Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Universitários-billboard

Já vos contei?

Dezembro está a aproximar-se e nesse mesmo mês, se as coisas correrem dentro do previsto, serei tio emprestado da Madalena! Yeh, os meus afilhados de casamento estão à espera da primeira filha que já está formada e a ganhar peso dentro da barriga da mamã.  Já a senti! Já a trato por Madalena e começa a contagem decrescente para poder ir ao hospital conhecer a minha mais recente sobrinha, aquela que vou ver sempre como se fosse da minha família. Faltam três meses e pouco para (...)

Amizade da Saúde

Li por um blogue nacional que por sua vez ouviu numa rádio que o facto de ter muitos amigos é bom para a saúde. Será que deverei ter medo de estar prestes a terminar de viver por ter um grupo bem restrito de pessoas que considero de verdadeiros amigos? Conforme fui lendo o dito texto fui ao mesmo tempo pensado nas pessoas que coloco dentro do lote da amizade, deixando os conhecidos e os outros, aquele que nem sei bem o que são, para trás. Fazendo as contas percebi que os poucos e (...)

Rir com vontade

É bom rir e dizem os entendidos que o ato de rir ajuda ao desenvolvimento muscular e também ao bem estar físico. Por estes dias consegui colocar a risota em dia em poucas horas e só posso dizer que é tão bom ter amigos como os meus! Estando tristes ou alegres, o que conta é estarmos juntos e quando é no momento de rir com piadas espontâneas e conversas secretas de cada um, então aí acredito que somos únicos e que poucos conseguem compreender as verdadeiras razões que tanto nos (...)

Discurso emocionado de Judite

É muito difícil viver sobre fortes emoções, uma grande saudade e uma grande dor íntima e ser capa todas as semanas das diversas revistas. Mas eu quero agradecer, do fundo do coração, às centenas de pessoas que se dirigiram até mim e às quais eu não posso responder individualmente. Foram cartas, foram mails, telegramas… Pessoas que disseram que afinal eu era tão humana quanto elas. Nós somos tão humanos quanto o cidadão comum, quanto as pessoas que estão aí do outro lado (...)

A Feira de Alenquer

Este ano fui há Feira da Ascenção de Alenquer com o pessoal e após talvez três ou quatro anos de ausência, eis que o regresso aconteceu no passado Sábado e posso dizer que me diverti muito, não pelas atracções do espaço mas sim pela boa companhia... Os amigos! Comecei pelo final de tarde a assistir à demonstração de Zumba das meninas do grupo! Elas dançaram mais ou menos uma hora com o sol a fazer-se sentir e conseguiram arrasar, mas outra coisa não esperava, claro está! (...)

Passagem de ano com os amigos

2013 já se foi e 2014 já chegou! O meu salto deu-se ao lado dos amigos que eu adoro e que me deixaram feliz por podermos viver por uns dias juntos e em boa companhia! E saber que todos sentem o mesmo que eu... É óptimo! Bebemos, cantamos, compramos, cozinhamos, comemos, conversamos, dançamos, divertimos, dormimos, jogamos, partilhamos, parvamos, passeamos, rimos... Fizemos trinta por uma linha, como se costuma dizer, e foi tão bom! Foram dias e noites agradáveis ao lado da família (...)

Passagem de ano da família

A passagem de ano da minha família é sempre bem diferente do Natal. No salto para um novo lote de doze meses todos se juntam e a festa é feita com talvez vinte pessoas sentadas à mesa entre os grelhados e os cozidos, as febras e os doces. Na família a passagem para um novo ano é um momento de união e festejo! Pais, tios, primos, tios-avós, pequenos primos... Todos se juntam naquele serão como manda a tradição! Cada qual leva partes da refeição que se estende pela noite fora e (...)

Amizade e Carinho é assim

Eu não a tenho que ver todas os dias, semanas e meses, mas sei que ela está lá! Quando nos voltamos a encontrar, mesmo passados bons meses, tudo muda e parece que foi ontem que estivemos juntos pela última vez. Adoro esta miúda rabina e pequenina! Cheguei a um ciclo de vida quase ao mesmo tempo que ela e juntos fomos partilhando o convívio com quem já estava, juntando-nos a amizades já bem (...)

Jantar de Aniversário... Sim ou Não?

Estou a poucos dias de completar 27 anos e ainda não me decidi se este ano faço ou não jantar de aniversário no fim-de-semana após o dia 5. Por um lado quero organizar uma jantarada, num local que goste e com os meus amigos, por outro e por ser preguiçoso e não ligar assim tanto a datas, penso que vale mais estar quieto e deixar isso para outra altura. O que fazer? Quero celebrar e tal e tal e é com as pessoas de quem gosto que o tenho de fazer porque só eles me conhecem e sabem (...)

Quando o tempo não chega

Existem dias em que tudo parece poder acontecer e em que consigo ir a todo o lado e colocar em prática todas as minhas ideias para aquelas vinte e quatro horas. Mas também existem dias em que o tempo não chega e várias coisas têm de ficar para trás, contra a minha vontade! Quando o trabalho aperta e a vida pessoal também exige mais de mim tenho sempre que deixar alguma coisa para trás e isso irrita-me. Não conseguir estar com as pessoas que quero e ter que dizer que não posso ir (...)