Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Informador

Pensamentos que podem ser de qualquer um!

10.11.17

Cartaz político vira lixo urbano


O Informador

cartaz.jpg

Umas semanas já passaram após as eleições autárquicas e é mau constatar que por várias e grandes zonas do país ainda resistem cartazes políticos espalhados e a fazerem lixo urbano pendurados por todo o lado e mais algum que os senhores candidatos a autarquias, juntas de freguesia e assembleias municipais espalharam com as suas equipas eleitorais. Isto acontece sempre e em pleno século XXI já não será tempo de existir uma lei sobre as eleições para que estes painéis poluentes sejam tirados na semana imediatamente após o ato eleitoral?

Acho completamente vergonhoso o tempo que já passou após o dia d e tudo continuar espalhado por ai como se tivéssemos de continuar a ver vencedores e vencidos a toda a hora, como se tal visão fosse um desejo bem particular de cada um. São cartazes em modo xl nas paredes, são placas encostadas a esquinas, são plásticos pendurados em árvores. Já não chega o tempo ao longo da campanha em que todos temos de levar com imagens por vezes ridículas espalhadas por todos os locais e depois essas mesmas imagens conseguem ainda perdurar no tempo, perdendo cor e começando a ficar rasgadas, tudo porque os respetivos partidos só pensam no antes porque o depois «que se lixe»?!

Este é o Portugal político dos nossos tempos que pensa na conquista do poder mas que depois ao perceberem os resultados ficam nem ai para tudo o que foi feito e prometido antes. É necessária uma lei de limpeza após a campanha eleitoral com a finalidade de se retirar todo o lixo deixado para que não andemos a ver os senhores que já andam sentados nas cadeiras do poder a toda a hora pendurados por ai e com frases ao seu lado mais lidas e inspiradoras que os seus próprios rostos. 

Cartazes políticos são um meio de poluição visual a partir do momento em que são colocados, mas após o ato eleitoral passam a lixo que perdura no tempo.

 

4 comentários

Comentar post