Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

12.10.18

D. Dinis, um Destino Português | José Jorge Letria


O Informador

d. dinis um destino português.jpg

Título: D. Dinis, um Destino Português

Autor: José Jorge Letria

Editora: Guerra e Paz

Edição: 1ª Edição

Lançamento: Setembro de 2018

Páginas: 184

ISBN: 978-989-702-422-1

Classificação: 2 em 5

 

Sinopse: Uma biografia de um rei exemplar e um dos mais influenciadores da história de Portugal

Poeta de génio e político brilhante, lançou as fundações de muito do que se tornaria Portugal. Desde a Marinha portuguesa, que daria novos mundos ao mundo, à instituição do português como língua oficial, passando pela delimitação definitiva da fronteira nacional. D. Dinis marcou a história portuguesa, num reinado de mais de quarenta anos.

Além da poesia, tornaram-se famosas as suas escapadelas amorosas, bem como as difíceis relações com a rainha Santa Isabel ou a sua grande paixão pela caça. Foi também lavrador e plantou o Pinhal de Leiria. Teve inimigos, muitos, como o irmão e o próprio filho, contra quem combateu em sangrentas guerras civis.

 

Opinião: D. Dinis deixou marca como o Lavrador, dando ordens para plantar o Pinhal de Leiria, mas deixou obra bem maior que essa. De marido promíscuo, a pai ausente, poeta de múltiplos amores e rei com força, D. Dinis destacou a língua portuguesa em detrimento do latim, criou poemas de amor e mal-dizer, fundou a primeira universidade portuguesa e enfrentou a própria família a bem da nação. Um homem, um rei, um pai, um poeta, é e foi assim D. Dinis.

D. Dinis, um Destino Português, da autoria de José Jorge Letria, não se assume como uma biografia e muito menos um romance com retratos reais. Esta obra recorre à ficção para relatar factos, mostrando partes simbólicas da vida deste rei que muitos enfrentou. Através do recurso a poemas originais e transcritos para o português atual, o autor conduz uma história real de pontos fortes da vida do reino, onde decisões e trambolhões são exemplos da história de vida que já muitas vezes tem sido contada. 

Nesta narrativa o leitor não encontra ponto por ponto a vida de D. Dinis e de Isabel de Aragão, o que me desiludiu um pouco, uma vez que fiquei com a sensação de que este resumo não passa disso mesmo, não sendo aprofundado qualquer ponto chave desta época. Certo que não queria um grande desfile bibliográfico, mas esperava bem mais desta narrativa que conta, não aprofunda, mostra mas não intensifica. Percebe-se sim que D. Dinis é um dos homens que José Jorge Letria admira da história do nosso país, no entanto fiquei com a noção que os conflitos com o seu filho D. Afonso e a poesia ganham destaque neste livro, deixando grande parte da obra feita e as decisões tomadas para segundo plano, o que do meu ponto de vista volta a ser um ponto negativo. 

Um resumo bem rápido da vida de um Rei que marcou Portugal e deixou obra. D. Dinis, um Destino Português relata de forma sucinta, transparente e leve a vida do Lavrador que pouco hesitou nos momentos de tomar decisões importantes a bem da nação que sempre defendeu pela união. 

 

2 comentários

Comentar post