Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

23
Mar20

Nada Menos Que Tudo | Afonso Noite-Luar

Manuscrito

nada menos que tudo.jpg

 

 

Título: Nada Menos Que Tudo

Autor: Afonso Noite-Luar

Editora: Manuscrito

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Junho de 2017

Páginas: 248

ISBN: 978-989-8818-98-0

Classificação: 1 em 5

 

Sinopse: Neste livro encontras, a cada página, uma mistura de sensações, muito amor e muito sexo.

Estes textos, que escrevi especialmente para ti, vão fazer-te sonhar, despertar essa tua vontade e curiosidade adormecida pela rotina, libertar o teu atrevimento natural e fazer-te desejar nada menos que tudo.

No meu universo não há vergonhas, receios, tabus ou lugares proibidos, mas principalmente não há arrependimentos. Tudo é possível na minha cama e fora dela. E para isso só precisas de uma coisa: querer.

Peço desculpa, ainda não me apresentei……sou o Afonso. Prazer.

 

Opinião: Nada Menos Que Tudo pode conquistar leitoras que se sinta frágeis e com necessidade de sonhar. A mim não conseguiu cativar em nada, tanto que comecei a ler, parei, retomei, voltei a parar e passaram mais de dois anos até que finalizei a leitura somente porque não gosto mesmo de deixar livros a meio, mesmo que sejam muito maus. 

Com pequenos textos de uma página a revelarem histórias com vários pontos repetitivos entre si, nesta obra feita somente para vender e ser lida quando não se tem nada para fazer, sendo um recurso mesmo de última linha, as partilhas de pensamentos e vontades por parte do narrador são feitas de forma a apelar ao descomplexar da mulher, o que nem sempre funciona no que é relatado. 

Vejo muitos dos textos como uma descrição sexual do corpo feminino, num autêntico modelo de objeto para ser usado e não como um ponto para ser visto perante um todo onde o amor exista. Não sei que imagem Afonso Noite-Luar quis passar das relações, mas sei que a maioria das pessoas não olham para o seu companheiro da forma como tudo é descrito neste livro que nada acrescenta. A par disto existe a demonstração do poder feminino em que é claramente notada a força da mulher, mas tudo retratado de forma tão fria onde tudo é virado para o poder físico e sexual esquecendo as ligações e refletindo somente no «somente preciso de sexo forte e vamos seguir viagem».

Estes foram os pontos negativos que destaco essencialmente neste livro que não consigo ver alicerces positivos para conseguir valorizar o que quer que seja neste género de publicações que no meu entender só conseguem ganhar a preferência de leitoras de Verão, que pegam num livro fast-food muito de vez em quando e somente para dizerem que estão na moda e que andam a ler um sucesso literário que as faz sonhar, idealizar, ser vistas como utensílios (que talvez gostem) e pensarem que vão seguir determinadas histórias que são contadas nestas páginas. 

Nada Menos Que Tudo não é de todo recomendável, embora o Afonso até tenha uma boa e rápida escrita, mas que com estes temas e histórias submissas só consegue animar os serões quentes de muitas mulheres solitárias. 

 

 

Compra AQUI o teu exemplar de Nada Menos Que Tudo

capa nada menos que tudo.jpg

2 Comentários

Comentar post