Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

Drama da porta aberta

24
Nov18

porta aberta.jpg

Desde pequeno que me lembro que a porta de casa, ao longo do dia, sempre tem de estar aberta. Acreditem que aos trinta continuo sem perceber a razão da necessidade de estarem com a porta de casa aberta quando existem janelas mesmo ao lado. 

Seja Verão ou Inverno, faça chuva ou sol, com frio ou calor, a porta é aberta, nem sempre e muito raramente de forma total mas a verdade é que uma nesga tem de estar aberta para que «o ar circule». Já expliquei que a janela resulta bem melhor e assim podemos estar fechados em casa, não existindo necessidade de deixar portas disponíveis para qualquer pessoa se aproximar e quase entrar sem nos darmos conta.

E quando está calor, a casa está fresca, uma ventoinha está ligada e mesmo assim abrem a porta que acaba por deixar entrar o ar quente que está na rua? Juro que já tentei e sempre que posso fecho, mas quando dou por isso a malvada da porta já está aberta, bastando acordarem que lá vão abrir a brecha para entrar o ar, brecha essa que só volta a ser fechada após o jantar. 

Não é um ato ridículo para alguém que vive num apartamento mas com porta virada para as escadas exteriores e não para um corredor interno? É que além de qualquer pessoa poder entrar sem se dar por isso se se estiver entretido, existem momentos em que o tempo acaba por fazer frente à temperatura ambiente de casa. Acho que esta ideia da porta sempre aberta só pode persistir por alguém ter receio de estar fechado, um género de claustrofobia não muito complexa, mas que existe. 

A mim, como já deu para ver, este tema causa um pouco de espécie, embora tenha convivido com esta pratica ao longo de toda a vida e debatido contra rotinas que não se alteram por nada.