Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Casamento de fachada

Existem vários graus de felicidade e o casamento parece-me ser um ato que dá alegria a uma pessoa, dando a dois seres muitos momentos de paixão, ternura, bem-estar... Fazendo-se prever que se estão juntos é porque se amam e gostam de estar em comum acordo, de bem com a vida e a viver um sonho a dois. Mas nem sempre isso acontece desta forma idílica.

Porque será que as pessoas não admitem que o que era bom já está terminado e que vivem em relações e casamentos de fachada? Na rua são unha com carne como se só existissem coisas boas entre os dois, em casa, cada qual faz a sua vida independente como se o outro não existisse e não andasse pelas redondezas. Só porque existem filhos em comum? Tenham paciência, mas isso já não é desculpa para os dias que correm. Ah, talvez porque sozinhos não conseguem aguentar a boa vida que gostam de aparentar aos outros. Mas será preferível viver de forma fantasiosa em falsa harmonia quando isso não acontece e depois andam a dar facadinhas no matrimónio sempre que possível?

O simbolismo de casamento não é isso, qual a necessidade de viver na mentira só porque se tem medo de romper totalmente com o passado e um maior medo de enfrentar o futuro sem a pessoa que esteve ao seu lado, bem ou mal, nos últimos anos? Viver num casamento de fachada é só mesmo para quem tem que aparentar estar bem, feliz e com receio da sociedade.

2 Comentários

Comentar post