Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Banner billboard da campanha 50 livros com 50% desconto
09.06.18

Mau serviço da Agência de Seguros


O Informador

tranquilidade.jpg

Regressemos a uma história que tem decorrido pelos últimos meses e que finalmente parece ter sido resolvida, o Seguro do Automóvel com a ficha de cliente com o contribuinte errado. Atenção que ainda só parece. Vou falar sobre o «Contribuinte? Errado», que já deu origem também ao texto «Lembram-se do Contribuinte? Errado!». Existem de facto novos desenvolvimentos nesta matéria e a última semana em que era possível fazer o pagamento foi chata, mesmo chata no que toca a este tema, já que a seguradora, ou melhor, o agênciado Tranquilidade que me prestou serviços até aqui, levou esta questão até ao último dia possível. 

O primeiro aviso de que tinha o contribuinte errado nos dados de cliente foi feito em Fevereiro, mês em que fiz o pedido de alteração na agência para que quando fosse emitido o novo pedido de pagamento não voltasse a existir qualquer erro. Até Maio nada foi feito, uma vez que recebi o documento com os dados para pagar o segundo semestre com o contribuinte errado. Voltei à agência e perguntei que se passava para nada ter sido feito. Deram indicação que iriam fazer novo pedido e para não efetuar pagamento porque iria receber novo documento retificado. As semanas passaram e nada de novo aconteceu. Eis que chegou a última semana possível para pagar, visto o prazo do seguro em vigor estar a terminar, volto à loja para perceber o que se passava e garantiram-me que nesse mesmo dia iriam enviar-me novo registo e um documento justificativo por não ter ainda a carta verde para os próximos seis meses. Acham que recebi alguma coisa nesse dia? Nada de nada! Isto foi a uma Segunda-feira, deixei passar um dia e na Quarta seguinte liguei, liguei e voltei a ligar a pedir esclarecimentos, sem me atenderem, enviei mensagem, sem resposta e ao final da tarde consegui que me atendessem onde me deram indicação que nesse mesmo dia iria receber os documentos. Mais uma vez as palavras que deram foram em vão. Eis que chega a Sexta-feira, último dia útil em que podiam fazer alguma coisa, fui até à agência e as coisas tinham que ficar resolvidas nesse dia. Disseram-me que seria tudo enviado até às 11h30. Mais uma vez... Nada! 12h30 enviei nova mensagem escrita, que não obteve resposta. 

Finalmente, quando via o horário da agência encerrar aproximar-se - 16h30 - recebo três emails com tudo o que andava a ser pedido há meses. Ou seja, demoraram praticamente quatro meses até resolverem uma questão, fazendo-me perder tempo quando sou um cliente que só quer pagar uma conta para manter tudo em dia. Se estivesse em dívida de certo que andariam a chatear para fazer o pagamento, com ameaças de sanções e afins, como só quero ter tudo em dia sem deixar nada para trás, é o deixa andar por parte deste agenciado da Tranquilidade. Muito má prestação de serviços que obtive com todo este processo, notando que o atendimento parecia estar claramente a gozar com a situação, deixando tudo chegar à última, fazendo perder tempo e paciência numa questão que logo em Fevereiro devia ter sido esclarecida. Aliás, se quiser ir mais longe, esta questão nem devia ter acontecido, uma vez que as cópias dos cartões estão do lado deles, como é que depois colocaram os números, porque erraram em três dígitos do contribuinte, e o sistema não detetou que aquele número não pertencia ao nome indicado? Existem serviços que têm de ter critérios muito específicos e sempre acreditei que as seguradoras estavam melhor equipadas em termos informáticos para que erros como estes não acontecessem. Afinal enganei-me e ainda percebi o mau funcionamento deste agente que nos últimos anos tem perdido a sua credibilidade. Não vejo a Tranquilidade com maus olhos, mas aquela loja não será por muito mais tempo a responsável pela prestação de serviços que me digam respeito. 

Um atendimento lastimável e a resolução de um problema a demorar demasiado tempo sem necessidade para tal, sendo mais um empurrar para amanhã e mais um pouco para depois, sem que conseguissem dar uma resposta concreta, mentindo e criando ilusões. É triste ver uma empresa com nome bem forte no mercado a ser representada por pessoas que optam pelo «deixa andar» que depois logo se vê.

 

2 comentários

Comentar post