Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

25
Set20

Escrever, Memórias de um Ofício | Stephen King

Bertrand Editora

Escrever

 

Título: Escrever, Memórias de um Ofício

Título original: On Writing: A Memoir of the Craft

Autor: Stephen King

Editora: Bertrand Editora

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Julho de 2020

Páginas: 288

ISBN: 978-972-25-4001-8

Classificação: 3 em 5

 

Sinopse: Em 1997, Stephen King começou a escrever sobre o seu ofício e a sua vida. A meio de 1999, um acidente muito noticiado quase lhe tirou a vida e, nos meses de recuperação, o nexo entre a escrita e a vida tornou-se mais crucial do que nunca para o escritor. O resultado é uma obra clara, útil e reveladora.

Escrever é, assim, um relato fascinante que, partindo da experiência específica do autor, proporcionará aos leitores uma nova perspetiva sobre a formação de um escritor, com conselhos práticos e inspiradores sobre todas as fases, desde o desenvolvimento da intriga e a criação das personagens até aos hábitos profissionais e à fuga ao trabalho. Publicada originalmente na New Yorker e vivamente aclamada, esta obra culmina com um testemunho comovente do modo como a necessidade irresistível de escrever estimulou a recuperação de Stephen King e o trouxe de volta à vida. Brilhantemente estruturado e cativante, este livro ensinará - e divertirá - todos os que o lerem.

 

Opinião: A escuridão e os corredores sinistros por onde circulam as personagens criadas por Stephen King fazem do autor um dos mestres do terror literário mundial, mas não é por ser dos melhores a criar suspense com uma boa percentagem de caminhos perigosos e surpresas estranhas que King consegue ser dos melhores criadores de literatura do momento. Muito enredo, personagens suspeitas e mundos inacabados caracterizam as suas criações, levando o leitor a questionar-se sobre o estado da mente de onde saem as várias ideias obscuras que são apresentadas através dos vários lançamentos que são feitos da sua autoria. King vende, sem dúvida, é dos mais conhecido mundialmente mas longe da perfeição literária, no entanto teve em si a ideia de lançar-se na escrita de Escrever, Memórias de um Ofício, relatando a forma como entrou no mundo das letras, o seu caminho e ensinamentos, dando várias dicas para quem gosta de elaborar novas histórias, criar enredos e sonhar em lançar a sua obra num mercado tão complexo e competitivo nos dias que correm onde todos podem arriscar mas onde também só quem tem o real poder da criação, com um toque de diferença, consegue aguentar. 

Escrever, Memórias de um Ofício é um bom manual para quem gosta de adquirir novas dicas e técnicas para tornar as suas criações literárias mais apelativas e com capacidade de surpreender. Não encher as páginas com descrições necessárias, reduzir texto quando é possível e com a primeira revisão optar por transformar o que se excede nas palavras em menos espaço mas com o mesmo conteúdo. Com esta obra King resume com boas maneiras e exemplos os seus anos de obras bem sucedidas, falando dos seus êxitos e fracassos, das várias tentativas e falhas que se ficaram pelo caminho para se transformarem em grandes sucessos com boas alterações após uns tempos. King mostra o que é aceitável para seguir em frente aos olhos de editores e o que fica logo de lado, como apresentar uma nova aposta e ficar bem na fotografia logo de início, aceitando que todos podem e devem tentar quando existe um sonho, existindo sim a vontade de arriscar, coordenar os tempos dedicados de forma exclusiva à escrita, formar uma boa história, que nem sempre terá de ter um final assumido de início porque o próprio autor pode descobrir uma boa personagem a meio de uma história que já vai dando trunfos quando chega alguém para revirar o que poderia estar meio parado e a precisar de novo fôlego. 

Com este manual publicado pela Bertrand Editora em Portugal o leitor é convidado por Stephen King a escrever, aprendendo dicas para melhorar em vários pontos que devem ser tidos em atenção quando se quer evoluir nos conteúdos e surpreender quem está do outro lado e pretende ser conquistado para voltar a cada obra como se fosse única e algo de novo. 

 

 

Se ficaste curioso, encomenda já o teu exemplar de Escrever, Memórias de um Ofício

escrever.jpg