Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

24
Dez18

Natal com Livros

O Informador

árvore natal livros.jpg

Há uns dias num dos locais onde costumo ir quase diariamente tomar café e levo quase sempre a leitura do momento para me fazer companhia durante um bocado, a empregada de balcão disse-me algo como «para ti não deve ser difícil escolher presentes de Natal, ofereces livros!». Sim, era bom que assim fosse, mas isso não acontece!

Na verdade gostaria imenso de oferecer livros a todas as pessoas a quem ofereço presentes nesta época de Natal, no entanto sei que quase ninguém que me está mais próximo lê como eu. Não tenho leitores por perto como gostaria de ter, não conseguindo influenciar os de casa e os da rua a terem sempre um livro por perto, a conseguirem criar hábitos de leitura e a olharem para os livros como bons amigos que podem andar sempre connosco. Seria fantástico se no momento de fazer as compras de Natal, fosse até ao site da Wook, por exemplo, e pudesse escolher livros para oferecer. Procurar o que mais se poderia identificar com cada presenteado, pelo tema da obra, pelo nome, pelas personagens ou pela mensagem que cada narrativa passa a quem lhe pega com agrado e vontade de embarcar em novos mundos e vidas. 

Já ofereci livros quando sei que vão ser lidos! Infelizmente e como sei que nem sempre vale a pena optar por esse caminho, opto por não oferecer literatura por saber que não lhe vão pegar como gostaria que o fizessem. Seria tão mais fácil se todos conseguissem olhar um pouco mais para os livros, para os grandes clássicos ou somente para os tops nacionais, mas que lessem com agrado e não quase por obrigação em alguns momentos das suas vidas. 

15
Dez13

Natal transparente de silêncios

O Informador

Lê os meus SilênciosO Natal pode ser simbolizado de diferentes formas e através de uma iniciativa da Câmara Municipal de Évora, na principal praça da cidade, a do Giraldo, encontrei uma exposição que reúne um conjunto de diferentes árvores de Natal, feitas por grupos escolares, instituições e empresas.

São mais de quinze representações natalícias concentradas na famosa praça da cidade mas duas conseguiram cativar o meu flash e aqui estão elas. A de cima com o nome de «Lê os meus Silêncios» e a seguinte designada por «Natal Transparente».

Uma iniciativa engraçada que atrai os habitantes da cidade e turistas para o local para verem estas obras da imaginação que aliam a reciclagem com as representações natalícias.Natal Transparente

07
Dez13

Natal sem árvore

O Informador

Aqui por casa o Natal nunca foi um evento muito celebrativo e desde pequeno que sempre me habituei à calma da época, sem grandes alaridos e ajuntamentos familiares. Os meus bisavós faleceram tinha eu dois anos, ele na véspera do dia de Natal, ela a 26, e desde aí que a época foi alterada na família para uns dias tristes e sem motivos para festejar. Aos poucos os sentimentos negativos foram ultrapassados, mas há dois anos para cá tudo voltou a alterar-se e a perder a cor. 

Desde que o meu avô ficou pior e começou a passar temporadas no hospital que a minha mãe retrocedeu no tempo e voltou a não ter o carinho natalício que marca tantos seios familiares por este mundo fora. O meu avô partiu um ano depois das primeiras recaídas sérias e o pesar abateu-se, para mais quando no mesmo ano, a minha avó também nos deixou, fazendo com que em poucos meses a minha mãe ficasse sem os pais por perto. Esse foi o Natal em que tudo terminou mesmo e a árvore de Natal deixou de existir aqui por casa.

Agora vive-se o momento em que mais uma vez fiz a pergunta se não iríamos fazer a árvore que muito pode simbolizar e a resposta foi vaga e deixou-me cheio de lembranças e recordações.

01
Dez13

Árvore de Natal infantil

O Informador

Árvore de NatalEis o resultado final de um trabalho que me deu algum gozo fazer por colocar a minha imaginação e originalidade em função. Gosto de fazer estas coisas e mexer em tintas, tesouras, pincéis, colas... Pintar e borrar, colar e descolar... Tudo vai sendo feito com dedicação e desde cedo percebi que em mim existe o bichinho para este tipo de trabalhos manuais, no entanto nos últimos anos deixei de me dedicar a tais funções porque os mesmos foram fugindo do meu percurso profissional e de vida.

Esta não é uma árvore de Natal para mim, tendo sido um trabalho em que me foi pedida ajuda para que uma sobrinha emprestada pudesse ter algo de bonito pendurado na árvore natalícia do seu infantário. Fiz tudo, do início ao fim, e através de um cartão, coloquei-lhe um fino pano quase transparente e depois e com o recurso a cola com brilhantes acabei por fazer as bolas que se encontram penduradas ao longo da pequena árvore.

Para mim ficou um bom trabalho e uma vez que não o deverei ver mais, fica aqui a recordação!

banner mrec exames nacionais e provas de aferição

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Comentários recentes

Pesquisar

Mais comentados

Atual Leitura
Top mais vendidos Wook