Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Banner billboard da campanha 50 livros com 50% desconto
17.04.18

Friorento


O Informador

frio.jpg

A idade altera comportamentos e a forma de olhar para cada situação em particular e ao mesmo tempo transforma a forma de estar. O que a idade não perdoa ao mesmo tempo que o psicológico se altera é a parte física e nesse campo, quer seja um problema de conjugação da mente ou não, ando a sentir de ano para ano mais frio, talvez com a ajuda das diferenças temporais que se fazem sentir de forma repentina cada vez mais. 

Sinto o frio como não acontecia quando era mais novo. Agora, embora continue a odiar andar com camadas e camadas de roupa e casacos grossos para onde quer que vá, sinto as diferenças de temperatura com uma intensidade incrível. Posso estar quente em casa, preparar-me para sair e quando coloco os pés na rua o vento e o frio parecem cortar o corpo como se tivesse a ser laminado às postas pelas partes que enfrentam diretamente o tempo, como a cara e as mãos, mas também mesmo as costas, que geralmente é onde me sinto mais atacado quando sinto frio, parecendo ficar estático e com o pensamento que estou a ficar com a coluna congelada. 

Isto não acontecia há anos atrás, onde enfrentava as mudanças de temperatura e não sentia tais alterações de forma tão drástica, agora acaba por ser instantâneo e por vezes acredito que se não me despachar a recolher dentro de um local quente que posso sofrer alguma lesão por ficar com os ossos numa sensação de pressão para se aquecerem, parecendo que me sinto a encolher perante os primeiros impactos das temperaturas mais baixas. 

Acredito que as mudanças meteorológicas dos últimos anos ajudem a sentir esta alteração, mas a idade também pesa. Se para uns a juventude parece ser eterna, prefiro pensar que com o tempo vamos ganhando conhecimento e perdendo capacidades, uma delas encontra-se na capacidade de enfrentar as mudanças temporais. Eu que «ainda sou do tempo» de sair à rua sem sentir frio em pleno dia chuvoso e com temperaturas baixas, agora já sou mais do tempo em que os dentes batem com uma rajada de vento frio.

Mudanças provocadas pela idade que fazem a diferença, tal como tantas outras que vão ocorrendo na vida de cada um e que por vezes também influenciam as dos outros. 

 

8 comentários

Comentar post