Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

01
Jul14

Judite e André

As palavras de uma mãe que viu a sua vida mudar em pouco tempo! Primeiro uma separação que a deixou sozinha mas sempre acompanhada pelo seu menino. Agora a perda do único filho, o André! Judite de Sousa, a jornalista e diretora de informação da TVI deixou uma carta pelo seu mural de Facebook onde revela a dor e os múltiplos sentimentos deste momento pelo qual foi obrigada a passar!

Perdi o meu filho. O meu único filho. A luz que dava sentido à minha vida. O meu santo que tantas alegrias me deu. Bom filho, bom estudante, inteligente. Com uma carreira de sucesso. Não sei como vou ultrapassar esta dor. O que sei é que uma parte de mim morreu com o meu André. Interrogo-me sobre o sentido da minha vida. As minhas escolhas, a minha vida focada no trabalho, na escrita, tendo sempre presente que o meu filho era quem mais se orgulhava do que eu fiz e construí ao longo da minha vida. Fiz tudo para que nada faltasse ao meu André, mas não consegui salvar-lhe a vida. Um fracasso e uma tragédia. Estranha vida a minha! Realizada profissionalmente, dramática pessoalmente. O último ano foi penoso. Apenas existía o meu André que me dizia muitas vezes: " Mãe, não vais ficar sózinha". E eu acreditava. Acreditava. Eram palavras ditas pelo meu filho, um jovem ponderado e sensato. 

Esta conversa vai longa. Pretendo apenas, por este meio, agradecer as muitas mensagens e emails que recebi nas últimas 48 horas. Nâo tenho palavras para expressar a minha gratidão. A todos. Do fundo do meu coração.

Não existem palavras de reconforto neste momento para um mãe que tem de ver o seu filho partir por razões inaceitáveis!