Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

19.08.18

Fora com o siso


O Informador

dente do siso.png

O problema com os dentes do siso sempre pairaram na minha mente como causando fortes dores quando as primeiras picadas surgem e também a ideia que ao tirar provocava mal estar e era sempre complicado. A minha primeira experiência, aos trinta e um anos de idade, ao tirar um dente do siso, o primeiro a saltar, quebrou todas as ideias que a sociedade me foi concedendo ao longo dos anos. 

Sim, tive dores enquanto não fui ao dentista. Sim, tive um fim-de-semana inteiro com essas mesmas dores, mas tudo suportável, já tendo tido verdadeiras dores de dentes complicadas de aguentar. Marquei dentista, sentei-me na cadeira, expliquei o que se passava e posso dizer que acredito que nem cinco minutos estive sentado a resolver a situação. Anestesia em três pontos na zona, os acessórios próprios a tocarem no dente, a questão sobre se está a doer e em menos de nada senti o dente a saltar do seu lugar de sempre. Não custou nada. Certo é que foi rápido, a dor que se gerou durante dias desapareceu num ápice e tudo ficou resolvido com uma compressa por uns minutos e os cuidados com a comida durante as horas seguintes. O pior veio quando o efeito da anestesia passou. É que ao longo de dois dias senti as mesmas dores como se o dente ainda lá estivesse a provocar. Medicação para as dores, gel próprio para a boca, bochecho com líquidos adequados e nada. Até que tive de voltar ao consultório e com uma pasta com medicação foi nuns breves segundos que tudo ficou adormecido para acalmar estas dores dos primeiros dias sem o siso. 

A ideia que vos quero deixar é a de que não custa tirar o dente do siso como tanto já devem ter ouvido apregoar por ai. Tenho ao longo do tempo boas experiências no dentista e desta vez tudo voltou a correr bem, não fossem as dores antes e depois, mas o durante foi o menos doloroso de todo o processo. Caso para se dizer... «Já passou, já passou...».

2 comentários

Comentar post