Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

30.08.18

O Manuscrito | John Grisham


O Informador

o manuscrito.PNG

Título: O Manuscrito

Título Original: Camino Island

Autor: John Grisham

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Julho de 2018

Páginas: 288

ISBN: 978-972-25-3544-1

Classificação: 4 em 5

 

Sinopse: Um bando de ladrões realiza um ousado assalto a um cofre de alta segurança que fica sob a biblioteca da Universidade de Princeton. O espólio levado é de valor incalculável, se bem que a universidade o tenha segurado por vinte e cinco milhões de dólares.

Bruce Cable é dono de uma livraria muito popular na povoação de Santa Rosa, em Camino Island, na Florida. Mas o dinheiro a sério vem da sua atividade como negociante de livros raros. Poucos são os que sabem que, de vez em quando, ele entra no mercado negro de livros e manuscritos roubados.

Mercer Mann é uma jovem escritora que sofre de um caso sério de bloqueio criativo e que acaba de ser despedida da escola onde dava aulas. Quando uma mulher elegante e misteriosa lhe oferece uma generosa maquia para que ela se infiltre no círculo literário de Bruce Cable, ela aceita. 

Só que Mercer acaba por vir a saber demais e é aí que os problemas começam nessas paragens paradisíacas…

 

Opinião: A biblioteca da Universidade de Princeton é alvo de um assalto de alto gabarito com o roubo de vários manuscritos originais de F. Scott Fitzgerald. Nas mãos de um grupo de criminosos, as cinco obras do conhecido autor entram num mercado paralelo de autênticas obras raras e é a partir do alerta que a investigação se inicia com a procura do espólio que tem como valor assegurado de vinte e cinco milhões de dólares. 

Com a captura de dois dos cinco envolvidos no assalto, sobram os restantes três, mas ao mesmo tempo surgem rumores de que os originais de Fitzgeral roubados podem estar bem escondidos numa livraria conhecida de Camino Island gerida por Bruce Kabel e é a partir daqui que conhecemos também Mercer Mann, uma jovem escritora com um bloqueio mental que após uma temporada a dar aulas se vê dispensada e com necessidade de refazer a sua vida e dar continuação ao que já está iniciado para ser a sua nova obra. 

Mercer numa fase de indecisão sobre o seu futuro é contactada por uma empresa de segurança privada que presta serviços paralelos ao FBI colaborando com esta entidade numa fase mais avançada da investigação. Lutando com o regresso à escrita e a incerteza sobre o futuro, Mercer acaba por aceitar entrar numa aventura que nunca pensou ser possível. De forma rápida esta mulher regressa à casa de família deixada pela sua avó Tessa e aproxima-se de Bruce para que com tempo consiga descobrir os mistérios deste livreiro de sucesso da ilha que esconde demasiados segredos no seio de um negócio que corre às mil maravilhas. Suspensa na ponte de ligação entre Bruce e a investigação, Mercer aproxima-se de um homem casado e acaba por se deixar envolver demais para o que estava previamente previsto. Será que tudo não passa de uma manobra de diversão de ambas as partes ou o tempo encarregar-se-à de baralhar sentimentos com trabalhos omitidos de ambas as partes? O que será mais importante para Mercer quando tudo é descoberto? Deixar que a verdade surja ou ajudar um vendedor de manuscritos originais roubados a safar-se?

John Grisham criou uma obra que vai de encontro ao que muitos leitores gostam. Falando de livros e de grandes obras mundialmente conhecidas. Envolver autores, jantares literários onde o convívio entre filósofos que nutrem inveja pelos seus semelhantes, organizar lançamentos e protagonizar grandes eventos literários. Este é o livro que fala de um mundo como tantos outros, mas que um leitor sempre gosta de enfrentar, o que está por detrás de tantos livros lançados, as aproximações e quezílias entre quem escreve e lança as suas obras à procura de sucessos duradouros. Mostrando uma mistura de interesses com particularidades pessoais, O Manuscrito celebra a literatura através de personagens bem criadas e consistentes, que chegam facilmente ao leitor com uma boa ajuda descritiva de um cenário bem criado e de um enredo bem contado onde o thriller se junta ao romance para que se conheçam as indecisões de Mercer sobre o que deverá fazer e contar a quem está por trás de si numa investigação de grande envergadura. Este livro está muito bem pensado, criando envolvimento para que se queira saber o que irá acontecer de seguida, já que existe ao mesmo tempo o saber que os manuscritos devem regressar ao seu local onde estão protegidos mas que ao longo da leitura se percebe que os conhecimentos pessoais podem travar o seu regresso.

Um thriller com vários pontos de investigação mas que ao mesmo tempo não é levado ao extremo como a maioria das obras com este estilo literário, dando espaço para que o romance, mesmo de forma subtil e encaixado dentro da procura, ganhe um destaque que acaba por levar a um final verdadeiro e com sentido, devido à forma em como todo o processo se foi desenvolvendo. 

 

o-manuscrito-mrec

2 comentários

Comentar post