Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

05.09.18

Novidades Grupo BertrandCírculo | Este vício de ler


O Informador

este vício de ler.jpg

O Grupo BertrandCírculo reuniu amigos, imprensa especializada e bloggers para anunciar os lançamentos literários que serão feitos dentro das suas várias chancelas - Bertrand, Quetzal, Temas e Debates, Círculo de Leitores, Contraponto, Pergaminho, ArtePlural, GestãoPlus e 11x17 - até ao final do ano. E antes de avançarem de forma corrida na leitura deste texto, posso-vos dizer que existem novidades para todos os gostos e várias surpresas já esperadas há algum tempo. No total serão mais de 80 publicações que irão ficar disponíveis pelos próximos meses, também a pensar no Natal e nos bons amantes de literatura. 

Começando pela Bertrand Editora, no espaço de ficção, posso revelar que os apreciadores da série Alias Grace poderão ter também a obra que inspirou a produção. Chamavam-lhe Grace, da autoria de Margaret Atwood, é finalmente publicado em Portugal. Numa história de crime, mistério e sexo, esta narrativa gira em torno da vida de uma das mulheres mais célebres e enigmáticas do seu tempo, Grace Marks, que se viu envolvida no homicídio do patrão e da governata. Nos lançamentos da Bertrand surge também o novo livro da coleção Mitologias de Gonçalo M. Tavares, Cinco Meninos, Cinco Ratos. Cinco crianças perdidas na floresta perdem a mais nova e a partir daí as crenças e os mundos imaginários fazem das suas entre encontros, mau olhado, perigos e mitologias. Um nome desconhecido surge no catálogo da editora a partir de agora. Susi Fox, a autora de Meu, uma narrativa onde a mãe de um recém nascido não o aceita como seu. Um verdadeiro pesadelo que vai para além de depressão pós-parto. Uma Educação, de Tara Westover, um dos livros que Barack Obama gostou de ler, surgirá nas livrarias pelas próximas semanas, sendo uma obra que acompanha a vida da autora, numa ficção não-narrativa. A partir das suas experiências, Tara debate a educação e o que de bom e mau podemos tirar partido da mesma. Acredito que A Coisa, de Stephen King, seja o grande lançamento destes últimos meses de 2018. Dividido em duas partes pelo seu volume, A Coisa vive da história de um grupo de crianças que percebe que por baixo da cidade algo de errado se passa. Anos mais tarde terão de se reunir e regressar ao local para enfrentarem de novo pesadelos de outros tempos. Dentro dos lançamentos próximos da Bertrand ficção existe ainda a destacar A Nossa Vida em Sete Dias, de Francesca Hornak, Fica Comigo Este Dia e Esta Noite, de Belén Gopegui, A Bela Adormecida Assassina, de Mary Higgins Clark e Alafair Burke, Amigos Para Sempre, de Danielle Steel, Cara ou Coroa, de Jeffrey Archer, Olha Por Mim, de Daniela Sacerdoti, A Herança de Judas, de James Rollins, A Fraude, de John Grisham e Uso da Força, de Brad Thor.

Na não ficção a Betrand surge com os lançamentos de A Ansiedade nos Nossos Dias, do médico psiquiatra, psicoterapeuta e professor auxiliar Diogo Telles Correia, debatendo os tratamentos e vários estilos de abordagens terapéuticas. O Fim da Racionalidade Americana, de Allen Frances, numa obra mais virada para a psicopatologia ao mesmo tempo que se analisa a sociedade dos EUA. Judite Sousa e Maria do Céu Santo lançam Não Me Olhes com Esse Tom de Voz, numa partilha sobre relacionamentos onde existe espaço para o amor e sexualidade. A Primeira República, de Fernando Rosas, Gestão, Política e Economia - Vivências e Reflexões, de Eduardo Catroga, O Home que Matou o Diabo, de Aquilino Ribeiro, Odeio o Meu Chefe, de Filipa Fonseca Silva e Arnhem: A Batalha pelas Pontes, de Antony Beevor, são outros dos destaques do catálogo da Bertrand para os próximos meses. 

Na Pergaminho as novidades terão como destaque Óleos Essenciais, de Gill Farrer-Halls, Cristais Sagrados, de Hazel Raven, O Mágico Que Não Acreditava em Magia, de Pedro Vieira, Terapia da Luz, de Karls Ryberg, Vampiros Emocionais, de Christiane Northrup, O Caminho da Felicidade, de Jorge Bucay, O Poder do Subconsciente, do Dr. Joseph Murphy, Se Eu não Cuidar de Mim, Quem Cuidará, de Jayne Hardy e Mais Amigos, Menos Likes, de Ferran Ramon-Cortés. No entanto é com O Homem Mais Feliz da História que Augusto Cury regressará de certo aos tops nacionais. Com este novo romance protagonizado por Marco Polo, Cury será um dos autores sensação do final de ano da Pergaminho. Quem também terá o seu novo livro publicado entre nós é Osho, com Os Novos Direitos Humanos. Escrevendo sobre a Declaração Universal dos Direitos do Homem da ONU, reagindo aos horrores da Segunda Guerra Mundial, Osho debate os direitos do ser humano ao longo dos tempos. 

