Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ebooks-billboard

Falar ao telemóvel e comer a conduzir

Eu achei que tinha sido uma piada, mas pelos vistos o senhor estava-me a fazer sinais como se tivesse razão e como se não tivesse a fazer algo errado ao volante. Deu para rir porque tenho mesmo graça ver que existe alguém que só vê o mal dos outros. É melhor explicar a situação!

Vinha eu a caminho de casa, a comer uma sandes daquela famosa cadeia de comida rápida com base em hambúrgueres, e o senhor que vinha na viatura atrás de mim deve ter percebido que estava a comer e começou-me a fazer sinais de luzes e a fazer gestos de comida. Até aí, era normal, não que eu o tivesse a incomodar, mas pronto, não se deve comer enquanto se conduz. Até achei que tinha razão! Mas o que foi giro veio depois!

Então não é que passados poucos segundos o mesmo senhor que continuava atrás de mim começou a falar ao telemóvel? Eu pensei, ora aí está, incomodado porque eu venho a comer e a conduzir, mas ele acha que pode falar ao telemóvel!

Nisto, o senhor lá se lembra de me ultrapassar e não pude perder a oportunidade de lhe apitar e fazer o sinal de que ia ao telemóvel e não o pode fazer.

Será que o homenzinho estava era com inveja por eu ir a comer e não porque eu não o devia fazer enquanto estou ao volante de um automóvel? É que depois errou tanto como eu! Achei piada, porque dá para ver que antes de falarmos dos outros temos que colocar os olhos em nós, porque também erramos!