Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

universitarios-billboard

Já cheira a lareira!

E o que acontece todos os anos por esta altura, voltou a acontecer... Na rua sente-se o cheiro das lareiras acesas, das lareiras que queimam para poderem aquecer quem se envolve no seu calor natural.

Infelizmente ainda não tive o prazer de viver numa casa com a chama ao canto a olhar para nós como se nos acaricia-se e nos fizesse sentir bem, mas confesso que gostaria de no futuro poder ter esse sentimento que só transmite coisas boas. 

Saber que depois de um dia obrigatório pela rua, vamos estar em casa e fazer com que tudo aconteça! Chegar às nossas quatro paredes, colocar a lenha no local mágico e ficar ali, a conversar, a olhar para o ecrã, a ler um bom livro ou só mesmo a olhar para o vazio. Deitarmos-nos mesmo ao lado do centro das atenções que arde, comer ao seu lado, saborear um bom vinho com os olhos a transmitirem as suas chamas. Adormecer ao calor que as brasas nos transmitem e ouvir ao longe o seu som a estalar como se nos quisessem dizer algo...

O frio não é das coisas de que mais gosto, mas sei que ficar em casa enroscado numa manta é bem bom. Para quem não tem a lareira para se poder aquecer, como é o meu caso, só resta mesmo uma boa manta para abafar o calor humano que o meu corpo lhe transmite, transformando-se num só, para meu bem. Quanto à lareira é aguardar pelo futuro e esperar que esse futuro me leve até uma casa com um cantinho destes... Mágico!

4 Comentários

Comentar post