Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Globos de Ouro da mudança

30
Set19

globos de ouro.jpg

 

A 24ª edição dos Globos de Ouro aconteceu e as melhorias surgiram, embora esperasse um maior nível de entretenimento que infelizmente não aconteceu, seguindo as linhas, em versão melhorada, do que tem sido feito! Cristina Ferreira passou a ser a anfitriã de serviço e outra coisa não seria de esperar porque é Cristina neste momento o grande rosto do entretenimento da SIC e quem melhor que uma das mulheres mais influentes para estar na condução deste espetáculo? Para mais Cristina brilhou, nem sempre bem vestida, mas com o seu estilo próprio de fazer televisão e dizer o que sente e pensa. Os nomeados além de mais diversificados foram entregues ao talento e não aos rostos que estavam ligados a projetos do canal como tendia a acontecer nos anos anteriores.

No entanto, o que acho que deva destacar acima de tudo, e também não seguindo a onda das vestimentas, premiados, discursos e vencidos, foi a presença dos principais diretores dos principais canais televisivos, tal como dos respetivos diretores de informação. Os canais, após diversos anos de costas voltadas na entrega dos Globos de Ouro mostraram desta vez que o caminho está a ser feito de forma diferente e nesta altura de mudanças as melhorias e cordialidades parecem estar no sentido certo.

Em 2019 as audiências mudaram, o líder de anos deixou de o ser, a concorrência apertou, o modo de fazer televisão diversificou e neste momento é tempo de fazer mais, melhor e diferente. As atuais direções estão a mostrar que se pode fazer diferente a partir de agora, partilhando momentos e apresentando produtos com qualidade e não formatos feitos de forma barata só porque o público os aceita. Neste momento a televisão em Portugal está a tornar-se de certa forma mais exigente e todas as mudanças dos últimos meses, também com as diversas plataformas a que todos temos acesso atualmente, a mostrarem que se pode diversificar tanto com pouco, a abrirem portas que estavam fechadas no passado, abertas no presente para mostrarem um futuro que pode ser promissor se quem está à frente dos diversos projetos não voltar a se deixar ficar na sombra dos resultados sem mostrar capacidade de inovar e surpreender. 

A 24ª edição dos Globos de Ouro provou em 2019 que a televisão está a mudar, que pensar num projeto já não é certeza de sucesso e por isso é necessário preparar, assumir que a qualidade é fundamental e este ano a gala das galas voltou a ser o que é era com todo o mérito, sendo um pilar certo de que o que está a ser feito e preparado para os próximos tempos só pode significar mais e melhor do que o que tem sido produzido na televisão portuguesa pelos diversos canais pelos últimos anos.

2019 assinala o período de mudança e exigência de qualidade, todos perceberam isso, dos profissionais de televisão ao público e comentadores e os Globos de Ouro mostraram isso mesmo, sem esquecer o que foi feito no passado, quem fez parte desse passado e quem está para tornar o futuro bem melhor!

Acredito cada vez mais que as alterações no panorama televisivo do último ano só têm ajudado a transformar o que está para chegar para que todos possam ter uma melhor companhia televisiva pelos próximos anos. Assim vale a pena fazer televisão para ser vista por milhões e não somente para somar bons resultados!