Pela Arteplural a nova agenda para 2019 de Paulo Coelho, Caminhos, será lançada com pensamentos de um dos autores mais vendidos em todo o mundo. Com ilustrações vivas e positivas, a nova agenda do autor estará presente na vida de quem a quiser, basta não a deixarem fugir. A Arteplural lança também Vegetariano em Part-time, de Jo Pratt, num bom guia para quem quer ser vegetariano mas não quer deixar de todo a carne e o peixe. 

No Círculo de Leitores uma excelente coleção, Arte e Ciência, de Paulo Pereira será colocado à disposição de todos através de quatro volumes, A Criação Divina. O Homem, Os 4 Elementos. O Corpo, Equações da Arte e A Descrição do Cosmo. As obras de arte estão em destaque nesta obra que se reflete na história do país desde a Idade Média até ao século XVIII. 

Pela Temas e Debates os destaques vão para o livro do Papa Francisco, Terra, Casa, Trabalho, onde os três temas são debatidos com base nos excluídos da Terra no presente milénio. Também destaco no catálogo Ergue-te e Mata Primeiro, de Ronen Bergman, numa obra que mostra a história real dos assassínios seletivos de Israel, operados pelas agências Mossad, Shin Bet e FDI. Outros lançamentos dentro da chancela da Temas e Debates cabem a Niall Ferguson, com A Praça e a Torre, O Despertar da Eurásia, de Bruno Maçães, O Mundo da Escrita - O Poder das Histórias que Formaram os Povos e as Civilizações, de Martin Puchner, Comportamento, de Robert M. Sapolsky, Direitos Humanos: o que está por fazer no século XXI, de Teresa Pina, A Grande Guerra por Quem a Viveu, de António Ventura, Arriscar a Pele, de Nassim Nicholas Taleb e Por Saramago, por Anabela Mota Ribeiro.

A Contraponto Editores tem como destaque três livros. Contas Poupança - Poupe Ainda Mais, Invista Menos, de Pedro Andersson, o jornalista da SIC responsável pelo programa com o mesmo nome do livro. Após o sucesso de Contas-Poupança, Viva Melhor com o Mesmo Dinheiro, chega agora este novo livro com novas dicas para serem colocadas em prática. Pedro Strecht também estará pelos novos lançamentos da Contraponto com o seu Pais Sem Pressa, numa reflexão sobre o tempo que os adultos dispõem para os mais novos. Dicas e estudos nesta publicação que podem ser bem úteis aos pais do presente e do futuro. Por fim, A Economia das Coisas, de Paulo Pinto, será lançado ainda este ano, aprofundado a economia de forma exemplar através de uma pessoa que não percebia nada sobre o assunto. 

Deixei para o fim a Quetzal e destaco uma obra que me suscitou logo a atenção. A Praia de Manhattan, de Jennifer Egan, que em 1940 destaca a figura de Anna Kerrigan que com sonhos e desilusões trabalha nos estaleiros mas procura acima de tudo o seu pai, desaparecido sem deixar rasto. Esta história piscou-me o olho assim que ouvi falar de A Praia de Manhattan e será certamente uma boa leitura. Na Quetzal serão lançados ainda este ano dois títulos da Maria Filomena Mónica, O Filha da Rainha Gorda e Vida Moderna. Jorge Luís Borges lançará Atlas e José Eduardo Agualusa surgirá com A Educação Sentimental dos Pássaros e Teoria Geral do Esquecimento. Sepulcros de Cowboys, de Roberto Bolaño é outro dos lançamentos, tal como A Puxar ao Sentimento, de Vasco Graça Moura, O Século dos Prodígios, de Onésimo Teotónio de Almeida, A Arte de Caminhar, Um Passo de Cada Vez, de Erling Kagge, O Solilóqui do Rei Leopoldo, de Mark Twain, o quarto volume de Bíblia, de Frederico Lourenço, Deus Uma Biografia, de Reza Aslan e Meia Vida, de V. S. Naipaul. 

Sob o mote de «Este vício de ler» que alguns leitores possuem, estas serão as novidades até ao final do ano que o grupo BertrandCirculo tem preparadas para continuar a agradar aos leitores e continuar a conquistar a preferência de muitos. Do romance ao thriller, da ficção à não ficção, das reflexões às auto-ajudas, como sempre, existem livros novos para todos os gostos, basta procurar e saber o que se quer ler. 

 

 

2 comentários

Comentar post