Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

ebooks-billboard

Cristina ComVida na estreia

Cristina ferreira

 

Cristina Ferreira regressou aos finais de tarde da TVI e quando pensei que o Cristina ComVida não seria formato ideal para o horário das 19h00, eis que a diretora do canal de Queluz surpreende e consegue fazer uma hora de um talk show com os ingredientes certos para fechar a tarde e dar entrada ao Jornal das 8.

Transformando a antiga casa mais vigiada do país no seu novo estúdio de televisão, a casa da Venda do Pinheiro recebe agora o programa de Cristina, voltando assim ao ecrã o local onde vários edições do Big Brother e do Secret Story, entre outros, aconteceram ao longo dos últimos vinte anos. Com a casa vazia, a diretora e apresentadora resolveu criar reformulando e fazer assim o seu novo programa na casa, estando a menos de cinco minutos da sua própria casa, na Malveira.

Cristina estreou este formato bem parecido e numa versão que parece melhorada ao que apresentou na SIC, o Programa da Cristina, e no primeiro dia mostrou logo a garagem, as salas, o quarto, a casa de banho e a cozinha da moradia cenário. Convidou a Célia e o Telmo do primeiro Big Brother, onde se conheceram, para voltarem onde já foram felizes, foi também visitada pelo Toy e o cozinheiro Rúben Pacheco Correia lá deixou a SIC para se mudar de armas e bagagens para esta nova casa da Cristina que o descobriu. Dois jovens, irmãos e padres tocaram também à campainha e contaram a razão de seguirem o caminho religioso. Miguel Moura, o jovem fadista que conquistou jurados e público no All Together Now também foi visitar a sua madrinha televisiva e acabou por ser surpreendido pela presença de Pedro Abrunhosa, numa das suas raras aparições em programas deste estilo, para cantarem juntos. Nesta estreia Cristina até teve a surpresa da produção com um avião a passar nos céus da Venda do Pinheiro com a mensagem "Cristina, o sonho começa agora", isto ao mesmo tempo, segundo revelou, que ouviu no auricular as palavras "bora miúda, estamos juntos, de mãos dadas, a equipa sonha contigo", levando a apresentadora a emocionar-se em direto e logo nos primeiros minutos de programa.

Um estreia corrida, uma Cristina com o volume quase no máximo mas espontânea como sempre, um Eduardo Madeira a interpretar várias personagens em direto ou com sketches gravados e um bom ambiente ao longo de uma hora, nem mais nem menos, de programa sem pausas e momentos mortos, sem tempo para grandes conversas, mas para as longas entrevistas existe o Goucha a meio da tarde. Às 19h00 é necessário ritmo e na estreia de Cristina existiu esse tão necessário ritmo. 

O que reti desta estreia do Cristina ComVida foi essencialmente a boa disposição e a emoção, num espaço para os convidados serem as figuras do momento, dando o destaque e depois se for necessário espalhar os seus convidados pela restante programação do canal para darem a conhecer as suas histórias de outra forma. Nesta casa, Cristina tem os cozinheiros, os empregados, os famosos e os anónimos, dando o mote para o tema do dia que pode ter traços em comum entre os vários convidados.

Cristina Ferreira afinal idealizou e conseguiu mostrar ser possível surpreender ao final da tarde e apresentar uma proposta diferente no horário. Entre a verdade e a ficção, a ideia com que fiquei na estreia é que o Cristina ComVida em direto ou gravado tem pontos para combater a liderança no seu horário através de um formato onde tudo pode acontecer. 

Se convenceu? Muito, ao ponto da hora que antecede o jantar ter passado num ápice.

Cristina-ComVida.jpg

Pra Cima de Puta, o livro mais vendido de Cristina Ferreira

250x.jpeg.jpg