Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

19
Out18

Lixo social

O Informador

lixo reciclável.jpg

Momentos existem em que tenho a sensação de que não me encontro em pleno século XXI onde várias são as campanhas sobre reciclagem e cuidados para com o ambiente. 

Há uns dias, em plena condução dentro de uma localidade, a senhorita que circulava à minha frente decidiu abrir o vidro do seu automóvel e deixar voar duas folhas de guardanapo. A minha reação foi imediata e rapidamente buzinei, isto ao mesmo tempo que ouvi do passeio um senhor que passava a aclamar «sua porca». Sabem o que aconteceu a seguir? A bela senhorita porcalhota optou por colocar a mão de fora do carro, esconder quatro dos seus dedos e deixar o do meio, o mais comprido bem espetado. Não contente, parou o veículo e ainda protestou pelo que lhe tinham chamado, levando como resposta o que talvez não quisesse voltar a ouvir de um senhor com idade para ser seu pai. Comigo não reagiu mas o restante percurso na rua foi vagaroso, como se tivesse de castigo a circular atrás de uma porca preguiçosa que além de não ter bom senso consegue dar um exemplo tão ruim a duas crianças que a acompanhavam na viagem.

13
Nov13

Sacrifício no trabalho

O Informador

Não me queixo do trabalho que tenho, mas ando numa fase em que todos os dias me custa levantar e pensar que vou ter de ir para um local onde não quero estar devido às pessoas com quem tenho de lidar, pessoas essas que só me dão vontade de não falar, não ouvir e ignorar tudo o que dizem!

Como a minha prima me disse há dias, onde estou pouco me chateiam e isso é verdade, no entanto e como trabalho em equipa custa-me perceber como as pessoas se odeiam tanto umas às outras e depois ainda se fingem grandes amigas quando uns minutos antes dizem cobras e lagartos uns dos outros, discutindo, chorando, gritando... Isto é o lugar ideal para se trabalhar? Não me parece nada!

Na maioria dos últimos dias parece que entro numa caixa forte, onde todos resmungam com todos porque tomam decisões e têm atitudes incompreendidas perante o trabalho de equipa. Eu sinto-me à margem das confusões e não me quero meter porque se não é comigo, e já que não me chateiam, que me deixem estar, mas não é nada fácil ter de lidar com personalidades tão vincadas e com pessoas que parecem que só querem ver os outros mal dispostos através da sua arrogância e falta de bom senso para um bom trabalho colectivo.

Se pudesse entrava de férias por uns dias para se chatearem todos longe de mim e não ter de ouvir daqui e escutará do outro lado sobre as mil e uma teorias acerca do mesmo assunto onde todos teimam serem os detentores da razão e esta não existe. A verdadeira razão... Simples, como só pensam no mal da pessoa do lado, não existe como perceberem que estão a agir da pior forma!

Sim, eu tenho andado quase há um mês a fazer um grande sacrifício para ir trabalhar porque acordo e logo fico com má disposição só por saber que vou para um local cheio de dinamite humana! Odeiem-se, invejem-se e discutam longe de mim para que possa ter dias bem melhores, por favor!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook