Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

10
Out20

Sete Mentiras | Elizabeth Kay

Planeta Manuscrito

CF843058-8CB8-4681-9DA1-A18A042C269A-38160F18-F2E1

 

Título: Sete Mentiras

Título original: Seven Lies

Autor: Elizabeth Kay

Editora: Planeta Manuscrito

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Setembro de 2020

Páginas: 368

ISBN: 978-989-777-394-5

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Tudo começou com uma pequena mentira...

Jane e Marnie sempre foram amigas inseparáveis desde os 11 anos. Sabiam os segredos mais escondidos uma da outra. E não quereriam que fosse de outra maneira.

Mas, quando Marnie se apaixona e lhe apresenta o marido, Jane conta a sua primeira mentira. Na realidade odeia Charles, o marido rico e convencido de Marnie, mas não é capaz de lhe dizer. Ao fim ao cabo, até as melhores amigas guardam qualquer coisa para si mesmas. Se tivesse sido franca, talvez o marido da sua melhor amiga ainda hoje estivesse vivo...

Porque, claro, esta não é a sua última mentira. Na realidade, foi apenas o começo...

 

Opinião: É pela voz de Jane que conhecemos a sua amizade de adolescência com Marnie. As duas jovens cresceram, dividiram casa como estudantes, muito partilharam e tudo contaram, dos desabafos aos amores, dos desaires às conquistas, tudo vivido entre as duas, numa amizade íntima e perfeita. O tempo uniu e separou para voltar a unir anos mais tarde, mas quando as vidas mudam e novas pessoas entram em definitivo nesta relação amigável as alterações surgem e a verdade direta começa a ser distorcida.

Numa relação de amizade, vivida a partir de certo ponto de formas distintas entre Jane e Marnie, a convicção e força de se terem por perto começa a ser um pouco claustrofóbica para o leitor perante os sentimentos revelados por Jane como se tivesse o direito de propriedade exclusiva para com Marnie. Ambas namoraram e criaram relações conjugais, o tempo deixou que a amizade não terminasse mas ganhasse novos contornos quando se formaram dois casais apaixonados. No entanto um fatídico dia tirou o par perfeito a Jane e é a partir deste ponto que a boa convivência e a verdade entre estas duas agora mulheres adultas se altera. Com Jane a revelar obsessão perante a felicidade de Marnie e com esta a seguir a sua idílica vida a dois e a sonhar com o futuro, os problemas acontecem e tudo parece ter uma culpada. 

Sete Mentiras representa o confronto de ideias e vontades entre uma amizade tóxica e o amor, entre a verdade que enfrenta mentiras numa história bastante viciante onde se confundem sentimentos e a luta pelo bem-estar e a inveja acontece como um 《se não tenho também não irás ter》. Nesta narrativa o leitor conhece a verdade de Jane que não é de todo a perfeita, representando a força do mal que tantas vezes prejudica relações e mentes mais frágeis.

Elizabeth Kay criou em Sete Mentiras um verdadeiro desequilíbrio entre o poder das influências quando se confia bastante em quem nos sempre apoiou ao longo de determinados momentos da vida. Num thriller absorvente, cuidado, rápido, visível e ao mesmo tempo terno, senti que cada mentira que vai sendo contada por uma mente tão negra revela perturbação e incapacidade de aceitação perante a evolução de momentos partilhados e a consequente superação. A maldade impera nesta irresistível história onde o leitor pretende sempre perceber até que ponto Jane é capaz de chegar para ter Marnie só para si numa reconquista perante o que presumiu ter existido no passado e onde o psicológico não conseguiu acompanhar as diferentes mudanças de ambos os lados. 

Sete Mentiras envolve pelo seu lado negro ao ponto de se querer perceber até onde o egocentrismo e a maldade conseguem seguir de braço dado com o poder de posse!

 

 

Se ficaste curioso, encomenda já o teu exemplar de Sete Mentiras

250x.jpeg.jpg