Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vencedores de Toda a Cidade Ardia [06-07-2017]

A obra e vida de Alice Vieira inspiraram Marta Dias para a criação de um texto tão poético como real onde a vida de uma jovem ambiciosa e sonhadora é apresenta ao público. Falamos de Toda a Cidade Ardia, o espetáculo que se encontra em cena de Quarta a Sábado, pelas 21h30, e aos Domingos, pelas 16h00, na Sala Azul do Teatro Aberto.  Cum um elenco encabeçado por Ana Guiomar e Sílvia Fílipe, esta produção percorre uma vida, passando por gerações e mostrando como um (...)

Bilhetes para Toda a Cidade Ardia [06-07-2017]

O texto é de Marta Dias, a inspiração recaiu sobre a obra de Alice Vieira e os atores dão vida a personagens tão reais quanto possível ao longo do espetáculo Toda a Cidade Ardia, em cena de Quarta-feira a Domingo na Sala Azul do Teatro Aberto. Através de um texto inspirador e poético, em Toda a Cidade Ardia conhecemos a vida de Ana, uma jovem sonhadora e apaixonada que nem sempre tem do seu lado o que pretende, já que a sociedade reprime os sentimentos de muitos, os que não se (...)

Toda a Cidade Ardia [Teatro Aberto]

Toda a Cidade Ardia e a vida passa mas nem sempre deixa para trás o que já lá vai, sobrando réstias de esperança para que um dia se volte a encontrar o amor perfeito de outrora, mesmo que para isso se tenha amado de outra forma ao longo do tempo uma família que foi criada. Este é o ponto de partida da peça que se encontra em cena no Teatro Aberto da autoria de Marta Dias que se inspirou, em boa hora, nos poemas de Alice Vieira.  Num dos melhores textos que já vi em palco, em (...)

A Misteriosa Mulher da Ópera

Autor: Afonso Cruz, Alice Vieira, André Gago, Catarina Fonseca, David Machado, Isabel Stilwell e José Fanha Data: Novembro de 2013 Editora: Casa das Letras Número de páginas: 300 páginas Classificação: 4 em 5   Opinião: Sete autores e uma só história poderia ter corrido mal, no entanto em A Misteriosa Mulher da (...)

Atual leitura... A Misteriosa Mulher da Ópera

A Misteriosa Mulher da Ópera é um dos romances que há mais tempo aguarda a sua leitura aqui por casa. Estando na estante «da espera» praticamente há dois anos, esta obra escrita a catorze mãos irá fazer-me companhia a partir de agora, nestes primeiros dias de 2016.  Da autoria de Alice Vieira, Afonso Cruz, André Gago, David Machado, Catarina Fonseca, Isabel Stilwell e José Fanha esta narrativa promete percorrer Lisboa de ponta a ponta, passando por alguns dos locais mais (...)

As palavras são um perigo

Sempre amei por palavras muito maisdo que devia são um perigo as palavras quando as soltamos já não há regresso possível ninguém pode não dizer o que já disse apenas esquecer e o esquecimento acredita é a mais lenta das feridas mortais espalha-se insidiosamente pelo nosso corpo e vai cortando a pele como se um barco nos atravessasse de madrugada e de repente acordamos um dia desprevenidos e completamente indefesos um perigo as palavras mesmo agora aparentemente tão tranquilas (...)