Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

22
Jul20

Jesus de novo com Cristina

jorge jesus cristina ferreira sic tvi.jpg

 

A 07 de Janeiro de 2019 estreou O Programa da Cristina nas manhãs da SIC e o convidado especial na primeira emissão do formato que logo iniciou na liderança foi Jorge Jesus, que se tornou amigo da apresentadora desde então, a ponto de apresentadora e treinador falarem ao telefone enquanto Jesus se encontrava na Arábia Saudita, tal como referiu em tempos a Cláudio Ramos, «Já não falo com o meu Jorge há muito tempo. Sabes que a gente falava ao telefone os dois, quando ele estava na Arábia Saudita. Ele perguntava se a amiga estava boa… a amiga sou eu. Falávamos por videochamada, que eu adorava. Estava lá ele na Arábia Saudita. Adoro o Jorge, um beijinho. A Internet no Brasil não é tão boa, por isso é que ele não me tem ligado», confessava.

Agora, com o regresso de Cristina Ferreira à TVI a ser anunciado no mesmo dia em que também Jorge Jesus é anunciado como o novo e regressado treinador ao Benfica, aposto as minhas fichas em que no dia em que Cristina arrancar com o seu novo talk show na TVI que Jorge Jesus será de novo o grande convidado para ajudar a abrilhantar a estreia. 

26
Abr16

Barbs, o sucesso da manifestação!

Vindo diretamente do Médio Oriente para o mundo, eis o novo vídeo viral, Barbs. Com praticamente 22 mil visualizações, este novo sucesso da internet tem suscitado tanta controvérsia como praticamente tudo o que aparece de novo e com alguma novidade à mistura. 

Do artista Majed el-Esa, Barbs mostra um grupo de jovens árabes a dançar, como se diz entre nós, ao sabor do vento. Com a música a incentivar a colocar-se o «pé assim» e a «cabeça também», jovens e adultos estão a render-se a esta dança que tem feito com que vários outros vídeos, vindos de vários cantos do Mundo, sejam publicados com Barbs como fonte de inspiração. 

E é nesse ponto que tem existido maior controvérsia, isto porque jovens marroquinos e tunisinos têm replicado os passos, agindo contra os limites impostos à liberdade de expressão dos seus países. Duas pessoas, soldados de profissão, já foram detidas e várias estão identificadas por dançarem ao som deste sucesso. 

Para a sociedade conservadora da Arábia Saudita, este tipo de publicações online são uma «prova da má influência do Ocidente e de como isso estraga a sociedade árabe», segundo um colunista. A imprensa do Médio Oriente vai mais longe e afirma que já foi pedido o boicote a esta dança, pedindo às autoridades que prendam os autores da mesma. 

Como se vê a liberdade de expressão não existe e duvido que um dia venha a existir em todo o Mundo! Barbs tem feito sucesso, espalhando-se pelos vários Continentes, ao mesmo tempo que suscita interesse para com as vozes que se levantam contra este tipo de manifestações de liberdade. A vontade de mudar existe em várias comunidades, mas será que um grupo consegue impor-se perante uma sociedade que vive oprimida e que age consoante regras impostas ao longo de séculos onde a ditadura e o medo persistem?