Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

E chega finalmente o «DUA na Carteira»

20
Jun19

certificado de matrícula.jpg

 

Uns bons anos após o arranque do Simplex, eis que chega o DUA na Carteira, que é como quem diz, o Documento Único Automóvel em modo Cartão de Cidadão, passando assim a ser mais fácil guardar o novo documento com a informação do veículo. 

A novidade foi revelada pelo Ministério da Justiça e o novo cartão automóvel avançará já a partir do próximo dia 01 de Agosto para as novas matrículas. Todos os outros veículos terão de aguardar pelo próximo ano para poderem renovar o seu livrete e passar assim a ser possível guardar o novo cartão de forma mais fácil. Com isto, começara a ser também mais fácil o acesso a todo o conteúdo informativo da viatura, como marca, modelo, matrícula e outras características, simplificando qualquer pesquisa também sobre o nome e morada do seu proprietário. O DUA na Carteira agregará assim as informações do livrete e do registo de propriedade do veículo num só cartão. 

Um avanço que parece já surgir tarde através do sistema Simplex que foi amplamente divulgado há uns anos e que tem tardado a mostrar o seu total desempenho em várias frentes. Primeiro os cartões pessoais que já podiam conter outros dados, agora os cartões dos veículos...

A questão que coloco vai de encontro a tanta papelada que nos continua a ser entregue e exigida em tantos locais de serviço público para tratar de burocracias sem fim. Será que todos esses processos já não poderiam estar também simplificados para não ser necessário entregar tudo e mais alguma coisa quando supostamente está já muito informatizado? Os primeiros anos do sistema já passaram e já é mais que tempo de tudo estar a funcionar a todo o gás e sem todos os atrasos que por vezes os processos em papel exigem. 

Certo é que agora, Agosto de 2019, arranca a primeira edição do DUA na Carteira, sendo sabido que daqui a uns anos este novo cartão levará algumas alterações para incluir novos dados que agora não estarão contabilizados. Mas isso já será outra conversa!