Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

16
Mar20

Deixem o papel higiénico em paz

papel higiénico.jpg

 

O Covid19 está a alterar a forma como vivemos, comunicamos e usamos o espaço em nosso redor a pensar no nosso bem-estar e no dos outros. Não tenho dúvidas neste momento que após todo este processo negativo passar que seremos melhores pessoas para agir perante o próximo e também para nos auto proteger em diversas situações. A sociedade vai sair com outra visão e comportamentos, sendo depois analisados processos essenciais como o trabalho a partir de casa, os cuidados de saúde, a educação feita de forma mais pormenorizada e virtual por vezes. Os cuidados com a alimentação e mesmo as temperaturas vão ser pontos sobre os cuidados que hoje estamos a alterar para assim continuar.

No entanto existe um ponto negativo que atualmente não estou a conseguir aceitar pelo absurdo da situação. A corrida aos supermercados não só pela comida mas muito para arrancarem das prateleiras todos os pacotes de papel higiénico, guardanapos, lenços de papel, toalhitas que apanharem pela frente. A questão que coloco a todos os rebocadores de papel dos supermercados é qual será o medo para levarem carros cheios até casa somente de papel e mais papel?!

Pensem numa coisa, se tiverem de ficar semanas em casa isolados o papel higiénico pode escassear, é um facto, mas para que serve o bidé e a banheira para ajudar a ficar lavadinho diariamente? Em princípio os supermercados e farmácias irão manter os serviços mínimos, desde que se respeite o espaço do próximo, como tal acredito que não existirá escassez destes produtos se as medidas exigidas forem praticadas. Não comprem paletes de papel higiénico e seus similares porque existem opções caso a gravidade do Covid19 nos faça ficarmos isolados durante semanas consecutivas. 

Se tudo se resolver e aparecer uma vacina eficaz em breve, será que cada folha de tanto rolo será transformada em moedas de cinco cêntimos? Na verdade não entendo a preocupação para com o medo da falta de papel higiénico, quando depois não levam comida suficiente para reforçarem móveis e dispensas de casa caso exista tal necessidade. 

Sejam moderados porque a água existe e a maioria das casas, mesmo as modernas, ainda contam com um bom bidé!

 

bidé.jpg

14 Comentários

Comentar post