Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

oportunidades-970x250-billboard

Reflexão do Bem

Sentar num local confortável e calmo nem sempre é fácil quando se vive em sociedade e num mundo em constante movimento. No entanto sempre é necessário tirar um tempo para o eu, existindo a necessidade de refletir sobre o dia, a semana ou mesmo os acontecimentos, bons ou maus, do último mês. Parar para pensar, olhar para a agenda e até para as redes sociais onde vários apontamentos sobre a vida pessoal são partilhados por vezes. Encontrar os pontos positivos e que deverão ter (...)

Não bebam sumo de laranja em demasia

Afinal consumir sumo de laranja em demasia acaba por não ser benéfico para o organismo! Anos e anos a pensar que a qualidade da bebida natural era das melhores e afinal agora tudo cai por terra através da explicação da nutricionista Lillian Barros, autora do blogue Santa Melancia. Segundo Lillian, «O sumo de laranja passado não é considerado equivalente à peça de fruta em si», (...)

Quando apetece ficar sozinho

Existem dias bons e maus! Enquanto os positivos deixam que usufrua de tudo e todos, querendo sempre fazer mil e uma coisas que me deixem feliz e alegre, os negativos atiram-me para trás, preferindo ficar sozinho, no meu canto e sem ter que ver ninguém conhecido para conversar. Os meus dias maus nunca aparecem sozinhos e isolados, sendo sempre um conjunto, como se se tratassem de uma alcateia, e quando batem à porta lá fico zangado com o mundo, parecendo que todos me devem e ninguém me (...)

Bons estudantes vs. Bons profissionais

Os tempos não estão fáceis e a falta de emprego é muita! Os jovens que terminam os seus cursos não se conseguem encaixar nas áreas para as quais andaram a estudar ao longo de vários anos. No entanto os que têm a sorte de conseguirem logo um lugar nem sempre têm capacidades para assumirem tais funções. Podem ter tido boas notas ao longo dos anos em que foram estudantes, mas é na prática que se percebem os bons profissionais que acabaram de sair das faculdades. Contratar pelas (...)

Obrigado!

Sem revelar números, porque não o gosto de fazer para também manter o mistério, só vos posso dizer... Obrigado! É isso mesmo, quero agradecer a todos por ao longo deste últimos meses terem ajudado este projeto a crescer e a tornar-se sólido. Com números bastante risonhos para o que pensei que iria conseguir fazer, O Informador está a revelar-se uma boa e excelente surpresa para mim e este sentimento só pode acontecer porque tenho visitas diárias, pessoas que todos os dias (...)