dia do bulldog. O meu Tomé aparece assim, para vos cumprimentar em língua francesa neste seu dia! 

27
Out16

Inspe(c)tor Max está de volta!

O Informador

inspector max.jpg

Os amantes televisivos já sabem que a série mais repetida da televisão portuguesa irá ter uma nova e renovada temporada?! Ah pois é! Depois de anos e anos, para não dizer mesmo uma década após a primeira passagem pela TVI dos episódios de Inspector Max, eis que a atual direção do canal resolveu voltar a apostar numa fornada de novas aventuras do cão policial. 

Sucesso em horário nobre na altura e sucesso nas repetições sem fim nas manhãs de fim-de-semana, o público sempre acarinhou esta série familiar e eis que agora o inspetor Jorge está de regresso marcado para o início do próximo ano. Parte do elenco mantém-se e novos rostos conhecidos do público do canal irão juntar-se às novas investigações onde Max, o cão pastor, é o protagonista que no final tudo consegue resolver da melhor maneira. 

Espera-se que a nova temporada da série venha com dinamismo e que exista a noção que já não nos encontramos na era em que tudo o que a TVI transmitia em ficção o público «comia». Agora é necessário não errar, ser credível com os factos representados e acima de tudo saber apostar num bom horário para o regresso desta série que continua a conquistar miúdos e graúdos após tantos anos. 

15
Set16

A Menina do Cão

O Informador

Poderia ser o nome de um livro mas não o é! A Menina do Cão foi o nome que atribui a uma visão real que tive quando a caminho do trabalho logo pela manhã vi numa vivenda uma criança com o seu pequeno e jovem amigo de quatro patas ao colo.

A menina estava junto ao grande portão de entrada e saída dos automóveis e tinha o pequeno cachorro ao colo! Ela com um ar triste a ver os carros passarem e talvez há espera que alguém chegasse. Ele, ao colo, a olhar e talvez com o pensamento canino sobre o que se estaria a passar com umas coisas de quatro rodas a circularem de um lado para o outro. 

Aquela imagem tão simples e ingénua ficou-me na memória ao longo de horas por transmitir-me várias sensações pouco tempo após ter acordado! Vi naqueles dois seres companheirismo, amor e ternura entre ambos, mas ao mesmo tempo percebi que existia solidão no olhar de uma criança que talvez tenha sido compensada com a presença de um cachorro para colmatar o tempo que passa sozinha sem companheiros da sua idade com quem partilhar aventuras ou só mesmo para ter companhia ao longo das suas férias de Verão!

30-a-50-nobel-literatura-mrec

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook