Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

29.10.17

Na Bagunça do Teu Coração


O Informador

na bagunça do teu coração.jpg

20 anos após a primeira encenação de Na Bagunça do Teu Coração, o espetáculo chega a Portugal pela mão da Yellow Star Company. Através dos atores Carolina Puntel e Ricardo de Sá várias personagens ganham vida em diferentes momentos de um ano onde é debatido, retratado e cantado o amor com as suas diferentes formas de ser vivido.

Na Bagunça do Teu Coração é um musical inspirado nas canções românticas de Chico Buarque que no seu repertório conta com inúmeros temas que descrevem relações, tal e qual como elas são e acontecem. Sem maneios, com palavras simples e com a paixão como pano de fundo, o cantor não deixa nada por dizer nas suas letras e sinal disso é que a sua forma inspiradora de se mostrar ao mundo acaba por servir de fonte para projetos como este espetáculo onde a simplicidade, harmonia e pureza tendem a ter lugar num só espaço, o palco onde os artistas dão o melhor de si.

Ricardo de Sá volta assim ao teatro após o sucesso em Plaza Suite e embora tenha encaixado bem no estilo de encenação e encadeamento técnico que esta produção tende a seguir, vi em plena estreia que é necessário um pouco mais do ator, talvez puxando mais pela comédia e dando um pouco mais da sua voz aos temas. Não está mal, mas para conseguir atrair o público como a sua companheira de cena é preciso mais. Digo isto porque ao lado de Carolina Puntel é complicado conseguir dar nas vistas na arte do canto. A jovem atriz brasileira mostra neste espetáculo que chegou a Portugal para estudar, trabalhar e ficar. Com uma voz suave que vai para além do canto, Carolina é a surpresa de Na Bagunça do Teu Coração, estando este espetáculo a mostrar uma jovem ambiciosa que mostra na perfeição que o caminho a seguir tem grandes hipóteses de ter o sucesso do seu lado. 

Em geral o espetáculo atrai por se basear nos temas de Chico Buarque e pela simplicidade característica do artista que é colocada em palco pelos tons escolhidos nas roupas, na falta de acessórios e com poucos adereços cénicos porque é na arte que está a verdadeira reflexão do que aparentemente poderia ser uma bagunça mas onde a casa até parece estar arrumada pelos artistas para continuarem a levar o público até ao Teatro Armando Cortez pelas próximas semanas nos serões de Terça e Quarta-feira. 

Se alguém andar com o coração bagunçado que não perca mais tempo porque este espetáculo é para todos os sonhadores românticos que já encontraram ou pretendem alcançar o amor!

“Ele & Ela se conhecem, se amam, se casam. Depois se separam e cada um vai tentar a sorte com outros parceiros. Não dão certo, se reencontram, se amam e são felizes para sempre.” (João Máximo) A história conta a vida de um casal no período de um ano, durante o qual passam por vários encontros, desencontros e reencontros até que, finalmente volvidas as quatro estações, o casal revolve também o ciclo dos seus sentimentos e têm então o inesperado final feliz. Trata da velocidade em que definimos o tempo afetivo e como, por vezes, atropelamos os nossos sentimentos.

IMG_2452.jpg

IMG_2444.JPG

IMG_2451.JPG