Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

ebooks-billboard

Sempre em movimento e ocupado

«Não consigo estar quieta sem nada para fazer. Não é defeito, é feitio. Preciso de cenas!»

Ana Isabel Arroja

Há uns dias Ana Isabel Arroja partilhou na sua página de Facebook a frase que transcrevi em cima e eu não podia estar mais de acordo, é que sinto o mesmo.

Não consigo estar quieto e sem nada para fazer. Eu sou assim, sempre estive habituado a estar ocupado e a ter que arranjar sempre alguma coisa para fazer. Se estiver em casa e começar a perceber que nada me vai ocupar nas próximas horas ou trato de inventar alguma coisa ou começo a organizar-me para sair e ir fazer algo. Se estou na rua e o que estou a fazer termina ou trato logo de mudar de local e procuro novas acções ou então estamos mal. Não consigo mesmo estar parado e por vezes estou a fazer várias coisas ao mesmo tempo, mas quieto é que não.

A isto ainda se junta o facto de não conseguir estar num local onde predomina o silêncio! Se estiver em casa tenho que ter sempre a televisão ligada e mesmo que não esteja a ligar nenhuma ao que está a dar, sempre faz barulho. Na rua preciso de ter pessoas por perto e mesmo que não fale com esses desconhecidos, pelo menos vejo movimento e distraio-me com as vidas alheias.

Não consigo de facto estar parado e quieto e se me virem assim então é porque devo ter algo que me preocupa. Alertem-me caso isso aconteça sem me dar conta!

Ana Isabel Arroja, se leres este post dá um «Oi» para perceber que estamos em sintonia.

2 Comentários

Comentar post